Inscrições abertas

Inscrições para etapa brasileira do Surf Web Series abrem nesta quarta-feira (2).

0
Gabriel Piccoli durante a seletiva do Curta + Floripa, realizada em março e pouco antes da paralisação das competições.

Um circuito formado por etapas com ondas diferentes realizadas pelo mundo, onde os atletas competem sem precisar sair de suas regiões. Esse formato inovador de campeonato virou realidade, com a criação do Surf Web Series 2020 (SWS).

Pela primeira vez na história, um circuito mundial de surfe será disputado online. É um conceito revolucionário que chega ao surfe competição para quebrar barreiras geográficas e econômicas, além de impactar diretamente os fãs do esporte em qualquer lugar do planeta através da internet.

O projeto foi idealizado por Gary Linden, lendário shaper e big rider californiano, que também criou o Big Wave Tour (mundial de ondas grandes da WSL). A ideia surgiu como uma solução para encarar os desafios que o mundo enfrenta atualmente, em virtude da pandemia global de Covid-19.

O desenvolvimento desse novo circuito tem a participação do empresário Gustavo Duccini e do publicitário e promotor de eventos Evandro Abreu. Duccini é diretor da Surf Open League, empresa responsável pelas etapas do circuito mundial QS e dos campeonatos de ondas grandes, ambos realizados no México.

Evandro Abreu participou profissionalmente em eventos como a Copa do Mundo da França 1998, no Rock in Rio, e em grandes corporações como Adidas, MTV, entre outras. Mas foi no período em que trabalhou na Editora Abril que desenvolveu o projeto que fez história no surfe brasileiro: desenvolveu o Super Surf, que por mais de 10 anos foi o maior circuito regional profissional do mundo.

Como será o primeiro Circuito Mundial Virtual SWS 2020?

Os eventos regionais terão as datas definidas no calendário, com a duração de duas semanas. Nesse período os participantes deverão enviar suas performances em vídeo captadas obrigatoriamente em seu país de origem que está sediando a etapa. As imagens devem ser feitas dentro dos 365 dias que antecederam o início do respectivo evento e devidamente comprovadas à organização.

Cartaz do 51 Ice E-Pro Brasil, etapa brasileira do Surf Web Series 2020.

A fórmula de disputa segue os padrões aplicados nos tradicionais eventos profissionais: as baterias são divididas em rounds com rodadas eliminatórias com no máximo quatro atletas, até chegar a grande final. Apenas uma onda escolhida pelos próprios competidores será computada a cada fase da disputa e julgada por árbitros que atuam nos quadros profissionais.

O público também poderá participar do julgamento, dando sua nota para as performances dos competidores, e ajudando a formar a média final de cada exibição virtual.

SWS oficializa calendário da primeira temporada do circuito virtual

O Circuito Surf Web Series 2020 (SWS) realizará 11 eventos até março de 2021, incluindo a etapa final desta primeira temporada, ainda sem data e local definidos. “É algo nunca visto antes! Atletas de diversas partes do globo competindo em diferentes ondas dentro de suas regiões. Será um circuito que promoverá e revelará surfistas talentosos e suas respectivas praias, através das plataformas tecnológicas. É uma verdadeira revolução no meio competitivo”, explica Linden.

A primeira etapa do circuito foi finalizada no mês de julho no México, e foi vencida pelo surfista local de Puerto Escondido Jafet Ramos. O calendário de provas até março de 2021 já tem sua programação definida.

Circuito Surf Web Series 2020 (SWS):

– Agosto: África do Sul e Chile;
– Setembro: Japão;
– Outubro: Austrália e Brasil (de 26/10 a 06/11);
– Dezembro: Peru;
– Janeiro 2021: China e Portugal;
– Fevereiro: Estados Unidos e Havaí.

A grande final do Circuito Surf Web Series 2020 (SWS) será em março de 2021, ainda sem data e local definido. A competição reunirá os campeões de cada etapa, que disputarão o inédito título mundial virtual da nova entidade em um evento único.

Curta + Floripa 2020 apresenta etapa brasileira do SWS 2020.

A etapa brasileira do SWS 2020 será uma realização da AFESC (Associação das Federações de Esporte de Santa Catarina), com a supervisão da Fecasurf (Federação Catarinense de Surf).

O trabalho unificado dos presidentes de ambas as entidades – Fred Leite (AFESC) e Renato Melo (Fecasurf) – junto aos organizadores, ajudou a viabilizar a competição em águas brasileiras.

Divulgação / SuperSurf
Evandro Abreu (centro) ao lado de dois dos surfistas mais icônicos na história do surfe: Mark Occhilupo (esq.) e Tom Curren (dir.).

Essa etapa virtual foi integrada ao projeto Curta + Floripa 2020, que seria encerrado no aniversário de Florianópolis em março deste ano, durante a abertura do Circuito Profissional Catarinense e Brasileiro de Surf na Praia da Joaquina.

Na semana em que o evento seria realizado, a pandemia de Covid-19 se agravou no País, obrigando o poder público a paralisar todas as atividades.

Inscrições abertas

As inscrições para etapa brasileira do Circuito Profissional Mundial Surf Web Series 2020 (SWS) abriram nesta quarta-feira (2) e devem ser feitas através da Fecasurf (Federação Catarinense de Surf).

Os atletas que já se inscreveram para competir no Circuito Fecasurf Abrasp Profissional 2020, que seria em março na Joaquina, já estão automaticamente participando da etapa do Surf Web Series 2020 (SWS), e devem entrar em contato com a organização através da Fecasurf.

O valor da inscrição para o Curta + Floripa apresenta Circuito Mundial Surf Web Series (SWS) 2020 – Etapa Brasil, manteve o mesmo valor do início do ano: R$ 200. Os atletas deverão efetuar o depósito na conta bancária da Fecasurf (Federação Catarinense de Surf), e enviar o comprovante de pagamento para o e-mail [email protected].

Conta para depósito: Banco do Brasil | Agência 5201-9 | Conta Corrente: 844759-4 | CNPJ: 80.151.459/0001-25. Importante: Os atletas que quiserem mais informações sobre a etapa brasileira do Circuito Surf Web Series 2020 (SWS), enviem e-mail para [email protected].

A etapa Brasil do Surf Web Series (SWS) é apresentada pela Curta + Floripa 2020. Realização: AFESC (Associação das Federações Esportivas de Santa Catarina). Produção: Casa da Árvore. Homologação e Supervisão Técnica: Fecasurf. Divulgação: Waves.