Fink no swell bomba

Atual campeão mundial de Skimboard, Lucas Fink se joga na laje do Sheraton e no Pontão do Leblon.

0

O carioca Lucas Fink, atual campeão mundial de skimboard, está na sua melhor fase e vem realizando um grande sonho atrás do outro. Nascido e criado na Zona Sul do Rio, mais precisamente no bairro do Leblon, Lucas cresceu assistindo da areia a diversas lendas locais surfando grandes swells que quebram perfeitos e desafiadores, principalmente no Pontão e na laje do Vidigal (Sheraton).

No último grande swell que a cidade recebeu, na última semana, o lugar em que Lucas esteve não foi o de costume. Em todos os dias que o mar esteve bem grande, ele esteve no outside botando pra baixo nas morras com seu skimboard, na remada e também de tow in.

“Esses dias épicos tornaram realidade mais um sonho de criança que vinha trabalhando forte pra fazer acontecer. To muito amarradão!”, diz Lucas.

O skimboarder também respondeu se agora as ondas grandes entraram nos planos da sua carreira, e adiantou, com exclusividade para o Waves, que sim, e que junto com sua equipe e um dos seus principais patrocinadores, está começando a organizar um grande projeto que vai prepará-lo para desafios ainda maiores.

“Sim, tenho muito interesse em pegar ondas gigantes com meu skimboard e usá-lo com o mínimo de ajustes do que uso normalmente. Também quero desfrutar da onda com o que mais gosto de fazer ali na areia: manobras fortes, giros bem técnicos e aéreos. Acredito ser possível e vou trabalhar pesado pra chegar nesse nível de performance”, completa Lucas, que também falou sobre as bombas do último swell.

“Foi uma das maiores ondulações que surfei, sem dúvida, mas já venho fazendo algumas investidas no Big Skim há algum tempo, e inclusive peguei a laje da Manitiba, em Saquarema, dias antes, e estava sinistra”, conta Lucas.

Por fim, ele fala sobre os planos. “Tenho muitos desafios pela frente ainda, sei disso e me preparo todos os dias pra assumir e superar cada um deles, no esporte e na vida. Minha entrada no universo do big surf está acontecendo bem aos poucos e estou tranquilo, não vou deixar de investir tempo e interesse no free skim em casa, em viagens de busca por ondas na beira mundo afora, e nas competições, sejam elas virtuais, como estão surgindo, ou nas que fico ao lado de outros atletas. Além disso, como me conheço bem, pode surgir também um grande interesse de investir em novas vertentes do esporte. É inesgotável as possibilidades que o Skimboard pode oferecer”, finaliza o campeão mundial, Lucas Fink.