Feras indomáveis

Kelly Slater arranca nota 10 dos juízes e Gabriel Medina avança com novo show no Billabong Pipe Masters.

0
Kelly Slater arranca nota 10 na terceira fase do Billabong Pipe Masters.

Um tubo nota 10 do norte-americano Kelly Slater levantou a plateia na terceira fase do Billabong Pipe Masters, etapa de encerramento do Championship Tour 2019. As ondas reagiram no decorrer do dia e os tubos passaram a quebrar com frequência, para a alegria de nomes como Slater e Gabriel Medina, que também deu um show nos canudos havaianos.

Clique aqui para ver as fotos

Clique aqui para ver o vídeo

Eles chegaram a dividir o outside em Pipeline, já que a WSL utilizou o sistema de baterias simultâneas. Com um tubo espetacular para o Backdoor, sumindo por dentro das seções, Slater saiu ileso antes de a junção explodir na bancada e os juízes não hesitaram em dar 10 unânime ao 11 vezes campeão mundial.

Com 7.33 na segunda melhor nota, ele estragou de vez as pretensões do francês Joan Duru, que buscava uma vaga nas Olimpíadas e até fez uma boa apresentação, totalizando 14.23 pontos.

Gabriel Medina vence bateria com ótima atuação em Pipeline.

A partir daí, as atenções ficaram todas voltadas para o bicampeão mundial Gabriel Medina. Ele deu um show no confronto seguinte, somando 8.50 e 8.57 – descartando 7.83 e 6.67 -, mas foi ameaçado pelo havaiano Imaikalani Devault na reta final da bateria. O havaiano arrancou 9.57 dos juízes e passou a precisar de 7.50 para virar, deixando a plateia apreensiva em Pipeline.

Devault até chegou a apostar uma esquerda que fechou. Na onda de trás, Medina também não conseguiu encontrar a saída. O tempo foi passando e a situação permaneceu inalterada no outside até a sirene tocar, para alívio do brasileiro e da sua torcida.

Estão classificados às oitavas os brasileiros Italo Ferreira, Peterson Crisanto, Yago Dora, Gabriel Medina, Caio Ibelli e Jessé Mendes, que derrubou um dos candidatos ao título, o sul-africano Jordy Smith.

Atual líder do ranking, Italo enfrenta Peterson na próxima fase. Em sua cola está Medina, que reencontra o brasileiro Caio Ibelli, seu algoz na etapa anterior, em Portugal, marcada por uma interferência polêmica nos minutos finais.

Para conquistar o tri mundial, Medina precisa terminar a etapa uma posição à frente de Italo, o que lhe obriga a no mínimo passar mais uma bateria.

Em situação complicada está o californiano Kolohe Andino. Ele precisa vencer a etapa e torcer para que os brasileiros não passem pela próxima fase em Pipe.

A próxima chamada para o Billabong Pipe Masters acontece nesta quinta-feira, às 14h (horário de Brasília), e a expectativa é de ondas grandes e com formação irregular em Banzai Pipeline.

Oitavas de final

1 Italo Ferreira (BRA) x Peterson Crisanto (BRA)
2 Yago Dora (BRA) x Julian Wilson (AUS)
3 Ricardo Christie (NZL) x Jack Freestone (AUS)
4 Seth Moniz (HAV) x Kelly Slater (EUA)
5 Gabriel Medina (BRA) x Caio Ibelli (BRA)
6 John John Florence (HAV) x Soli Bailey (AUS)
7 Jessé Mendes (BRA) x Griffin Colapinto (EUA)
8 Michel Bourez (FRA) x Kolohe Andino (EUA)