Banco de Santo Antônio

Sessão histórica em Salvador

Swell desperta onda lendária do Banco de Santo Antônio e big riders fazem sessão histórica em Salvador (BA).

0

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Lapo (@lapocoutinho)

Um potente swell de Sudeste despertou uma das ondas mais lendárias de Salvador (BA), o Banco de Santo Antônio. Alguns dos maiores big riders do surfe nacional encararam ondas pesadas, que podem ter sido as maiores já registradas na Bahia.

Clique aqui para ver mais fotos

A sessão reuniu nomes como Lapo Coutinho, Armando Daltro, Heloy Júnior, Luciano Dubiba, Maurício Abubakir, Eloy Lorenzo, Gustavo Kombi, Jeférson Goes, Afrânio Júnior e Pedro Lomanto. O grupo teve suporte de Mateus Harfush, que colocou seu barco à disposição para chegar ao pico em alto-mar.

Segundo cálculos de Lapo Coutinho, as maiores ondas ultrapassaram a casa dos 15 pés. Ele rebocou Luciano Dudiba em uma das maiores do dia, e contou como a dupla conseguiu encontrar a “maior onda já surfada na Bahia”.

“Falei: Dubiba, se prepara que está vindo a maior do dia. A gente começou acelerar e fui indo muito para o outside, passando várias ondas grandes da série e relutando em virar o jet, porque eram ondas animais. Mas via que aquela montanha ainda estava lá atrás. De repente ela apareceu. Dei a virada, posicionei o Luciano, ele soltou a corda e dropou o que acredito ser a maior onda já surfada na Bahia”.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Armando Daltro (@armandodaltro)

Ex-integrante da elite mundial, Armando Daltro diz que ficou surpreso com o tamanho das ondas no pico. “Não tinha noção que o Banco de Santo Antônio poderia sustentar e quebrar ondas assim. No início foi tenso, mas aos poucos fui me acostumando com o mar e entendendo melhor o posicionamento na bancada. Foi o meu primeiro teste no tow-in em um dia de ondas maiores, fiquei amarradão com o meu desempenho na pilotagem e resgate, além de ter feito a cabeça nas seis ondas que eu peguei. A onda é muito longa, em todas elas a minha perna queimou no fim”, conclui.

Heloy Júnior conta que encarar o pico nestas condições era um sonho antigo na comunidade do surfe baiano. “Hoje, nós baianos, realizamos um sonho antigo de surfar no Banco de Santo Antônio, na boca da Barra da Baía de Todos os Santos. Sempre o Mauricio Abubakir nos mostrava a onda quebrando, e tentamos ir algumas vezes. Mas o swell não encaixava ou a correnteza não deixava. E hoje estamos com o surfe na memória e esses registros para marcar nossa alegria”.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por João 📸 Fotos de Surf (@jsurf.bahia)

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por SurfBahia nas praias (@surfbahianaspraias)

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por SurfBahia nas praias (@surfbahianaspraias)

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Shape It (@shapeit3d)

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Lapo (@lapocoutinho)

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Mauricio Abubakir (@mabubakir)

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Armando Daltro (@armandodaltro)

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Pedro Antonio Marques Lomanto (@pedrolomanto)

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por HELOY JR (@heloyjr)