Abertura em Pipeline?

Especulações nos bastidores apontam início do Championship Tour em janeiro, em Pipeline, Havaí.

0
Palco tradicional da decisão do Tour, Pipeline pode abrir a temporada no próximo ano.

No fim de abril, a World Surf League emitiu um comunicado sobre a mudança de planos da Liga devido à pandemia do coronavírus. Todos os eventos foram adiados até 1º de junho. Com a data chegando cada vez mais perto, os bastidores começam a pegar fogo e as especulações são de que o Championship Tour pode começar em janeiro, em Pipeline, Havaí.

A WSL ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto. No comunicado anterior, o CEO Erik Logan falou também sobre algumas mudanças no formato do Tour, citando inclusive o “surf off”, onde o líder do ranking teria uma vantagem e o campeão mundial seria decidido entre os melhores da temporada em um dia final. O formato já era especulado desde 2017, quando uma reunião da entidade com os Tops teve seu conteúdo vazado pelo site australiano Stab.

Na época, a ideia era começar o Tour justamente em Pipeline, terminando em setembro, no Taiti. Em seguida, os campeões mundiais seriam definidos em Mentawai, Indonésia, em um mega evento reunindo os seis melhores surfistas do ranking masculino e as quatro do feminino.

Para ser o campeão mundial, o sexto do ranking competiria contra o quinto. Quem vencer, enfrentaria o quarto e assim por diante até chegar ao duelo final, contra o líder do ranking da temporada. Esse foi o debate discutido na época, há três anos. Portanto, não significa que a entidade seguirá esse mesmo modelo.

Também foi debatida, em 2017, a ideia de promover os eventos com maiores pontuações do Qualifying Series depois de setembro, quando o Tour fosse finalizado. Assim, os Tops da elite mundial que não conseguissem a permanência pelo ranking do Tour poderiam brigar pela classificação no QS totalmente focados nesses eventos, o que não acontece no modelo tradicional, em que muitos atletas ficam divididos entre os dois circuitos.

Em vídeo divulgado no último mês de abril, Logan afirmou que os detalhes desse formato seriam divulgados no início de julho. Como os eventos estavam adiados até 1º de junho, a expectativa é de que a World Surf League faça um novo pronunciamento nesta segunda-feira (1/6), a respeito dos novos planos adotados pela Liga.

Caso a especulação se confirme, e Pipe realmente seja o palco de abertura do Tour 2021, será que a WSL promoveria algumas competições especiais só com convidados de alto nível nos próximos meses, para que os fãs não fiquem na saudade? Vamos aguardar (e especular!).