Wesley Leite

Afiado em Juquehy

Após vencer surf treino em Juquehy (SP), Wesley Leite fala sobre a preparação física e mental em tempos de pandemia.

0

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Gargamel (@gargaproducoes)

A pandemia de Covid-19 que paralisou o mundo desde março de 2020 impacta diretamente nos objetivos de atletas que desejam alcançar um espaço na elite do surfe mundial. É o caso do ubatubense Wesley Leite, que antes disso vinha focado para as etapas do QS.

“Tem sido difícil, sobretudo sem uma perspectiva de volta. Não se trata de treinar em vão, mas treinar às escuras, sem saber quando e como será a retomada das competições. É bem complicado não conseguir estabelecer treinos específicos neste momento, embora me mantenha focado na melhor performance”, relata Wesley.

Em fevereiro deste ano, a praia de Juquehy, em São Sebastião (SP), abrigou um surfe treino e Wesley faturou o prêmio de primeiro lugar. Em razão da ausência de competições, a realização de modelos compactos e pontuais são fundamentais para a manutenção da atividade em alto rendimento, além dos treinos diários.

Wesley bateu nomes como Samuel Pupo e Thiago Camarão em surf treino.

“O convite para participar do surfe treino surgiu de repente e não tive tempo de me preparar. A preparação é importante já que temos condições de mar distintas, sem contar o mental. Foi muito gratificante, sobretudo porque fui me surpreendendo a cada bateria, com prancha nova e diante de feras como Samuel Pupo e Thiago Camarão, meus ídolos”, conta.

Manter a atividade e o foco em um período de parada atípica, na visão do atleta, afeta as chances de conquistar mais visibilidade e possibilidades de parcerias e patrocínios.

“A idade vai passando, as marcas que apoiam não estão visíveis como de costume e isso é bem ruim. Em contrapartida, tenho mais tempo para treinar e aperfeiçoar meu desempenho com treino físico de três a quatro vezes por semana, mental diariamente e em praias com todo o tipo de onda possível. Também faz parte da minha preparação – e tem sido fundamental nestes tempos estranhos e difíceis – um encontro ao mês com o psicólogo Nuno Cobra”, conta o surfista.

Acompanhe o atleta no Instagram @leite_wesley.