O grande final

Líder do ranking e com o apoio da torcida, Carissa Moore vai em busca do tetracampeonato mundial a partir desta segunda-feira (25) em Honolua Bay, Maui, Havaí.

0
Carissa Moore defende o título do evento em Honolua Bay.

A partir desta segunda-feira (25), o título do Championship Tour começa a ser decidido nas direitas perfeitas de Honolua Bay, em Maui, Havaí.

A havaiana Carissa Moore e as norte-americanas Lakey Peterson e Caroline Marks chegam ao arquipélago com chances de levantar o troféu de campeã da temporada.

Além do título mundial, o Lululemon Maui Pro também define as oito Tops da elite que vão disputar as Olimpíadas de Tóquio em 2020.

A brasileira Tatiana Weston-Webb, as australianas Stephanie Gilmore e Sally Fitzgibbons, além da francesa Johanne Defay, já carimbaram o passaporte ao Japão.

Lakey Peterson precisa de uma combinação de resultados para conquistar o inédito título do Championship Tour.

Como o Havaí competirá sob a bandeira dos EUA e cada país só poderá levar dois representantes aos Jogos, Carissa, Lakey e Caroline também travam uma batalha particular pela vaga.

Líder do ranking, atual campeã da etapa e com o apoio da torcida, Carissa Moore faz as contas para conquistar o tetracampeonato mundial e só depende de si para erguer a taça.

Se Carissa ganhar a prova em Honolua, ela será coroada campeã mundial. Se a havaiana ficar em segundo, Lakey precisará vencer a disputa. Neste cenário, Caroline Marks não teria chances de título.

Caso Moore termine em terceiro, Peterson precisaria de um segundo lugar em Maui e ainda torcer para que Caroline não vença o evento.

Campeã do Rip Curl Pro em Portugal, Caroline Marks ainda sonha com a taça.

Por fim, se Moore ficar em 5º, 9º ou 17º, Lakey vai precisar de um terceiro para  conquistar o inédito título do Championship Tour. Já Caroline Marks precisaria ganhar o evento.

A janela de espera do Lululemon Maui Pro vai até do dia 6 de dezembro. O evento será transmitido ao vivo pelo Waves.

Highlights de 2018: