Tyler é campeã

Tyler Wright vence o Maui Pro em duelo contra a tetracampeã mundial Carissa Moore nas ondas de Pipeline.

0
Tyler Wright fatura o Maui Pro em uma final contra Carissa Moore.

Tyler Wright é a campeã do Maui Pro, etapa que começou nas ondas havaianas de Honolua Bay, na ilha de Maui, a sede principal, mas que foi finalizada em Pipeline, Oahu, devido a um ataque de tubarão. Essa foi a primeira vez que as meninas competiram pelo circuito da elite na onda mais famosa do mundo.

Clique aqui para ver o vídeo

Clique aqui para ver as fotos de ação

Clique aqui para ver as fotos de ambiente

A australiana passou pela conterrânea Sally Fitzgibbons na semi, sem dificuldades, e bateu Carissa Moore na final, numa bateria definida nos últimos instantes. A brasileira Tatiana Weston-Webb superou a norte-americana Sage Erickson nas quartas e parou na semi, quando perdeu para Carissa.

Tyler Wright ataca a onda do Backdoor.

Tyler e Carissa foram as meninas que melhor se encaixaram na Rainha do North Shore, e a havaiana chegou na final após dar show em cima da brasileira Tatiana Weston-Webb na semi. Enquanto a brasileira repetiu a atitude mostrada nas quartas, contra a norte-americana Sage Erickson, mas errando na entrada nas ondas e vacando em várias para Pipeline, Carissa abriu a disputa de backside para Pipeline (7.00), e depois chegou perto da nota máxima pra Backdoor (9.60), com um drop atrasado, seguido de um barrel com baforada.

Tatiana Weston-Webb mostra atitude, mas cai e é eliminada na semi.

Na final, quem começou a ação foi a australiana, que botou pra dentro de uma craca para o Backdoor, mas não conseguiu sair. Carissa também teve um início fraco, porém para Pipeline.

Após quase dez minutos sem ação, Tyler foi para as manobras, numa direita, e com um layback e uma batida conquistou 5.27 pontos. Carissa ficou com a prioridade, mas perdeu perto dos dez minutos finais depois que remou forte para uma onda e não foi. A havaiana precisava de 5.27 para reverter o resultado, e conseguiu a virada quando faltavam dois minutos, após Tyler remar e não entrar numa onda, perdendo a prioridade.

Carissa Moore mostra técnica em Pipeline.

Porém, nos segundos finais, a australiana voltou para a liderança de onde não saiu mais, depois que mais uma vez manobrou, no Backdoor, para fazer 3.17 quando precisava de 2.07.

“É uma honra vencer. Eu não tinha nenhuma expectativa em competir aqui, então certamente essa vitória aumentou muito a minha confiança para o restante do ano”, celebra Tyler.

“Eu não conheço muito essa onda, porque a gente nunca treina aqui. Mas, contei com o apoio do Kekoa Bacalso, que conhece muito bem esse lugar e me posicionou no lugar certo no mar. Foi realmente desafiador, é uma onda muito perigosa, mas estou muito feliz por tudo o que a WSL fez, em nos trazer para competir aqui”.

Com a vitória, a bicampeã mundial Tyler toma a camisa amarela de líder de Carissa, que tem quatro títulos de melhor do mundo e que ficou no topo na última temporada. A brasileira Tatiana Weston-Webb aparece em terceira no ranking.

“Eu queria ter surfado uns tubos para vencer minha primeira bateria aqui em Pipeline, mas acho que estar sozinha no line-up, sem o crowd, só com mais uma menina, foi muito bom”, diz Tatiana, que falou sobre enfrentar a tetracampeã mundial nas semifinais.

“Sem dúvida, a Carissa (Moore) é a surfista mais difícil para encarar. Algumas pessoas até falaram que sou favorita nessas condições (risos). Obrigada por acreditar em mim, mas só quero mandar bem em Pipe e ser um orgulho para o surfe feminino.”

Próxima etapa A próxima etapa do circuito da elite do surfe mundial acontece também em Oahu, no Havaí. O Sunset Open rola entre os dias 19 e 28 de janeiro e terá disputas masculinas e femininas.

Maui Pro

Final
Campeã Tyler Wright (AUS) 8.34
Vice-campeã Carissa Moore (HAV) 7.23

Semifinais

1 Tyler Wright (AUS) 10.50 x 2.87 Sally Fitzgibbons (AUS)
2 Carissa Moore (HAV) 16.60 x 2.47 Tatiana Weston-Webb (BRA)

Quartas de finais (bateria realizada neste domingo)

4 Tatiana Weston-Webb (BRA) 8.60 x 6.30 Sage Erickson (EUA)