Gold Coast Pro

Doze brasileiros na segunda fase

Snapper Rocks volta a quebrar com altas ondas e mais quatro brasileiros avançam no Gold Coast Pro. Stephanie Gilmore brilha no quintal de casa.

0
Linhas perfeitas em Snapper Rocks.

O domingo (8) foi o segundo dia de disputas do Gold Coast Pro, e novamente Snapper Rocks funcionou com altas ondas, de cerca de 1 metro, porém com longos momentos de flat. Entre os homens, cinco brasileiros competiram nas últimas seis baterias da primeira fase, e quatro avançaram. Próxima chamada acontece ainda neste domingo, às 17h45 (de Brasília).

Clique aqui para ver as fotos

Clique aqui para ver o vídeo

O domingo começou com uma bateria muita disputada, com várias trocas de posições. Santiago Muniz, da Argentina, ficou ativo e assumiu a liderança com duas ondas avaliadas como boas pelos juízes (5.00 e 6.27). O australiano Julian Wilson, aposentado da elite e convidado para a etapa, procurou os tubos na abertura. Ele passou por dentro da primeira e ainda soltou várias manobras (6.83).

Aos 11 minutos de duelo o aussie botou pra dentro novamente, mas a prioridade era de Alex Ribeiro, que entrou na onda e fez um ataque de nove manobras de backside (7.00). Enquanto isso o australiano Ryan Callinan, cortado da elite na etapa de Margaret River, começava a entrar no ritmo.

O brasileiro pulou pra liderança aos 19 minutos (5.83), e Julian tomou o lugar dele quatro minutos depois, após uma performance de muitas curvas (6.80). Com isso Ryan caiu para terceiro e Santiago para o quarto lugar. Os dois ainda tentaram mudar o resultado, mas a única alteração foi o argentino assumir a terceira posição. Santiago e Ryan foram eliminados do Gold Coast Pro.

Alex Ribeiro garante vaga na segunda fase.

A segunda bateria do dia, a 20ª da primeira fase masculina, teve Eduardo Motta. O brasileiro foi o autor da maior nota do duelo (7.50), com uma performance de manobras variadas. O duelo teve longos momentos de flat e foi decidida nos minutos finais, quando o Eduardo perdeu a segunda posição. O sul-africano Matthew McGillivray, que sobreviveu ao corte da elite, foi cirúrgico, surfou apenas três ondas e venceu.

O taitiano Mihimana Braye e o sul-africano Joshue Faulkner surfaram poucas ondas. Restando quatro minutos para o fim, Mihimana assumiu a liderança com sua segunda onda na bateria (6.67), jogando o brasileiro para terceiro. Matthew retomou o primeiro posto na sequência (6.73), e Joshue decolou alto e com estilo de backside para tentar os 7.11 pontos que precisava para avançar. Os juízes deram 7.10 e ele foi eliminado ao ficar em terceiro lugar no duelo. Eduardo também se despediu de forma precoce do evento.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Eduardo Motta 🇧🇷 (@__eduardomotta)

Alejo Muniz abriu bem o 21º confronto aos três minutos com 7.67 pontos, conquistados com um longo tubo e mais uma sequência de várias manobras. O havaiano Ezekiel Lau, recém cortado da elite, também iniciou sua primeira apresentação com um tubo e algumas manobras, porém a onda foi mais curta que a do brasileiro. Ele conquistou 6.83.

O francês Gaspard Larsonneur largou com 6.17 pontos, aos dez minutos. Aos 14, Alejo se firmou na liderança com boas e fortes rasgadas que valeram 5.67 pontos.

Restando cinco minutos, Ezekiel manobrou várias vezes com pressão e assumiu a liderança com 6.80 pontos. Mas Alejo voltou para o primeiro posto perto do minuto final (6.37) e venceu.

Ezekiel Lau avança em segundo lugar.

Gaspard ainda tentou avançar perto do fim, mas tirou 5.53 pontos quando precisava de 7.46. Eli Hanneman ficou em último na bateria. O havaiano pegou sete ondas, mais do que o dobro de cada um de seus adversários, mas o melhor que fez foi 4.50.

Lucas Silveira teve uma apresentação segura na 22ª disputa. O brasileiro ficou na liderança durante vários minutos, sofreu a virada para o italiano Leonardo Fioravanti, mas se manteve na segunda posição e avançou no Gold Coast Pro.

O sul-africano Slade Prestwich tentou ameaçar no fim, mas não conseguiu a nota e ainda viu o brasileiro se distanciar na sequência. Em último ficou o francês Tristan Guilbaud, que surfou apenas duas ondas na bateria.

Palanque montado em Snapper Rocks.

O norte-americano Cam Richards se adiantou no início da 23ª bateria, e com menos de cinco minutos já tinha duas ondas (4.67 e 5.67). Matheus Navarro não começou muito bem (3.17), mas na segunda apresentação, aos sete minutos, subiu o nível do duelo. Ele fez sete manobras, com um repertório que teve layback, batidas passando a rabeta por cima da crista, rasgadas e floater. Ele pulou para a segunda posição com os 7.50 pontos conquistados na direita.

Aos 14 minutos o norte-americano Michael Dunphy entrou no jogo com 7.03 pontos. O tempo passou e o brasileiro disparou na frente com outra nota na casa dos sete pontos (7.23).

Perto do fim a briga pela segunda vaga pegou fogo. Michael tomou o lugar de Cam, que deu o troco na mesma série e recuperou a posição. O sul-africano Adin Masencamp, que não foi uma ameaça aos adversários em nenhum momento da bateria, terminou em último lugar.

“Queria agradecer a toda a galera que está na torcida. A galera do Brasil sabe como foi difícil eu vir pra cá. Muito feliz de ter essa oportunidade de estar aqui e surfar Snapper Rocks. O Challenger Series é uma nova etapa na minha vida, na minha carreira. Feliz de ter começado bem, com duas notas boas. E é isso, espero conseguir surfar com o Kelly (Slater) em alguma bateria aqui nesse evento. Vai ser demais! Quero manter o foco e ir bateria por bateria”, diz Matheus.

Kelly avança – O maior nome do surfe de todos os tempos começou bem no Gold Coast Pro. Kelly Slater abriu a última bateria da primeira fase com 8.00 pontos, a maior nota do dia até aquele momento. O norte-americano passou por dentro e soltou mais nove manobras.

Mas quem roubou a cena no domingo foi Jorgann Couzinet. O francês só surfou duas ondas no duelo. Logo no início ele marcou 6.60 pontos. Depois manteve a calma, ficou com a prioridade durante um longo período, até que aos 23 minutos voltou a surfar. Jorgann iniciou a apresentação com uma rasgada, seguida de um layback derrapando a rabeta. Depois voltou a rasgar, bater, rasgar chutando a rabeta e executar um floater. A performance valeu 8.77 pontos e a vitória para o francês.

Kelly só pegou mais uma direita. Com mais 4.93 pontos ele avançou em segundo luguar. O indonésio Ketut Agus (3º) e o australiano Stuart Kennedy (4º) foram eliminados.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por World Surf League (@wsl)

Feminino – O domingo marcou o início das disputas femininas do Gold Coast Pro. Foram realizadas 13 das 16 baterias da primeira fase delas. O grande nome foi Stephanie Gilmore. A local do pico destruiu as direitas no último duelo do dia, e venceu com as notas 9.77 e 9.00. O somatório foi 18.77. Essas são as maiores marcas do evento até agora.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por World Surf League (@wsl)

Outra surfista que arrebentou no dia foi Malia Manuel. A havaiana venceu a quinta bateria com 9.67 e 8.93 pontos, num total de 18.60.

Brasileiras – Todas as quatro brasileiras inscritas no Gold Coast Pro competiram no dia e apenas uma avançou. Tatiana Weston-Webb marcou duas notas na casa dos seis pontos e passou em segundo lugar no duelo de número 11 da fase. A japonesa Amuro Tsuzuki venceu o confronto. Summer Macedo, Sophia Medina e Laura Raupp foram eliminadas.

Tatiana Weston-Webb é a única brasileira viva no Gold Coast Pro.

Gold Coast Pro

Round 1 masculino
Baterias realizadas neste domingo

19 Julian Wilson (AUS) 13.63 x Alex Ribeiro (BRA) 13.23 x Santiago Muniz (ARG) 12.94 x Ryan Callinan (AUS) 12.63

20 Matthew McGillivray (AFR) 13.06 x Mihimana Braye (TAI) 12.54 x Joshue Faulkner (AFR) 12.53 x Eduardo Motta (BRA) 11.33

21 Alejo Muniz (BRA) 14.04 x Ezekiel Lau (HAV) 13.63 x Gaspard Larsonneur (FRA) 11.70 x Eli Hanneman (HAV) 8.30

22 Leonardo Fioravanti (ITA) 14.27 x Lucas Silveira (BRA) 11.04 x Slade Prestwich (AFR) 10.76 x Tristan Guilbaud (FRA) 6.80

23 Matheus Navarro (BRA) 14.73 x Cam Richards (EUA) 12.00 x Michael Dunphy (EUA) 11.96 x Adin Masencamp (AFR) 5.33

24 Jorgann Couzinet (FRA) 15.37 x Kelly Slater (EUA) 12.93 x Ketut Agus (IDN) 11.84 x Stuart Kennedy (AUS) 11.16

Baterias disputadas no sábado

1 Ian Gentil (HAV) 14.04 x Samuel Pupo (BRA) 12.43 x Crosby Colapinto (EUA) 11.87 x Maikai Burdine (HAV) 9.06

2 Sheldon Simkus (AUS) 12.36 x Vasco Ribeiro (POR) 11.16 x Kalani Ball (AUS) 10.96 x Joel Vaugham (AUS) 10.17

3 Rio Waida (IDN) 15.74 x Mateus Herdy (BRA) 13.00 x Deivid Silva (BRA) 8.27 x Joshua Moniz (HAV) 3.47

4 Conner Coffin (EUA) 12.33 x Marco Fernandez (BRA) 10.67 x Jessé Mendes (BRA) 10.07 x Eli Beukes (AFR) 9.87

5 Jadson André (BRA) 17.50 x Billy Stairmand (NZL) 14.24 x Levi Slawson (EUA) 13.50 x Edgard Grogia (BRA) 9.20

6 Imaikalani deVault (HAV) 16.17 x Chris Zaffis (AUS) 12.23 x Adrian Buchan (AUS) 11.80 x Brodi Sale (HAV) 10.83

7 Timotthe Bisso (FRA) 13.50 x Hiroto Ohhara (JPN) 11.57 x Kei Kobayashi (EUA) 11.46 x Liam O’Brien (AUS) 11.00

8 Connor O’Leary (AUS) 14.17 x Adur Amatriain (ESP) 12.46 x Shane Sykes (AFR) 12.10 x Keanu Kamiyama (JPN) 8.70

9 Owen Wright (AUS) 12.26 x Willian Cardoso (BRA) 12.23 x Taichi Wakita (JPN) 11.73 x Alonso Correa (PER) 9.23

10 Morgan Cibilic (AUS) 14.60 x Dylan Moffat (AUS) 13.83 x Evan Geiselman (EUA) 12.13 x Mikey McDonagh (AUS) 10.54

11 Jordan Lawler (AUS) 16.26 x Maxime Huscenot (FRA) 15.07 x Justin Becret (FRA) 14.50 x Kainehe Hunt (HAV) 12.93

12 Alister Reginato (AUS) 13.73 x Te Kehukehu Butler (NZL) 12.70 x Cole Houshmand (EUA) 12.57 x Jack Robinson (AUS) 10.83

13 Callum Robson (AUS) 15.50 x Oscar Berry (AUS) 14.33 x Wesley Leite (BRA) 11.80 x Max Elkington (AFR) 10.67

14 Michael Rodrigues (BRA) 17.47 x Reo Inaba (JPN) 14.40 x Robson Santos (BRA) 13.40 x Jett Schilling (EUA) 11.54

15 Kyuss King (AUS) 14.73 x Thiago Camarão (BRA) 14.06 x Kade Matson (EUA) 12.10 x Frederico Morais (POR) 11.47

16 Ramzi Boukiam (MAR) 14.96 x Lucca Mesinas (PER) 14.93 x Matt Banting (AUS) 13..64 x Koa Smith (HAV) 11..67

17 Jackson Baker (AUS) 14.66 x Nolan Rapoza (EUA) 13.63 x Jacob Willcox (AUS) 13.36 x Ian Gouveia (BRA) 10.00

18 João Chianca (BRA) 14.90 x Alan Cleland (MEX) 14.43 x Peterson Crisanto (BRA) 11.40 x Gatien Delahaye (FRA) 10.07

Round 2

1 Ian Gentil (HAV) x Sheldon Simkus (AUS) x Mateus Herdy (BRA) x Marco Fernandez (BRA)

2 Conner Coffin (EUA) x Rio Waida (IDN) x Vasco Ribeiro (POR) x Samuel Pupo (BRA)

3 Jadson André (BRA) x Imaikalani deVault (HAV) x Hiroto Ohhara (JPN) x Adur Amatrian (ESP)

4 Connor O’Leary (AUS) x Timothe Bisso (FRA) x Chris Zaffis (AUS) x Billy Stairmand (AUS)

5 Owen Wright (AUS) x Morgan Cibilic (AUS) x Maxime Huscenot (FRA) x Te Kehukehu Butler (AUS)

6 Alister Reginato (AUS) x Jordan Lawler (AUS) x Dylan Moffat (AUS) x Willian Cardoso (BRA)

7 Callum Robson (AUS) x Michael Rodrigues (BRA) x Thiago Camarão (BRA) x Lucca Mesinas (PER)

8 Ramzi Boukhiam (MAR) x Kyuss King (AUS) x Rio Inaba (IDN) x Oscar Berry (AUS)

9 Jackson Baker (AUS) x João Chianca (BRA) x Alex Ribeiro (BRA) x Mihimana Braye (TAI)

10 Matthew McGillilvray (AFR) x Julian Wilson (AUS) x Alan Cleland (MEX) x Nolan Rapoza (EUA)

11 Alejo Muniz (BRA) x Leonardo Fioravanti (ITA) x Cam Richards (EUA) x Kelly Slater (EUA)

12 Jorgann Couzinet (FRA) x Matheus Navarro (BRA) x Lucas Silveira (BRA) x Ezekiel Lau (HAV)

Round 1 feminino

1 Gabriela Bryan (HAV) 16.50 x Zoe McDougall (HAV) 13.63 x Summer Macedo (BRA) 9.03 x Keala Kennelly (HAV) 6.83

2 Kirra Pinkerton (EUA) 12.70 x Sally Fitzgibbons (AUS) 12.56 x Pauline Ado (FRA) 10.90 x Sophia Medina (BRA) 8.80

3 Leticia Canales Bilbao (ESP) 13.83 x Sarah Baum (AFR) 13.16 x Paige Hareb (NZL) 12.17 x Sarah Scott (AFR) 6.70

4 Luana Silva (HAV) 14.37 x Leilani McGonagle (CRI) 13.33 x Rachel Presti (ALE) 11.76 x Zoe Steyn (AFR) 3..83

5 Malia Manuel (HAV) 18.60 x Nikki Van Dijk (AUS) 15.80 x Mafalda Lopes (POR) 11.73 x Rina Matsunaga (JPN) 8.10

6 Caitlin Simmers (EUA) 14.87 x Arena Rodriguez (PER) 11.20 x India Robinson (AUS) 10.90 x Keely Andrew (AUS) 10.10

7 Macy Callaghan (AUS) 13.24 x Zoe Benedetto (EUA) 12.33 x Alyssa Spencer (EUA) 12.10 x Holly Williams (AUS) 12.00

8 Brisa Hennessy (CRI) 16.67 x Sierra Kerr (AUS) 10.67 x Francisca Veselko (POR) 7.04 x Kailani Johnson (IDN) 5.80

9 Tyler Wright (AUS) 16.43 x Kobie Enright (AUS) 12.57 x Laura Raupp (BRA) 12.26 x Chelse Tuach (BAR) 11.73

10 Coco Ho (HAV) 15.27 x Teresa Bonvalot (POR) 11.17 x Mahina Maeda (JPN) 10.37 x Moana Jones Wong (HAV) 8.50

11 Amuro Tsuzuki (JPN) 13.97 x Tatiana Weston-Webb (BRA) 13.80 x Ariane Ochoa (ESP) 10.16 x Nadia Erostarbe (ESP) 9.13

12 Molly Picklum (AUS) 16.77 x Vahine Fierro (FRA) 14.33 x Dimity Stoyle (AUS) 10.73 x Keala Tomoda-Bannert (HAV) 10.27

13 Stephanie Gilmore (AUS) 18.77 x Yolanda Hopkins (POR) 12.57 x Sawyer Lindblad (EUA) 10.90 x Daniella Rosas (PER) 10.50

Próximas baterias

14 Bronte Macaulay (AUS) x Brianna Cope (HAV) x Philippa Anderson (AUS) x Havanna Cabreto (CUB)

15 Bettylou Sakura Johnson (HAV) x Sara Wakita (JPN) x Minami Nonaka (JPN) x Zahli Kelly (AUS)

16 Isabella Nichols (AUS) x Sophie McCulloch (AUS) x Natasha Van Greunen (AFR) x Samantha Sibley (EUA)