Chumbo, Fink e Alemão

Dada a largada em Nazaré

Lucas Chumbo, Lucas Fink e Alemão de Maresias aproveitam primeira ondulação expressiva em Nazaré, Portugal.

0

View this post on Instagram

A post shared by Lucas Fink (@lucasfink)

Na última quinta-feira (21), Nazaré iniciou a temporada de ondas grandes do Hemisfério Norte. Esta foi a primeira ondulação expressiva que encostou no canhão português, proporcionando boas ondas. Não quebrou exatamente como os big riders esperavam, mas rendeu uma boa sessão de treinos.

Lucas Chumbo, Lucas Fink, Alemão de Maresias e o equatoriano José Carlos Molestina caíram na água e aqueceram os motores. “Para mim que sou novato, rolou com um tamanho ótimo. Mas para a galera que é mais experiente, não ficou tão grande quanto eles esperavam”, avalia Lucas Fink.

Lucas Chumbo, que está na expectativa para o anúncio do Big Wave Awards, aproveitou para testar equipamentos, pranchas e brincar em uma condição que se sente absolutamente confortável em Nazaré. “Chegamos dando backflip em Nazaré”, comentou em suas redes sociais.

Ainda não aparece nos gráficos de previsão nenhuma ondulação gigante para Nazaré, mas há bastante atividade no Oceano Atlântico. “Já tem mais alguns swells para semana que vem até maiores que esse, mas nada gigante ainda. Então a previsão é de muito treino”, avalia Fink. “A gente sabe que em Nazaré rolam altas ondas com todo tipo de condição, então é aproveitar para estar na água, treinar, se acostumar, para quando vier a bomba, a gente estar preparado”.

Esta é a segunda temporada de Lucas Fink em Nazaré. O objetivo do skimboarder é sempre puxar os limites do seu esporte. “Quero superar meus limites, me divertir e sair em segurança. Me arriscar para evoluir. Puxar o meu nível, tanto como skimboarder, quanto como piloto. Me conectar ao máximo com esse lugar. Pegar a maior onda da minha vida e, se possível, quebrar um recorde, escrever meu nome na história do esporte”, conta Fink.