Gold Coast Pro

Ezekiel perto da nota máxima

Havaiano Ezekiel Lau é o melhor surfista da segunda-feira (9) no Gold Coast Pro. Oito brasileiros são eliminados e quatro avançam para a terceira fase.

0
Ezekiel Lau faz excelente apresentação no Gold Coast Pro.

Ezekiel Lau chegou perto da nota máxima e foi o grande nome das disputas desta segunda-feira (9) no Gold Coast Pro. Oito dos doze brasileiros que participaram da segunda fase do evento foram eliminados. Jadson André, Michael Rodrigues, Alex Ribeiro, Lucas Silveira e Tatiana Weston-Webb agora são o Brasil na primeira etapa do Challenger Series 2022.

Clique aqui para ver as fotos

Clique aqui para ver o vídeo

A segunda-feira foi mais um dia de altas ondas em Snapper Rocks, com séries acima de 1 metro, porém com longos momentos de flat. Foram realizadas as três últimas disputas femininas da primeira fase, todo o Round 2 masculino e quatro baterias da segunda fase das mulheres.

Ezekiel Lau competiu no último confronto masculino do dia e deu show. Dois brasileiros participaram do duelo. Lucas Silveira ficou ativo no início e com seis minutos já tinha duas notas (1.33 e 4.00). Depois, aos 12, Lucas tinha a terceira prioridade, mas achou uma direita com potencial e executou seis manobras entre rasgadas e batidas. A nota foi 7.00 pontos.

Logo depois Ezekiel surfou uma onda da mesma série, um pouco maior que a do brasileiro. O havaiano fez grandes curvas, com pressão e velocidade, e largou com 8.50 pontos. Matheus Navarro demorou 19 minutos para surfar sua primeira onda. O brasileiro fez um bom trabalho e até voou no final para conquistar 5.60. Aos 22 minutos Lucas firmou a base na liderança (6.93).

Jorgann Couzinet se despede da etapa.

A bateria chegou nos cinco minutos finais com Lucas em primeiro e Ezekiel em segundo. Matheus e o francês Jorgann Couzinet estavam em situação crítica na bateria, necessitando de mais de oito pontos. Restando três minutos Jorgann jogou duro. Com tubo, laybacks e outras manobras ele anotou 8.47 e assumiu a segunda posição. Ezekiel, que tinha a prioridade e pouco mais de um minuto para reagir, precisava de 5.30 para avançar.

O havaiano foi para o tudo ou nada quando restavam 48 segundos. Ele fez um drop no buraco, surfou um tubo e destruiu o resto da direita. Com a nota 9.57 pontos ele pulou de terceiro para primeiro. Lucas ainda teve tempo de surfar e fez sua melhor apresentação, que valeu 7.33 e que confirmou o segundo lugar no duelo. Jorgann (3º) e Matheus (4º) foram eliminados.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por World Surf League (@wsl)

Jadson, Michael e Alex – Além de Lucas, o Brasil continua vivo e na terceira fase masculina com Jadson André, Michael Rodrigues e Alex Ribeiro. Os três também ficaram em segundo lugar nas baterias.

Jadson conseguiu a primeira classificação brasileira no dia. A terceira disputa foi fraca de ondas. O basco Adur Amatriain foi o único a se destacar e venceu com as duas maiores notas do confronto (6.50 e 4.93).

A bateria chegou nos cinco minutos finais com três surfistas praticamente empatados no placar. Jadson era o segundo colocado. Todos surfaram e na troca de notas o brasileiro se manteve classificado. O havaiano Imaikalani deVault se despediu da prova em terceiro lugar, e o japonês Hiroto Ohhara em quarto.

Jadson André apresenta seu forte ataque de backside.

Na sétima bateria foi a vez de Michael Rodrigues avançar. Ele rapidamente pegou duas ondas, mas elas foram fracas. Porém, ainda dentro dos três minutos iniciais, o brasileiro voltou a entrar em ação, inverteu a direção da prancha numa potente rasgada, fez outras manobras e colocou 5.17 pontos no somatório. O confronto também tinha Thiago Camarão, que começou melhor do que os três adversários (6.17).

Michael não parava e aos sete minutos voltou a fazer boas curvas para receber 6.60 pontos dos juízes e assumir a primeira posição. Mas logo em seguida o australiano Callum Robson fez uma série de manobras contundentes que valeram 9.07 e ganhou grandes chances de avançar. Logo depois o aussie anotou mais 3.87 e foi pra primeiro, de onde não saiu mais.

Michael Rodrigues garante vaga na terceira fase.

Thiago e o peruano Lucca Mesinas lutavam muito, mas não conseguiam seguir o ritmo de Michael e Callum. O australiano seguiu trocando notas, até no final garantir a vitória com mais 7.33 pontos. Michael seguiu ativo, mas só conseguiu melhorar a pontuação após cinco ondas fracas, quando conquistou 5.27. Lucca (3º) e Thiago (4º) se despediram do Gold Coast Pro.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por World Surf League (@wsl)

Alex Ribeiro competiu junto de João Chianca na nona bateria. Quem começou melhor foi Jackson Baker. O australiano pegou um bom tubo, e soltou uma série de manobras. Mesmo com um erro no meio do caminho, quando chegou a deitar na prancha, ele recebeu 7.67 pontos.

João não começou bem (1.33 e 1.43). Com oito minutos de disputa ele perdeu uma das quilhas laterais. O brasileiro saiu da água, retirou as quilhas de outra prancha, colocou na que estava usando e voltou pro pico. Tudo isso em pouco mais de minuto.

Da entrada ele ainda viu Alex Ribeiro surfar sua primeira onda no confronto. O brazuca foi melhorando a cada movimento até fechar a apresentação com uma batida forte e reta, sua quarta e última manobra. Ele largou com 6.60 pontos.

A bateria chegou embolada na metade. O polinésio Mihimana Braye tinha uma nota 6.00 pontos, e João entrou no jogo com 5.83. Então Mihimana se manteve na liderança com mais 5.83, deixando os brasileiros nas últimas posições. Jackson deu a reposta rapidamente com 4.67 e pegou a primeira posição.

Restando 11 minutos Alex fez vários ataques de backside, anotou 5.27 e pulou pra segundo. O taitiano passou a necessitar de 5.88 e João de 6.05, mas o tempo passou e quem chegou mais perto foi o brasileiro, que anotou 5.27. Porém a nota não foi suficiente e ele foi eliminado em quarto lugar. Mihimana se despediu em terceiro.

Kelly fora – Outro que se despediu da etapa no dia foi Kelly Slater. O norte-americano estava em segundo até os três minutos finais, quando seu conterrâneo, Cam Richards, usou a prioridade e pulou de último para a segunda posição com a nota 8.33 pontos. O italiano Leonardo Fioravanti venceu. Kelly (3º) e Alejo deram adeus ao evento.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por World Surf League (@wsl)

Mais baixas brasileiras– Além de Alejo Muniz, João Chianca, Thiago Camarão e Matheus Navarro, o Brasil ainda perdeu Mateus Herdy, Marco Fernandez, Samuel Pupo e Willian Cardoso nesta segunda-feira.

Feminino – A melhor surfista da categoria feminina no dia foi Malia Manuel. A havaiana venceu a terceira disputa da segunda fase com a maior nota da segunda-feira entre elas (8.73) e a maior média (16.56).

A única brasileira viva na competição, Tatiana Weston-Webb, folgou no dia. Ela está escalada para a próxima bateria feminina do Gold Coast Pro, contra a australiana Tyler Wright e a francesa Vahine Fierro.

Malia Manuel passa por dentro de Snapper Rocks.

Próxima chamada – A próxima chamada para o Gold Coast Pro acontece nesta segunda-feira, às 17h30 (de Brasília).

Confira mais detalhes em nossas próximas atualizações.

Gold Coast Pro

Round 2 masculino

1 Ian Gentil (HAV) 14.00 x Sheldon Simkus (AUS) 13.54 x Mateus Herdy (BRA) 12.33 x Marco Fernandez (BRA) 12.16

2 Conner Coffin (EUA) 12.20 x Vasco Ribeiro (POR) 10.13 x Rio Waida (IDN) 9.40 x Samuel Pupo (BRA) 8.84

3 Adur Amatriain (ESP) 11.43 x Jadson André (BRA) 8.26 x Imaikalani deVault (HAV) 7.44 x Hiroto Ohhara (JPN) 4.37

4 Connor O’Leary (AUS) 12.67 x Timothe Bisso (FRA) 11.10 x Billy Stairmand (NZL) 9.66 x Chris Zaffis (AUS) 7.30

5 Morgan Cibilic (AUS) 11.40 x Maxime Huscenot (FRA) 10.83 x Owen Wright (AUS) 10.80 x Te Kehukehu Butler (NZL) 8.66

6 Dylan Moffat (AUS) 15.04 x Alister Reginato (AUS) 11.87 x Willian Cardoso (BRA) 9.17 x Jordan Lawler (AUS) 7.60

7 Callum Robson (AUS) 16.40 x Michael Rodrigues (BRA) 11.87 x Lucca Mesinas (PER) 9.37 x Thiago Camarão (BRA) 9.20

8 Ramzi Boukhiam (MAR) 12.50 x Oscar Berry (AUS) 11.94 x Kyuss King (AUS) 10.70 x Reo Inaba (JPN) 9.96

9 Jackson Baker (AUS) 12.34 x Alex Ribeiro (BRA) 11.87 x Mihimana Braye (TAI) 11.83 x João Chianca (BRA) 11.10

10 Nolan Rapoza (EUA) 13.60 x Julian Wilson (AUS) 12.70 x Alan Cleland (MEX) 12.50 x Matthew McGillivray (AFR) 10.40

11 Leonardo Fioravanti (ITA) 14.73 x Cam Richards (EUA) 13.63 x Kelly Slater (EUA) 12.27 x Alejo Muniz (BRA) 10.27

12 Ezekiel Lau (HAV) 18.07 x Lucas Silveira (BRA) 14.33 x Jorgann Couzinet (FRA) 13.80 x Matheus Navarro (BRA) 9.83

Round 3

1 Ian Gentil (HAV) x Vasco Ribeiro (POR) x Jadson André (BRA)

2 Conner Coffin (EUA) x Sheldon Simkus (AUS) x Adur Amatrian (ESP)

3 Connor O’Leary (AUS) x Alister Reginato (AUS) x Morgan Cibilic (AUS)

4 Dylan Moffat (AUS) x Timothee Bisso (FRA) x Maxime Huscenot (FRA)

5 Callum Robson (AUS) x Oscar Berry (AUS) x Alex Ribeiro (BRA)

6 Ramzi Boukhiam (MAR) x Michael Rodrigues (BRA) x Jackson Baker (AUS)

7 Nolan Rapoza (EUA) x Lucas Silveira (BRA) x Leonardo Fioravanti (ITA)

8 Ezekiel Lau (HAV) x Julian Wilson (AUS) x Cam Richards (EUA)

Round 1 feminino

14 Bronte Macaulay (AUS) 13.83 x Brianna Cope (HAV) 10.10 x Philippa Anderson (AUS) 8.57 x Havanna Cabrero (CUB) 6.70

15 Zahli Kelly (AUS) 12.10 x Bettylou Sakura Johnson (HAV) 11.90 x Sara Wakita (JPN) 11.57 x Minami Nonaka (JPN) 9.20

16 Isabella Nichols (AUS) 12.60 x Sophie McCulloch (AUS) 11.87 x Samantha Sibley (EUA) 8.17 x Natasha Van Greunen (AFR) 5.64

Round 2

1 Gabriela Bryan (HAV) 15.43 x Kirra Pinkerton (EUA) 13.63 x Leilani McGonagle (CRI) 10.97 x Sarah Baum (AFR)

2 Sally Fitzgibbons (AUS) 15.26 x Luana Silva (HAV) 13.43 x Zoe McDougall (HAV) 11.90 x Leticia Canales Bilbao (ESP) 8.10

3 Malia Manuel (HAV) 16.56 x Caitlin Simmers (EUA) 12.27 x Sierra Kerr (AUS) 10.57 x Zoe Benedetto (EUA) 8.03

4 Macy Callaghan (AUS) 14.37 x Nikki Van Dijk (AUS) 13.93 x Brisa Hennessy (CRI) 12.70 x Arena Rodriguez Vargas (PER) 3.96

Próximas baterias

5 Tyler Wright (AUS) x Coco Ho x Tatiana Weston-Webb (BRA) x Vahine Fierro (FRA)

6 Kobie Enright (AUS) x Teresa Bonvalot (POR) x Amuro Tsuzuki (JPN) x Molly Picklum (AUS)

7 Stephanie Gilmore (AUS) x Bronte Macaulay (AUS) x Bettylou Sakura Johnson (HAV) x Sophie McCulloch (AUS)

8 Yolanda Hopkins (POR) x Brianna Cope (HAV) x Zahli Kelly (AUS) x Isabella Nichols (AUS)