Primeiro e último swell

Guga Arruda faz pit stop em Trestles, Califórnia (EUA), antes de entrar em quarentena no Brasil.

0

No retorno da minha temporada havaiana, início de março, fiz um pit stop na Califórnia (EUA) por causa de uma boa previsão de sul, a primeira do ano. As ondulações de sul são predominantes no verão do Hemisfério Norte e é a melhor direção para Lowers Trestles, minha onda preferida na Califa.

Surfei por dois dias, mas acabei fazendo esse vídeo em apenas uma das quedas. Essa é uma onda muito fácil de surfar, as direitas estavam longas e perfeitas, enquanto a esquerda, mais curta, proporcionava uma ou duas manobras fortes, boa para aéreos e giros. Foi o último surfe de qualidade antes de vir para o Brasil e entrar em quarentena.

Tenho acompanhado as notícias e a galera segue surfando por lá, o que tem gerado muita polêmica, até porque em alguns outros lugares da Califa o surfe está proibido e controlado com repressão policial. Muitos surfistas têm se manifestado nas redes sociais, tanto a favor da liberação quanto da proibição do surfe durante a pandemia.

No Havaí o surfe está liberado, mas aqui em Floripa – e creio que em toda a costa brasileira – está proibido. O que é certo ou errado, não me arrisco a dizer porque não tenho conhecimento para tal e, apesar da vontade de surfar, creio que há coisas mais importantes do que os nossos desejos nesse momento.

O grande desafio da humanidade é abrir mão do individual pelo coletivo, sendo assim, como a maioria, fico aguardando as noticias e o desenrolar deste novo momento novo para todos, inclusive para cientistas e profissionais de saúde. Acredito que pode ser uma oportunidade de autoconhecimento e evolução para todos e que há sempre uma luz no fim do tubo.