John John deixa Hurley

Dono do maior salário da história do surfe, John John Florence encerra contrato de patrocínio com a Hurley.

0
John John Florence estava na empresa californiana desde 2013.

Depois de Rob Machado e Michel Bourez, foi a vez de o bicampeão mundial John John Florence encerrar o seu contrato de patrocínio principal com a Hurley.

Com o maior salário da história do surfe, cerca de US$ 30 milhões por oito anos (o contrato iria até o final de 2024), John John estava na empresa californiana desde 2013.

De lá para cá, o surfista havaiano ganhou dois títulos mundiais, um Eddie Aikau, duas Tríplices Coroas Havaianas, dentre diversas outras conquistas.

Segundo a Stab, Florence ainda receberia US$ 12 milhões e uma renegociação do contrato foi forçada pela Hurley, mas o atleta não aceitou diminuir o salário e decidiu deixar a empresa.

Florence é visto sem o logotipo da Hurley no North Shore de Oahu.

Apesar dos rumores, ainda não está claro os termos da saída de John John Florence, nem se ele está acertado com outra marca.

Em outubro de 2019, a Nike anunciou a venda da Hurley para o conglomerado Bluestar Alliance, que a partir deste ano começou a cortar os gastos da empresa fundada por Bob Hurley.

Recentemente, além de Bourez e Machado, os havaianos da nova geração Eli Hanneman e Barron Mamiya também deixaram de usar o logotipo da empresa no bico de suas pranchas. A Bluestar Alliance também teria demitido cerca de 60 funcionários de seu quartel-general, em Costa Mesa, Califórnia.

Patrocinado pela Hurley e com um dos maiores salários do Tour, o brasileiro Filipe Toledo disse em entrevista ao Waves que seu contrato com a empresa vai até 2024 e continuará surfando com o logotipo da marca.