Os mais ricos de 2017

Saiba quem são os surfistas mais bem pagos do mundo.

66
“Adivinha quem é o primeiro?”.

A revista australiana Stab divulgou uma lista com os surfistas mais bem pagos de 2017. A publicação incluiu uma estimativa anual entre as premiações do Circuito Mundial e o contrato dos atletas com patrocinadores e apoiadores.

A surpresa ficou pela larga vantagem de John John Florence em relação aos demais. O havaiano patrocinado pela Hurley tem uma boa diferença para o brasileiro Gabriel Medina, segundo colocado, e o australiano Mick Fanning, terceiro.

Filipe Toledo, em oitavo, é o outro nome brasileiro da lista. A revista preferiu deixar de fora o norte-americano Kelly Slater por dizer que sua renda anual é no mínimo “nebulosa”, dando o prêmio de “entrada de omissão” ao careca. A Stab ainda citou nomes como Dane Reynolds e Craig Anderson, que, assim como Slater, possuem marca própria e são considerados surfistas valiosos.

Confira a lista abaixo (em dólares):

1 – John Florence

Bicampeão mundial, John John Florence é o surfista mais valioso de 2017.

Patrocinadores: Hurley, Stance, Futures, Nixon e Pyzel surfboards.

Contratos: US$ 5,370,000

Premiação: US$ 322,500

2 – Gabriel Medina

Gabriel Medina lidera ranking de mais bem pagos entre os brasileiros.

Patrocinadores: Rip Curl, FCS, Oi, Coppertone, Cabianca Surfboards (Pukas), Guaraná e Audi.

Contratos: US$ 3,665,000

Premiação: US$ 374,750

3 – Mick Fanning

Experiente aussie Mick Fanning é o terceiro da lista.

Patrocinadores: Rip Curl, Red Bull, Skull Candy, Dragon, FCS, Reef, FCS, Mercedes, Creatures, Balter e DHD.

Contratos: US$ 2,900,000

Premiação: US$ 150,000

4- Jordy Smith

Jordy Smith, quarto colocado, é o único sul-africano entre os mais ricos do Tour.

Patrocinadores: O’Neill, Red Bull, Futures, Trace, Oakley, Vestal, Neff, Channel Islands, Corona, Jeep e Brand Black.

Contratos: US$ 2,440,000

Premiação: US$ 284,250

5 – Julian Wilson

Julian Wilson: “Sou o quinto!”.

Patrocinadores: Hurley, Red Bull, Sunbum, Mercedes, Oakley, JS Surfboards e FCS

Contratos: US$ 2,125,000

Premiação: US$ 282,250

6 – Kolohe Andino

Kolohe Andino, surpreendentemente, é o único norte-americano entre os Top-10.

Patrocinadores: Hurley, Red Bull, FCS, Mayhem e Oakley

Contratos: US$1,850,000

Premiação: US$ 203,250

7 – Stephanie Gilmore

Seis vezes campeã mundial, Steph Gilmore não poderia ficar de fora da lista.

Patrocinadores: Roxy, Sanitarium, Nikon e DHD

Contratos: US$ 1,400,000

Premiação: US$ 242,125

8 – Filipe Toledo

Filipe Toledo, o segundo e último brasileiro entre os mais bem pagos de 2017.

Patrocinadores: Hurley, Oi, Jeep, Sharp Eye, Panasonic e Stance

Contratos: US$ 1,300,00

Premiação: US$ 303,000

9 – Kai Lenny

Waterman Kai Lenny é o único mais bem pago da lista que não faz parte do Circuito Mundial.

Patrocinadores: Hurley, Tag. Naish e Red Bull

Contratos: US$ 1,000,000

10 – Carissa Moore

Carissa Moore completa o ranking divulgado pela Stab.

Patrocinadores: Hurley, Red Bull, Subaru e Mayhem

Contratos: US$ 806,000

Premiação: US$ 194,750