Dr. Goodrich falece nos EUA

Um dos neurocirurgiões mais renomados do mundo e surfista nas horas vagas, Dr. James T. Goodrich morre nos EUA devido a complicações causadas pela Covid-19.

0
Reprodução / CNN
James T. Goodrich era natural do Oregon e apaixonado pelo surfe.

Morreu no último domingo (29), aos 73 anos, o médico norte-americano James T. Goodrich. Um dos neurocirurgiões mais renomados do mundo, ele faleceu devido a complicações causadas pela Covid-19 em Nova York (EUA).

Goodrich era o principal especialista em separação de siameses craniópagos (unidos pelo crânio) do mundo, além de ser autor de diversos artigos científicos que moldaram as técnicas usadas neste tipo de cirurgia.

Foi sob a sua orientação que foi realizado o procedimento que separou as gêmeas siamesas Maria Ysabelle e Maria Ysadora, no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (SP), em 2018, até então inédito no Brasil. No ano passado, ele participou de outro caso de sucesso no Brasil, com a separação das gêmeas Lis e Mel no Hospital da Criança de Brasília (DF).

Nascido no Oregon, Goodrich tinha uma longa relação com o surfe e adorava viajar pelos EUA com a sua inseparável prancha. Nos anos 70 ele também esteve na linha de frente na Guerra do Vietnã, onde trabalhou como cirurgião da Marinha.

Na Califórnia, onde morou a maior parte da vida, foi professor da Universidade da Califórnia (UC) e do Orange Coast College. Atualmente, Goodrich fazia parte da equipe do Hospital Montefiore Medical Center e era diretor da divisão de cirurgia da Faculdade de Medicina Albert Einstein em Nova York.