Maya amplia recorde

Maya Gabeira faz história e aumenta o próprio recorde de maior onda já surfada por uma mulher.

0
Maya Gabeira ganha prêmio do Big Wave Awards e de quebra bate o próprio recorde mundial em Nazaré.

A WSL anunciou nesta quinta-feira (10) que a brasileira Maya Gabeira ganhou a categoria Maior Onda do Big Wave Awards 2020 e de quebra estabeleceu o novo recorde mundial de maior onda já surfada por uma mulher.

No dia 11 de fevereiro de 2020, na Praia do Norte, Nazaré, Portugal, Maya ampliou o seu próprio recorde ao descer uma morra de 23,5 metros (73,5 pés). O feito anterior era de 20 metros (68 pés) no mesmo local.

Assim, a WSL validou a nova onda de Gabeira no Guinness World Records® com o título de Maior Onda Surfada – Sem Limites (Feminino).

“Esta onda foi durante o campeonato de ondas grandes da WSL e, apesar de achar que não sou uma pessoa competitiva, eu estava muito concentrada e mais corajosa do que o normal neste dia”, revela Maya.

“Eu estava arriscando bem mais e, quando larguei a corda do jet-ski, tive a sensação de que poderia ser a maior onda da minha vida, mas não tinha certeza. A velocidade era muito alta e o barulho que a onda fez quando quebrou, me fez perceber que esta era provavelmente a maior onda que surfei”, detalha a brasileira.

Embora as divisões masculina e feminina sejam separadas na categoria Maior Onda do Ano, a craca de Gabeira também superou a categoria masculina, que foi vencida pelo havaiano Kai Lenny com uma onda de 21 metros (70 pés).

“Este recorde mundial é realmente surpreendente porque o tamanho da onda foi mais alto até do que a onda do vencedor masculino, então isso significa que uma mulher surfou a maior onda do ano no geral”, afirma a big rider carioca.

“Estou muito feliz por mostrar que é possível uma mulher surfar a maior onda do ano. Assim que você vê aquela pessoa ali, é muito mais fácil. Gosto de fazer algo que parece tão impossível por causa do que pré-estabelecemos o que seja possível para o gênero. Quando é mostrado que é possível, fica mais fácil para o próximo. Quase não parece que era eu, mas amo o jeito que foi concretizado”, avalia.

Em uma das batalhas mais acirradas na história do Big Wave Awards, a onda da Gabeira mediu pouco mais de 2 pés do que a onda surfada pela francesa Justine Dupont, também dropada em 11 de fevereiro na Praia do Norte.

Com uma disputa tão apertada, a WSL considerou importante ter os dados revisados ​​por uma equipe científica independente, como um ponto crítico de referência para a determinação da maior onda. A equipe incluiu membros da WaveCo Science, o Scripps Institution of Oceanography, a University of Southern California, e o Department of Aerospace and Mechanical Engineering.

A análise foi baseada em imagens de vídeo e foto, posicionamento de câmeras, parâmetros de lentes de câmeras e condições ambientais, incluindo marés, luz solar e configuração das ondas. As equações de colinearidade foram utilizadas para transformar as coordenadas das imagens em coordenadas reais com base em estimativas dos parâmetros geométricos, incluindo a altura do precipício em Nazaré.

Além disso, pontos de referência fixos nas imagens, incluindo as alturas dos surfistas, as dimensões das pranchas de surfe e jet-ski e as alturas estimadas de agachamento, foram utilizados nos cálculos científicos.

“Estamos vivendo em um mundo totalmente diferente agora com a Covid-19”, completa Gabeira. “Sinto-me grata por ter vivido intensamente aquele início de ano e poder realizar algo no esporte que este ano tem sido muito desafiador para nós atletas. Por algum motivo de sorte, 2020 ainda significará muito para mim”, finaliza.

Pujol / WSL
Onda da francesa Justine Dupont quase tirou o recorde da brasileira.

Vencedores do Red Bull Big Wave Awards 2020

Onda do Ano:
– Justine Dupont (FRA), Nazaré, Portugal, dia 11 de fevereiro de 2020
– Billy Kemper (HAV), Jaws, Havaí, dia 23 de janeiro de 2020

Maior Onda:
– Maya Gabeira (BRA), Nazaré, Portugal, dia 11 de fevereiro de 2020
– Kai Lenny (HAV), Nazaré, Portugal, dia 11 de fevereiro de 2020

Performance do Ano:
– Justine Dupont (FRA)
– Kai Lenny (HAV)

Maior Onda na Remada:
– Paige Alms (HAW), Jaws, Havaí, dia 12 de dezembro de 2019
– Eli Olson (HAV), Jaws, Havaí, dia 12 de dezembro de 2019

Wipeout do Ano:
– Keala Kennelly (HAV), Jaws, Havaí, dia 12 de dezembro de 2019