Camburi recebe eventos

Com R$ 15 mil em premiação, SPSurf organiza sequência de eventos em Camburi (SP).

0
Aleko Stergiou
Praia de Camburi volta a receber eventos de nível estadual.

A Praia de Camburi, um dos mais famosos picos de São Sebastião (SP) e que não recebia eventos estaduais há mais de 15 anos, será tomada pelos melhores surfistas de São Paulo com dois eventos: 1° Quiksilver Estadual de Clubes e o 1º Quiksilver Estadual de Categorias de Base.

As competições estão previstas para acontecer entre os dias 30 de novembro e 3 de dezembro, com realização da Federação de Surf do Estado de São Paulo (SPSurf).

“Não tinha lugar melhor para marcar o início da nossa gestão. Camburi proporciona altas ondas. E, conseguimos um lugar muito bem estruturado para acolher todo o corpo técnico e os atletas. Além disso, o significado do nome da praia, segundo os historiadores, é ‘rio que muda’, tudo a ver com o que estamos fazendo com o surfe paulista”, comenta Zé Paulo, presidente da SPSurf.

“Não será apenas um evento de surfe. Será o início de uma nova era para a modalidade. Entrará para a história. Vamos entender a dimensão em alguns anos, mas nunca mais vai se apagar. Nosso primeiro evento já foi aprovado por grandes marcas e aceito por muitas associações municipais”, diz Zé Paulo. Os campeões deste evento terão seus nomes indicados para o Programa Bolsa Talento Esportivo, do governo estadual.

O1° Quiksilver Estadual de Clubes e o 1º Quiksilver Estadual de Categorias de Base serão desenvolvidos no Villa Royal, que durante anos foi a sede de um dos centros de treinamentos para surfistas mais famosos da América Latina, que tinha como team manager, na ocasião, Zé Paulo.

Serão quatro dias de muito surfe contemplando os títulos estaduais das categorias Open, Longboard, SUP, Master, Kahuna, além da melhor equipe do Estado. A SPSurf também vai eleger todos os títulos de categorias de base.

Para o vice-presidente da SPSurf, Mauro Rabellé, envolvido com a modalidade desde 1972, o otimismo está forte sobre os novos rumos do esporte no Estado. “Estamos trabalhando para entregar um evento consistente para essa garotada que é o futuro do surfe paulista e brasileiro. Nossa diretoria está debruçada e atenta em todos os detalhes”, ressalta Rabellé.

Cartaz do 1º Quiksilver Estadual de Base.

Competição de Clubes

O título por equipes é a novidade desta fase do surfe paulista. O 1° Quiksilver Estadual de Clubes seguirá o formato australiano, o que trará mais espírito de equipe e união entre os atletas. Além disso, o sistema de baterias será o fast heat, de dez minutos e as duas melhores ondas, exigindo mais dinamismo dos atletas dentro d’água.

“Será um evento para interagir a família, os amigos e até os animais, com todos os cuidados devidos nesta pandemia. Estamos inovando o circuito paulista com esta competição interclubes. E, a participação dos atletas profissionais numa disputa aberta como esta incentiva os amadores e, principalmente, os da base, que acaba refletindo no desempenho técnico da nova geração”, fala Zé Paulo.

Para Sérgio Gadelha, Head Judge da WSL na América do Sul, que ajudou na elaboração do evento interclubes, a nova proposta da Federação vai atualizar o esporte no Estado. “A SPSurf, agora, está em boas mãos, presidida por uma pessoa íntegra que é o Zé, e surge com propostas para atualizar a modalidade em todo o Estado, tanto na parte de gestão, quanto técnica e competitiva. Vai ser um grande desafio, porém, conta com massivo apoio das associações municipais que há muito almejavam a iniciativa. Se tudo e todos contribuírem a favor, São Paulo vai mostrar porque é considerado uma potência dentro do cenário do surf brasileiro”, esclarece Gadelha.

Este primeiro evento estadual está dividido da seguinte forma: de 30 de novembro a 1º de dezembro, acontece o 1° Quiksilver Estadual de Clubes, que reunirá as equipes que envolvem os atletas profissionais e amadores, que juntos defenderão seus times, além de defenderem os títulos individuais. O primeiro dia será reservado à categoria masculina e o segundo exclusivo para as meninas.

As categorias em disputas serão Sub 14 (masculino e feminino), Sub 16 (masculino e feminino), Open (masculino e feminino), Longboard (masculino e feminino), Master, Kahuna e Stand Up Paddle.

As equipes que se inscreverem e se apresentarem completas na cerimônia de abertura no dia do início do evento, com todas as categorias representadas, bandeiras e uniformizadas já começam com pontos de bonificação. Cada quesito atendido corresponde a 10 pontos.

Categoria de Base

Nos dois últimos dias, 2 e 3 de dezembro, será a vez da nova geração, com até 18 anos, competir no 1º Quiksilver Estadual de Categorias de Base. Para deixar também as competições mais dinâmicas, as baterias continuam com 15 minutos, porém, contarão com quatro competidores nas disputas dos títulos.

As categorias em jogo da nova geração serão Sub 18 (masculino e feminino), Sub 16 (masculino), Sub 14 (masculino e feminino) e Sub 12 (masculino).

O o 1° Quiksilver Estadual de Clubes e o 1º Quiksilver Estadual de Categorias de Base serão disputados durante a semana e seguirão estritamente os protocolos de saúde determinado pelo Governo do Estado de São Paulo, como distanciamento social, aferição de temperatura de todo o staff e atletas, distribuição de máscaras e kits de álcool em gel, procedimento que será mantido rigorosamente durante os quatro dias de competição.

Para responder todas as dúvidas sobre estes novos formatos a SPSurf disponibiliza os regulamentos na íntegra em seu site.

Cartaz do 1º Quiksilver Estadual de Clubes.

Transmissão ao vivo

O 1° Quiksilver Estadual de Clubes e o 1º Quiksilver Estadual de Categorias de Base serão transmitidos ao vivo pelo Waves e SPSurf e terão uma ampla cobertura pelas plataformas digitais da entidade.

Outras atrações

Quem estiver na Praia de Camburi, prestigiando os eventos, vai poder assistir ao Air Show FuWax, uma apresentação dos melhores surfistas amadores e profissionais desenvolvendo manobras aéreas dentro da água.

Outra novidade imperdível preparada pela nova diretoria da SPSurf será a categoria Surf Dog. Uma demonstração dos cães surfistas e que vai prender a atenção do público. O objetivo é conscientizar a população sobre várias causas relacionadas aos animais, como maus-tratos e a importância da adoção de cães abandonados.

Os animais ficarão em um espaço reservado para eles onde poderão se alimentar, descansar e fazer suas necessidades. O cão Parafina, vice-campeão mundial da categoria já confirmou presença, junto ao seu dono Augusto Martins, responsável pelo Departamento Surf Dog da SPSurf.

O departamento de Surf Adaptado da SPSurf, comandado pelo ex-surfista profissional Otaviano “Taiu” Bueno, também vai realizar uma apresentação da modalidade com o intuito de mostrar que o surfe pode promover a inclusão social das pessoas com deficiência, garantindo igualdade de oportunidades e acesso ao lazer, através do contato direto com a natureza.

E, por final, a apresentação da modalidade Waveski, uma prancha que adota muitos princípios das atuais pranchinhas de surf. Um mix de prancha com caiaque. O equipamento conta com um grande volume concentrado na rabeta (garantindo a flutuação necessária), um assento e um cinto que fixam o praticante à prancha. O remo de duas pás completa a lista.

As apresentações vão ocorrer no dia 1º de dezembro, antes das finais da categoria feminina. Todos os dias serão anunciados campeões.

Diretoria da SPSurf: nova fase do surfe paulista.

Meio Ambiente

O departamento de Proteção Ambiental da SPSurf, comandado pelo biólogo Fernando Esteves, estará ativo e atento durante os quatro dias para manter a área utilizada limpa e preservada. Para isso serão instalados, em pontos estratégicos, lixeiras com identificação de produtos recicláveis e orgânicos, numa área de abrangência de aproximadamente 5000 m². Além disso, haverá uma campanha de conscientização, dentro desta área de abrangência, alertando as pessoas quanto a importância de manter a praia limpa.

Estadias

Aos pais de atletas e atletas que forem competir e acompanhantes é importante saber que a SPSurf fechou parceria com o Hostel Royal, Pousada das Praias, Hotel Camburi Praia e Tree Park, apenas durante os quatro dias de evento. É só informar que irá participar do 1° Quiksilver Estadual de Clubes e o 1º Quiksilver Estadual de Categorias de Base, que terá um desconto na diária.

Inscrição

As inscrições serão abertas a partir desta quinta-feira (19) e vão até 23 de novembro, apenas para atletas indicados pelas associações municipais e convidados da Federação. Nos dias 25 a 28 de novembro, só estarão disponíveis as inscrições caso haja disponibilidade de vagas.

Para se inscrever basta acessar o site SPSurf, preencher a ficha com nome e categoria de cada atleta, nome do responsável da equipe e realizar o pagamento. A taxa de inscrição será de R$ 100, por atleta, em cada categoria.