Taiu comanda surf adaptado

Otaviano "Taiu" Bueno é o responsável pela apresentação do surf adaptado no 1° Quiksilver Estadual de Clubes, e no 1º Quiksilver Estadual de Categorias de Base.

0
Taiu Bueno é o responsável pelo Surf Adaptado do Quiksilver Estadual.

O surf adaptado será uma das atrações do Surf Trip apresenta o 1° Quiksilver Estadual de Clubes e o 1º Quiksilver Estadual de Categorias de Base. O intuito é mostrar que a modalidade pode promover a inclusão social das pessoas com deficiência, garantindo igualdade de oportunidades e acesso ao lazer, através do contato direto com a natureza, e está previsto para acontecer no segundo dia de evento, antes das finais feminina.

A recém-formada Federação conseguiu unir nomes de peso para compor sua diretoria como a do Otaviano “Taiu” Bueno, que é o responsável pelo departamento de Surf Adaptado na SPSurf. Taiu, mesmo após se acidentar no dia 1º de novembro, na Praia de Paúba, aos 29 anos, e ficar tetraplégico, até hoje é considerado um dos principais big riders do mundo. E, quem ama o surfe, como ele, voltar a surfar foi questão de tempo. Em 2010, voltou a encarar as ondas com uma prancha adaptada.

“Eu fico feliz e honrado de fazer parte deste novo momento do surfe paulista e brasileiro, sempre contando com outras pessoas que trabalham e representam o Surf Adaptado. Vamos nos unir e fazer um bom trabalho”, revela Taiu.

“O surf adaptado é uma modalidade que vem crescendo pelo mundo nos últimos quatro anos, principalmente pelos eventos mundiais realizados pela ISA desde 2016. O Brasil tem diversos atletas de ponta e alguns campeões mundiais. Vai ser uma ótima oportunidade para essa categoria crescer e dar visibilidade para muitas pessoas, que talvez nem imaginassem que seria possível surfar novamente ou mesmo competir num evento. Será um grande incentivo”, comenta Taiu sobre a categoria fazer parte do cronograma de eventos da SPSurf.

Sobre a nova Federação, Taiu acredita que ela tem tudo para elevar o surfe paulista e brasileiro. “Esta entidade está nascendo completa. Com todo profissionalismo que é necessário. Ela é dirigida por pessoas que, além de ex-surfistas profissionais experientes, são pessoas que vão realizar um trabalho com dedicação e amor ao esporte. Creio que na SPSurf todos são surfistas de alma. Zé Paulo encabeçando a Federação terá a chance de utilizar toda sua experiência adquirida, quando trabalhou em um dos centros de treinamentos para surfistas mais famosos da América Latina”.

Otavino teve uma carreira brilhante como surfista (1975-1991). Em 1983, conquistou o 7º lugar no Pro ClassTrials, em Sunset Beach, e em 1984 sagrou-se campeão brasileiro de surfe.

As competições do Surf Trip apresenta o 1° Quiksilver Estadual de Clubes e o 1º Quiksilver Estadual de Categorias de Base estão previstas para acontecerem entre os dias 30 de novembro e 3 de dezembro, com realização da Federação de Surf do Estado de São Paulo (SPSurf), legítima entidade reguladora da modalidade em território paulista com distribuição de 15 mil reais em premiação.

Competição de Clubes

O título por equipes é a novidade desta fase do surfe paulista. O Surf Trip apresenta o 1° Quiksilver Estadual de Clubes seguirá o formato australiano, o que trará mais espírito de equipe e união entre os atletas. Além disso, o sistema de baterias será o fast heat, de dez minutos e as duas melhores ondas, exigindo mais dinamismo dos atletas dentro d’água.

Cartaz do 1º Quiksilver Estadual de Clubes.

Este primeiro evento estadual está dividido da seguinte forma: de 30 de novembro a 1º de dezembro, acontece o Surf Trip apresenta o 1° Quiksilver Estadual de Clubes, onde reunirá as equipes que envolvem os atletas profissionais e amadores, que juntos defenderão seus times, além de defenderem os títulos individuais. O primeiro dia será reservado à categoria masculina e o segundo exclusivo para as meninas.

As categorias em disputas serão Sub 14 (masculino e feminino), Sub16 (masculino e feminino), Open (masculino e feminino), Longboard (masculino e feminino), Master, Kahuna e Stand Up Padlle.

As equipes que se inscreverem e se apresentarem completas na cerimônia de abertura no dia do início do evento, com todas as categorias representadas, bandeiras e uniformizadas já começam com pontos de bonificação. Cada quesito atendido corresponde a 10 pontos.

Categoria de Base

Nos dois últimos dias, 2 e 3 de dezembro, será a vez da nova geração, com até 18 anos, competirem no Surf Trip apresenta o 1º Quiksilver Estadual de Categorias de Base. Para deixar também as competições mais dinâmicas, as baterias continuam com 15 minutos, porém, contarão com quatro competidores nas disputas dos títulos.

As categorias em jogo da nova geração serão Sub 18 (masculino e feminino), Sub16 (masculino), Sub 14 (masculino e feminino) e Sub 12 (masculino).

O Surf Trip apresenta o 1° Quiksilver Estadual de Clubes e o 1º Quiksilver Estadual de Categorias de Base, será durante a semana e seguirá estritamente os protocolos de saúde determinado pelo Governo do Estado de São Paulo, como distanciamento social, aferição de temperatura de todo o staff e atletas, distribuição de máscaras e vai disponibilizar álcool em gel, procedimento que será mantido rigorosamente durante os quatro dias de competição.

Para responder todas as dúvidas sobre estes novos formatos a SPSurf disponibiliza os regulamentos na íntegra em seu site.

Cartaz do 1º Quiksilver Estadual de Base.

Transmissão ao vivo

O Surf Trip apresenta o 1° Quiksilver Estadual de Clubes e o 1º Quiksilver Estadual de Categorias de Base será transmitido ao vivo pelos sites Waves e SpSurf e terá uma ampla cobertura pelas suas plataformas digitais: Facebook, Instagram @spsurfoficial e Linkendin.

Outras atrações

Além do surf adaptado, outra novidade imperdível preparada pela nova diretoria da SPSurf será a categoria Surf Dog. Uma demonstração dos cães surfistas que vai prender a atenção do público. O objetivo é conscientizar a população sobre várias causas relacionadas aos animais, como maus-tratos e a importância da adoção de cães abandonados. Os animais ficarão em um espaço reservado para eles onde poderão se alimentar, descansar e fazer suas necessidades.

Também haverá apresentação da modalidade Waveski, uma prancha que adota muitos princípios das atuais pranchinhas de surf. Um mix de prancha com caiaque. O equipamento conta com um grande volume concentrado na rabeta (garantindo a flutuação necessária), um assento e um cinto que fixam o praticante à prancha. O remo de duas pás completa a lista.

As apresentações vão ocorrer no dia 1º de dezembro, antes das finais da categoria feminina. Todos os dias serão anunciados campeões.

Meio Ambiente

O departamento de Proteção Ambiental da SPSurf, comandado pelo biólogo Fernando Esteves, estará ativo e atento durante os quatro dias para manter a área utilizada limpa e preservada. Para isso serão instalados, em pontos estratégicos, lixeiras com identificação de produtos recicláveis e orgânicos, numa área de abrangência de aproximadamente 5000 m². Além disso, haverá uma campanha de conscientização, dentro desta área de abrangência, alertando as pessoas quanto a importância de manter a praia limpa.

O Surf Trip apresenta o 1° Quiksilver Estadual de Clubes e o 1º Quiksilver Estadual de Categorias de Base conta com o apoio da Surf Trip, Quiksilver, Roxy, Miwa Beach Club, Fu Wax, Sucos Sim e Let’s Poke.
Realização: Federação de Surf do Estado de São Paulo (SPSurf).
Colaboração: Prefeitura Municipal de São Sebastião, Associação de Surf de São Sebastião (ASSS) e Associação de Surf, Cultura e Ambiente de Camburi (ASCAM), Protetor Solar Suntech, Loja 20 Pés, XBlanks, Travel Ace, Ibis Style Guarujá, Janjão Bordados, DelabDesing, Pousada das Praias, Tree Park, Hotel Camburi Praia, Hostel Royal, Taitiros Pizza e Sushi, Casa da Praia, Pizzaria Porto da Praia.
Divulgação: Waves e TV Cultura.