Sim, eu aceito

Cerimônia que reúne o belo e o romântico, casamento na praia é uma tendência que chegou para ficar.

0
Samara e Thomás em um casamento dos sonhos no Havaí.

O casamento na praia, uma cerimônia que reúne o belo, romântico e descontraído, é cada vez mais recheado de glamour e detalhes surpreendentes, uma novidade que chegou para ficar, inclusive entre as celebridades.

“A praia nos conecta com o natural, o simples, o verdadeiro e isso tudo cria uma atmosfera de alegria, que contagia a todos”, opina Aline de Oliveira Gonçalves Vargas, esposa do empresário Aguilar Silva Vargas Junior. Eles escolheram a praia de Punta Cana, na República Dominicana, para o casamento realizado em 2017. “Quando namorávamos, viajamos para Jamaica e assisti a um casamento na praia ao pôr do sol – me emocionei. Decidi que se um dia eu fosse me casar, seria na praia”, recorda.

Mais intimista – por conta do número de convidados, que costuma ser menor – o casamento na praia também atrai os famosos. Foi o caso da modelo Isabeli Fontana e do cantor Di Ferrero, que se casaram nas Ilhas Maldivas, em 2016, e da atriz Flávia Alessandra que renovou os votos de casamento com o apresentador Otaviano Costa na Tailândia, em 2018.

Em 2017, o jogador de futebol Diego Tardelli já havia renovado os votos pelos 10 anos de união com Linda e escolheu Trancoso, na Bahia – desta vez, com pompa: muitos convidados e shows em uma pousada de frente para o mar. Mas foi a simplicidade da natureza e as boas lembranças ligadas à praia que cativaram Samara Landgraf, nascida em Maceió (AL) e que se casou no Havaí, nos Estados Unidos.

Casamento na praia também tem a ver com simplicidade.

A escolha do arquipélago, segundo ela, foi por conta do clima mais parecido com o do Brasil. Atualmente, o casal reside em São Francisco, Califórnia (EUA). Foi na praia que conheceu e deu o primeiro beijo no então futuro marido, Thomás Landgraf, programador de sistemas e que nas horas vagas curte surfar (começou aos 9 anos).

Para Samara, o casamento na praia tem a ver com simplicidade e com suas raízes, por isso não seria melhor a escolha do que o local de frente ao mar. O casal deixou a organização do evento por conta da empresa Yes I Do, do casal de brasileiros Claudia e Bruno Lemos, que em dois meses preparou o casamento, tudo conforme Samara sonhou.

Já Aline contou com apoio de uma empresa de wedding destination para planejar seu casamento à distância. “Eles cuidaram dos detalhes como o pacote de viagem, do menu, dos convidados (foram 26, todos brasileiros, que arcaram com as despesas pessoais da viagem). Eu fui escolhendo a decoração a partir das fotos que me enviavam”.

Tudo feito em seis meses. Aline ficou satisfeita, mas diz que é preciso desprendimento com detalhes. “Só pude escolher as flores um mês antes, pois elas devem ser da estação”. O investimento foi cerca de R$ 40 mil, um ótimo custo-benefício na opinião da noiva.

Aline contou com apoio de uma empresa para planejar seu casamento à distância.

“Os pacotes variam muito, a depender se tem festa ou não, qual o bufê escolhido, se haverá música e bar etc. Fazemos desde uma cerimônia completa, sem festa, no valor de R$ 8 mil, até pacotes completos que ficam em torno de R$ 30 mil, para 20 convidados; até R$ 40 mil, para 50 convidados”, calcula Rodrigo Guimarães – sócio da agência de organização, de assessoria e cerimonial Casamento na Praia em Ubatuba.

De acordo com o site casamentos.com.br, há cerimônias com 200 convidados e outras com 20. Tudo dependerá do tamanho desejado pelos noivos. No entanto, geralmente o número de convidados é um pouco mais reduzido, o que pode refletir no custo do evento. Para a cerimônia religiosa, o casal Samara e Thomás investiu cerca de US$ 3 mil (algo em torno de R$ 17 mil na cotação de 20/05).

Aliás, a empresa Yes I Do, contratada por Samara, também é comandada por um casal brasileiro Claudia e Bruno Lemos – ela organizadora e ele, fotógrafo. “Moramos no Havaí há 22 anos e todos as temporadas os amigos vinham casar aqui. Até que decidi formar uma equipe de brasileiros de primeira qualidade e abrimos a Yes I Do Hawaiian Weddings, que hoje é especializada no atendimento aos casais brasileiros. “Fazemos um trabalho super personalizado e cada cerimônia é diferente da outra, um chique simples. Cada casal tem um sonho e faço questão de estar sempre surpreendendo. É uma satisfação ver a felicidade no rosto dos noivos no final”.

Para Guimarães, a procura pelo casamento na praia tem aumentado notadamente nos últimos cinco anos, muito porque os casais têm buscado um “jeito diferente” de realizar a cerimônia. Há dois anos, abriu a empresa – fruto de uma união de pessoas que já trabalhavam na área e viviam na cidade. Neste período, já realizaram 38 cerimônias nas areias da praia do litoral norte de São Paulo, sem contar as muitas que, individualmente, cada um havia concebido.

Casamento Samara e Thomás.

Além da descontração e da natureza emoldurando a celebração que costuma acompanhar a cerimônia, casar na praia pode também facilitar a escolha do vestido de noiva, pois a proposta é algo mais leve e simples, assim como para a vestimenta de padrinhos e convidados. No casamento de Aline, os convidados caíram no mar ainda durante a festa, também realizada na praia. “Até hoje a ouço que foi a melhor festa da vida deles, com tudo à vontade e a energia única do lugar”, diz.

Se para se vestir é mais simples e até mais barato, o mesmo não se pode dizer da organização da cerimônia. “Sempre é preciso ter um “plano B” na manga por conta de imprevistos naturais de um casamento a céu aberto; é mais complexo”, explica a assessora de eventos, Carol Sandrini, que tem no currículo casamentos no Guarujá (Baixada Santista), Maresias e Ubatuba (litoral norte de São Paulo).

Por isso, contar com uma empresa de assessoria de eventos pode e deve ajudar muito os noivos a poupar dias de dor de cabeça perseguindo detalhes. “É muito importante contar com um organizador de casamentos, pois na maioria das vezes o cliente não tem ideia da quantidade de itens e possibilidades que envolvem o evento”, afirma Carol.

O site Casamentos é definido pelos seus gestores como um “Google dos casamentos”, uma vez que é uma empresa que não está presencialmente nos eventos como os cerimonialistas ou wedding planners, mas oferecem ferramentas gratuitas para a organização pessoal e individual dos noivos. A plataforma possui um buscador/diretório para que os noivos encontrem todos os fornecedores que precisam para a data.

Carol Sandrini já enfrentou dia muito quente (que vez alguns doces derreterem), ventania, chuvisco e outros imprevistos. “Geralmente, as cerimônias na praia acontecem ao pôr do sol. Por isso é muito importante que todo o evento esteja montado e pronto para não haver atrasos que ponham em risco este momento lindo da natureza”, alerta a assessora, que trabalha com uma equipe que inclui um assessor para cada 50 convidados. Os valores apenas de uma assessoria dependem de muitas variáveis e da necessidade dos noivos até o casamento, mas Carol arrisca que, em geral, o serviço pode ficar em torno de R$ 2 mil a R$ 6 mil.

Guimarães diz que o “fácil ou difícil, o casamento na praia depende da comparação que se faz com outro tipo de evento. “Mas certamente é um tipo especifico de evento. A chuva, por exemplo, é uma condição que sempre tem de ser pensada para um plano B, assim como o acesso e a infraestrutura mínima do local, como banheiros, estacionamento, energia elétrica etc”, afirma o empresário. Ele acredita que, aos poucos, Ubatuba tem se tornando um dos grandes destinos do Brasil, cuja orla marítima é rica, extensa e cheia de belezas a serem desvendadas.

Confirma mais conteúdos de moda praia no portal Bikini Life.