Sydney Surf Pro

Alejo e Camarão em destaque

Oito brasileiros avançam no primeiro dia de ação do CS Sydney Surf Pro na Austrália. Alejo Muniz e Thiago Camarão vencem com autoridade.

0
Alejo Muniz foi vice-campeão em Manly Beach no ano de 2018.

A segunda etapa do Challenger Series 2022 começou nesta quinta-feira (19) na Austrália. O Sydney Surf Pro foi iniciado após dois dias sem disputas, e 19 baterias foram realizadas em ondas com cerca de meio metro em Manly Beach. Oito brasileiros avançaram. Alejo Muniz e Thiago Camarão foram os destaques, assim como o norte-americano Kade Matson e o marroquino Ramzi Boukhiam.

Clique aqui para ver as fotos

Clique aqui para ver o vídeo

Alejo Muniz e Willian Cardoso fizeram a primeira das três dobradinhas vitoriosas do Brasil no dia. Alejo começou com três batidas e duas rasgadas numa esquerda. A atuação valeu 4.50 pontos. Willian largou com uma onda fraca, mas aos sete minutos ele também fez um ataque de backside. Ele abriu com uma forte batida, seguida de uma rasgada, depois conectou com o inside e bateu mais duas vezes para conquistar com 4.83.

Aos 8 minutos de bateria Alejo fez uma das melhores apresentações do dia e abriu vantagem no placar. O brasileiro entrou numa direita, passou uma seção com um floater e rasgou com potência, depois fez outra rasgada forte e bateu na junção. A nota foi 8.00 pontos, a segunda maior de todo o primeiro dia do CS de Manly Beach.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por World Surf League (@wsl)

Alan Cleland, do México, entrou no jogo e foi pra segundo lugar com duas esquerdas surfadas de backside. Elas valeram 4.30 e 6.90 pontos. Willian tentou pegar a posição novamente, mas tirou 5.57 quando necessitava de 6.37. Alejo se distanciou um pouco mais dos adversários com 4.57 pontos.

A bateria entrou no último terço e Alan necessitava de 5.68 pontos para assumir a liderança. Willian estava em último e precisava de 5.64 para avançar. Tanto o mexicano quanto o australiano Joel Vaughan melhoraram suas médias.

Joel seguiu num ritmo alucinante, pegando uma onda atrás da outra e decolava em aéreos. Ele chegou a trocar de nota novamente, mas Willian usou a prioridade e dropou numa esquerda quando restavam 20 segundos. O brasileiro rasgou duas vezes com força e bateu colocando pressão na rabeta. Ele necessitava de 6.17 pontos e conquistou 6.60. Alan caiu para terceiro lugar e foi eliminado. Joel também se despediu da competição, em quarto no duelo.

Willian Cardoso passa de fase nos segundos finais.

Camarão – Outro destaque do dia foi Thiago Camarão. Ele venceu a última disputa do dia, que teve a terceira dobradinha vitoriosa brasileira da quinta-feira. Tanto ele (6.83) quanto Lucas Silveira (5.50) começaram bem. O australiano Kyuss King e o havaiano Kainehe Hunt tinham muita dificuldade em achar ondas com potencial para notas boas.

A bateria chegou na metade com Camarão na frente e Lucas em segundo lugar. Kainehe estava em terceiro e precisava de 6.70 pontos, enquanto Kyuss estava em quarto lugar e necessitava de 7.16. Na sequência Camarão abriu ampla vantagem no placar com mais 6.90.

Kyuss cresceu no final da bateria. O australiano diminuiu a distância para Lucas com 4.70 pontos e foi em busca dos 5.14 que precisava para avançar. Na antepenúltima tentativa ele tirou 4.80. O brasileiro trocou de nota (5.20) e o aussie passou a necessitar de 5.90. Ele surfou ainda duas ondas e chegou na casa dos cinco pontos (5.27 e 5.17), porém não conseguiu a virada e foi eliminado (3º). Kainehe (4º) também se despediu da etapa. Camarão venceu o duelo com o segundo maior somatório do dia, 13.73.

Mais brasileiros – Além de Alejo, Willian, Camarão e Lucas, outros quatro brasileiros avançaram. Michael Rodrigues, Edgard Groggia, Alex Ribeiro e Matheus Navarro, esses dois últimos com dobradinha, também garantiram vagas na segunda fase do Sydney Surf Pro.

Alex Ribeiro vence na estreia.

Maiores marcas – As maiores marcas do dia foram conquistadas na segunda e décima baterias. Ramzi Boukhiam dominou a segunda disputa do início ao fim, sempre com fortes ataques em esquerdas. A melhor apresentação do marroquino aconteceu nos cinco minutos finais, quando ele soltou três fortes manobras de frontside e colocou mais 8.00 pontos somatório, igualando o feito de Alejo Muniz. Ramzi, que já tinha 6.77, venceu com 14.77, o maior somatório da quinta-feira.

A bateria teve a participação de dois brasileiros. Robson Santos (3º) deu um gás perto do fim e quase tomou o segundo lugar do indonésio Rio Waida, porém tirou 4.67 pontos quanto precisava de 4.83. Peterson Crisanto (4º) não conseguiu achar ondas com muitas partes críticas e terminou em quarto lugar.

Ramzi Boukhiam faz forte ataque na esquerda de Manly Beach.

Maior nota – Ramzi foi o dono da maior média e Kade Matson da maior nota. O norte-americano conquistou 8.33 pontos depois de um ataque feroz de backside, que teve seis manobras, entre batidas e rasgadas. Ele avançou em segundo lugar no décimo confronto, atrás do francês Maxime Huscenot.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por World Surf League (@wsl)

Mais baixas brasileiras – Além de Robson e Peterson, outros quatro brasileiros foram eliminados no primeiro dia do Sydney Surf Pro. Marco Fernandez, João Chianca, Wesley Leite e Ian Gouveia também deram adeus ao evento de forma precoce.

Restam estrear – O Brasil já tem oito surfistas garantidos na segunda fase, porém esse número pode aumentar. Deivid Silva, Eduardo Motta e Mateus Herdy ainda estrearão no evento. Entre as mulheres, o Brasil está representado por Sophia Medina, Summer Macedo, Laura Raupp e Anne dos Santos.

Manly Beach funciona com ondas de meio metro no primeiro dia do Sydney Surf Pro.

Próxima chamada – A próxima chamada par ao Sydney Surf pro acontece nesta quinta-feira, às 17h45 (de Brasília). A previsão indica que as ondas ganharam tamanho e força, e podem passar de 1 metro nas séries.

Sydney Surf Pro

Round 1 masculino

1 Dylan Moffat (AUS) 13.00 x Ezekiel Lau (HAV) 8.57 x Cole Houshmand (EUA) 7.87 x Stuart Kennedy (AUS) 6.77

2 Ramzi Boukhiam (MAR) 14.77 x Rio Waida (IDN) 11.26 x Robson Santos (BRA) 10.34 x Peterson Crisanto (BRA) 7.44

3 Michael Rodrigues (BRA) 11.20 x Matt Banting (AUS) 10.83 x Evan Geiselman (EUA) 10.70 x Chris Zaffis (AUS) 10.07

4 Julian Wilson (AUS) 13.50 x Josh Burke (BAR) 12.14 x Frederico Morais (POR) 10.94 x Maikai Burdine (HAV) 6.33

5 Vasco Ribeiro (POR) 13.60 x Ian Gentil (HAV) 12.97 x Owen Wright (AUS) 12.80 x George Pittar (AUS) 12.46

6 Alejo Muniz (BRA) 12.57 x Willian Cardoso (BRA) 12.17 x Alan Cleland (MEX) 11.73 x Joel Vaughan (AUS) 11.70

7 Jordan Lawler (AUS) 13.37 x Brodi Sale (HAV) 10.50 x Adrian Buchan (AUS) 10.20 x Reo Inaba (JPN) 8.73

8 Morgan Cibilic (AUS) 13.17 x Te Kehukehu Butler (NZL) 13.03 x Marco Fernandez (BRA) 10.70 x Margo Giorgi (URU) 5.67

9 Billy Stairmand (NZL) 13.00 x Edgard Groggia (BRA) 12.37 x João Chianca (BRA) 11.13 x Mikey McDonagh (AUS) 6.87

10 Maxime Huscenot (FRA) 13.44 x Kade Matson (EUA) 12.03 x Jessé Mendes (ITA) 10.54 x Adur Amatriain (ESP) 9.44

11 Adin Masencamp (AFR) 11.77 x Jett Schilling (EUA) 11.47 x Kalani Ball (AUS) 9.93 x Hiroto Ohhhara (JPN) 7.50

12 Kauli Vaast (FRA) 13.40 x Keanu Kamiyama (JPN) 10.87 x Saxon Reber (AUS) 10.60 x Koa Smith (HAV) 9.83

13 Joshe Faulkner (AFR) 11.20 x Cody Young (HAV) 11.07 x Nathan Hedge (AUS) 10.07 x Wesley Leite (BRA) 5.77

14 Alex Ribeiro (BRA) 10.80 x Matheus Navarro (BRA) 9.86 x Joshua Moniz (HAV) 9.70 x Kei Kobayashi (EUA) 5.73

15 Ryan Callinan (AUS) 13.67 x Mihimana Braye (TAH) 12.53 x Cam Richards (EUA) 11.70 x Eli Hanneman (HAV) 8.13

16 Imaikalani deVault (HAV) 12.50 x Timothe Bisso (FRA) 10.97 x Ian Gouveia (BRA) 10.74 x Eli Beukes (AFR) 7.67

17 Crosby Colapinto (EUA) 11.46 x Ketut Agus (IDN) 11.40 x Lucca Mesinas (PER) 11.27 x Gaspard Larsoneur (FRA) 9.50

18 Alonso Correa (PER) 10.34 x Santiano Muniz (ARG) 9.83 x Michael Dunphy (EUA) 9.43 x Slade Prestwich (AFR) 4.74

19 Thiago Camarão (BRA) 13.73 x Lucas Silveira (BRA) 10.70 x Kyuss King (AUS) 10.44 x Kainehe Hunt (HAV) 8.26

Próximas baterias

20 Leonardo Fioravanti (ITA) x Max Elkington (AFR) x Levi Slawson (EUA) x Joan Duru (FRA)

21 Deivid Silva (BRA) x Eduardo Motta (BRA) x Taichi Wakita (JPN) x Shane Sykes (AFR)

22 Liam O’Brien (AUS) x Sheldon Simkus (AUS) x Tristan Guilbaud (FRA) x Oscar Berry (AUS)

23 Nolan Rapoza (EUA) x Gatien Delahaye (FRA) x Justin Becret (FRA) x Mateus Herdy (BRA)

24 Conner Coffin (EUA) x Jorgann Couzinet (FRA) x Jacob Willcox (AUS) x Thomas Debierre (FRA)

Round 1 feminino

1 India Robinson (AUS) x Sawyer Lindblad (EUA) x Keala Tomoda-Bannert (HAV) x Gabi Spake (AUS)

2 Sophia Medina (BRA) x Daniella Rosas (PER) x Rachel Presti (ALE) x Summer Macedo (BRA)

3 Luana Silva (HAV) x Paige Hareb (NZL) x Philippa Anderson (AUS) x Alysse Cooper (AUS)

4 Brianna Cope (HAV) x Sarah Scott (AFR) x Mahina Maeda (JPN) x Samantha Sibley (EUA)

5 Moana Jones Wong (HAV) x Laura Raupp (BRA) x Minami Nonaka (JPN) x Nora Liotta (HAV)

6 Teresa Bonvalot (POR) x Kailani Johnson (IDN) x Yolanda Hopkins (POR) x Anne Dos Santos (BRA)

7 Amuro Tsuzuki (JPN) x Zoe McDougall (HAV) x Sarah Baum (AFR) x Leticia Canales Bilbao (ESP)

8 Molly Picklum (AUS) x Leilani McGonagle (CRI) x Rina Matsunaga (IDN) x Sasha Baker (AUS)

9 Bronte Macaulay (AUS) x Nikki Van Dijk (AUS) x Zahli Kelly (AUS) x Tru Starling (AUS)

10 Dimity Stoyle (AUS) x Mafalda Lopes (POR) x Havanna Cabrero (CUB) x Keely Andrew (AUS)

11 Macy Callaghan (AUS) x Natasha Van Greunen (AFR) x Pauline Ado (FRA) x Ellie Harrison (AUS)

12 Alyssa Spencer (EUA) x Francisca Veselko (POR) x Holly Williams (AUS) x Autumn Hays (EUA)

13 Caitlin Simmers (EUA) x Keala Kennelly (HAV) x Zoe Benedetto (EUA) x Nyxie Ryan (AUS)

14 Sara Wakita (JPN) x Chelsea Tuach (BAR) x Vahine Fierro (FRA) x Tessa Thyssen (FRA)

15 Zoë Steyn (AFR) x Sophie McCulloch (AUS) x Kobie Enright (AUS) x Ariane Ochoa (ESP)

16 Bettylou Sakura Johnson (HAV) x Nadia Erostarbe (ESP) x Kirra Pinkerton (EUA) x Charli Hurst (AUS)