Largada em Noosa

Mundial de Longboard é iniciado em Noosa Heads, Austrália.

0
Noosa Longboard Open 2019, Austrália

O Mundial de Longboard teve início em ondas divertidas no point break de Noosa Heads, Austrália.

Clique aqui para ver mais fotos

O primeiro dia foi marcado por quatro baixas brasileiras, com Gabriel Nascimento, Carlos Bahia, Jefson Silva e Eduardo Bagé dando adeus às competição.

Agora, o esquadrão verde-amarelo conta com o bicampeão mundial Phil Rajzman, além de Rodrigo Sphaier e Wenderson Biludo. Entre as mulheres, representam o país Atalanta Batista, Monique Pontes e a vice-campeã mundial Chloé Calmon.

Bicampeã mundial Kelia Moniz retorna às competições depois de alguns anos se dedicando ao soul surf.

O evento tem até o domingo (10) para ser finalizado. A norte-americana Soleil Errico e o sul-africano Steven Sawyer defendem o título do World Longboard Championship, que terá quatro etapas nesta temporada.

Depois de Noosa, a elite mundial dos pranchões desembarca em agosto na Galícia, Espanha, e também passa por Nova Iorque (EUA) em setembro. A temporada será encerrada novamente no Taiwan, em data ainda a ser definida.

Harrison Roch passeia pela valinha em Noosa.

Cada evento do Longboard Tour distribuirá 6.000 pontos para os campeões no ranking e terá premiação de US$ 60 mil, divididos igualmente entre as categorias feminina e masculina.

Já a disputa final no Taiwan distribuirá 10.000 pontos no ranking e o dobro de premiação para cada categoria. Serão 24 mulheres e 24 homens convidados, compostos pelos oito melhores do ranking de 2018, os 12 melhores em 2019, além de quatro wildcards.

O Noosa Longboard Open é transmitido ao vivo pelo site da WSL. A primeira chamada acontece nesta quinta-feira (7), às 17 horas (de Brasília).