Peruanos no topo em Máncora

Raul Rios conquista título sul-americano e vai para o Mundial Pro Junior em Taiwan com Sol Aguirre e os brasileiros Lucas Vicente, Fernando Junior e Tainá Hinckel.

0
Pódio Masculino do Máncora Junior Pro Peru.

Os peruanos fizeram a festa em casa no Máncora Junior Pro Peru – Água San Carlos – Copa Gatorade, com Raul Ríos e Sol Aguirre repetindo nesta sexta-feira, as vitórias do último domingo em Maresias, São Sebastião (SP). Raul se tornou o primeiro peruano a ser campeão sul-americano Pro Junior no ranking masculino da WSL Latin America e a já bicampeã de 2017 e 2018, confirmou sua classificação para o Mundial Pro Junior da World Surf League, com a segunda vitória seguida em menos de uma semana. Em casa, Sol venceu uma final peruana com Daniella Rosas e Raul derrotou o paulista Fernando Junior, que já estava feliz por ter conseguido a vaga pro Mundial em Taiwan. Os outros classificados para tentar os títulos mundiais na categoria Sub-18 da WSL no fim do mês, são os peruanos Raul Rios e Sol Aguirre e os catarinenses Lucas Vicente e a bicampeã sul-americana em 2019, Tainá Hinckel.

“Estou muito feliz por ter esse evento em minha casa e por ter conseguido ganhar, pois o nível é muito alto, com todos surfando muito bem”, disse Raul Rios. “Estou muito contente por ser o primeiro campeão sul-americano Pro Junior do Peru, pois trabalhei bastante para isso e a vitória no Brasil me deu uma motivação a mais para conseguir o título. Eu queria vencer aqui também, por estar em casa, então me concentrei bastante em cada bateria e fui passando bem até chegar em mais uma final. Quero parabenizar todos os competidores e agradeço a todos que vieram a praia ou torceram pela gente de qualquer lugar”.

Rau Rios vence em Máncora.

Sol Aguirre também falou após a festa com a torcida em casa: “Quero primeiramente agradecer a Deus, a meus patrocinadores, especialmente a Roxy, minha família que sempre está me apoiando e obrigado a todos que organizaram esse campeonato. Estou feliz em ganhar mais uma final, principalmente por ser aqui em minha casa. Certamente, vencer no Brasil foi, sem dúvida, uma grande motivação para mim, com menos pressão para competir em casa e estou feliz também pela final peruana aqui. Agora quero comemorar um pouco com minha família, amigos, porque logo vem a preparação para Taiwan”.

Todas as decisões aconteceram nas semifinais do Máncora Junior Pro Peru – Agua San Carlos – Copa Gatorade, na sexta-feira de melhores ondas do que no primeiro dia em frente ao Piscina Bar Insta Mancora, onde rolou a sétima e última etapa do maior calendário do Circuito Sul-americano Pro Junior da história da WSL Latin America. Raul Ríos conquistou o título de forma fulminante na reta final da temporada, chegando nas finais das três últimas etapas. Perdeu a primeira do Oi Pro Junior Series em Florianópolis (SC), mas derrotou o paulista Eduardo Motta domingo passado em Maresias, São Sebastião (SP), assim como Fernando Junior na vitória invicta onde ele mora e surgiu para o surfe, Máncora.

Pódio Feminino do Máncora Junior Pro Peru.

O título inédito de Raul Ríos, foi decidido no segundo confronto direto entre Peru e Brasil nas semifinais. O paulista Fernando Junior tinha vencido o primeiro, somando uma nota 9,25 contra Ricardo Williams, recordista absoluto do primeiro dia nas ondas de Máncora. O brasileiro tinha que chegar na final para confirmar sua vaga para o Mundial Pro Junior da WSL e tirou o também paulista Eduardo Motta da lista por apenas 15 pontos de diferença.

“Eu treinei muito para isso e estou muito feliz, pois sabia que ia ser muito difícil conseguir minha classificação para o Mundial”, disse Fernando Junior. “Quero agradecer todas as pessoas locais daqui de Máncora, eu nunca tinha vindo aqui e fui bem recebido, gostei muito, tem altas ondas e obrigado também a todos do Brasil que estavam na torcida por mim. Vou voltar pra casa para continuar treinando, agora já se preparando para Taiwan”.

Título com recordes – O catarinense Lucas Vicente também precisava ganhar a outra semifinal e ainda vencer o campeonato para ser campeão sul-americano. Mas, Raul Ríos fez a melhor apresentação de todo o evento, mostrando seu maior conhecimento do pico em Máncora para pegar as melhores ondas, as que abriam paredes mais longas para ele usar seu repertório de manobras modernas e progressivas como ninguém no evento.

Lucas Vicente fica em terceiro na etapa.

A primeira valeu nota 9,00 e a segunda 9,40, para totalizar 18,40 pontos de 20 possíveis, batendo todos os recordes do Máncora Junior Pro Peru – Agua San Carlos – Copa Gatorade. Lucas Vicente repetiu o terceiro lugar do domingo no Brasil e terminou em segundo lugar no ranking final do Sul-americano Pro Junior, mesma posição na disputa do principal título da WSL Latin America, de campeão de surfe profissional nas etapas do WSL Qualifying Series no continente, vencido pelo saquaremense João Chianca.

Na última decisão de título em Máncora, os finalistas não tiveram muitas oportunidades para surfar nos longos intervalos entre as séries. Fernando Junior só pegou duas ondas. A nota da primeira foi 4,50 e a outra foi surfada nos últimos minutos, ficando até um suspense se conseguiria tirar a vitória do peruano. John John, como é conhecido, até ganhou a maior nota da bateria, porém o 7,00 foi insuficiente para superar os 12,25 pontos que o peruano tinha computado com notas 6,25 e 6,00 em duas ondas seguidas. A vitória coroou a conquista do título de Raul Ríos inédito para o Peru, de campeão sul-americano Pro Junior de 2019.

Vagas no mundial – Além de definir o título sul-americano, o Máncora Junior Pro Peru também decidia as três vagas para o Mundial Pro Junior e a batalha foi intensa nos dois dias. O evento começou com Raul Ríos na frente, seguido por Daniel Templar e Lucas Vicente fechando o grupo dos top-3 que se classificam. Templar perdeu logo em sua primeira bateria, mas permaneceu em segundo lugar. A única mudança na quinta-feira foi Eduardo Motta, que estava em quarto no ranking e tirou Lucas Vicente da lista.

Na sexta-feira, quase todos os concorrentes passaram pela primeira rodada do dia. Três foram para a primeira bateria valendo vagas para as semifinais e três para a outra. Fernando Junior conseguiu sua segunda vitória e o peruano Ricardo Williams passou em segundo, eliminando dois deles, os também paulistas Eduardo Motta e Daniel Adisaka. Lucas Vicente então precisava passar a outra para entrar na lista e passou, em segundo lugar com o invicto Raul Ríos, ambos tirando o potiguar Mateus Sena da briga.

Com a classificação para as semifinais, Lucas Vicente saltou para o segundo lugar no ranking, Eduardo Motta caiu para terceiro e Daniel Templar saiu definitivamente da lista dos top-3 para o Mundial. O catarinense depois perdeu a semifinal para Raul Ríos, mas já estava com a vaga garantida para Taiwan. Fernando Junior correu por fora. Ele chegou no Peru em sétimo no ranking e foi avançando, enquanto os outros iam ficando pelo caminho.

A tarefa não era fácil para ele, mas bateu seu principal concorrente duas vezes na sexta-feira em Máncora. Eduardo Motta ainda passou junto com ele na primeira, mas terminou em último na segunda, ficando na disputa pelas duas primeiras vagas para as semifinais. John John, como Fernando Junior é conhecido, ainda teria que passar para a final para superá-lo e conseguiu uma nota excelente, 9,25, para derrotar o peruano Ricardo Williams. Com os 750 pontos garantidos, atingiu 2.760 no ranking, contra 2.745 do Dudu Motta.

Decisão nas semifinais – Na categoria feminina, a decisão pela segunda vaga para o Mundial Pro Junior também foi decidida nas semifinais do Máncora Junior Pro Peru – Agua San Carlos – Copa Gatorade. A bicampeã sul-americana de 2017 e 2018, Sol Aguirre, tinha que chegar na final para confirmar o segundo lugar no ranking final da WSL Latin America. E ela ganhou o primeiro confronto direto do Peru com o Brasil, contra a carioca Maju Freitas. Com isso, já garantiu seu nome no Mundial de Taiwan pelo terceiro ano consecutivo.

Sol Aguirre é campeão do Máncora Junior Pro Peru.

Na outra semifinal, estava sua última concorrente, que precisava vencer a etapa de Taiwan. Mas, a carioca Julia Duarte não conseguiu impedir que Daniella Rosas confirmasse uma final peruana em Máncora. Julia terminou em terceiro lugar no ranking e Daniella ficou em quarto com o vice-campeonato na final contra Sol Aguirre. Mas, Daniella ainda pode conquistar mais um título sul-americano para o Peru esse ano, pois lidera o ranking principal da WSL Latin America, que computa os resultados das etapas do WSL Qualifying Series no continente. A última será em dezembro nas ondas pesadas de Pichilemu, no sul do Chile.

As melhores em Taiwan – O Maui and Sons Pichilemu Women´s Pro by Royal Guard vai fechar o calendário da WSL Latin America nos dias 13 a 15 de dezembro, depois do Mundial Pro Junior da World Surf League, de 26 de novembro a 1.o de dezembro em Taiwan. As duas melhores surfistas da nova geração do surfe sul-americano nos últimos anos, estarão juntas dessa vez. Tainá Hinckel e Sol Aguirre vem conquistando os títulos desde que a categoria Pro Junior diminuiu o limite de idade de 20 para 18 anos. Ambas têm apenas 16 anos e Tainá ganhou o primeiro com apenas 13 anos em 2016. Depois, Sol foi bicampeã com 14 e 15 em 2017 e 2018 e Tainá voltou a vencer esse ano.

O time masculino da América do Sul também estará bem representado para tentar repetir a vitória do catarinense Mateus Herdy em Taiwan no ano passado. O peruano Raul Ríos já competiu no Mundial da WSL em 2018, mas Lucas Vicente e Fernando Junior, o John John, vão pela primeira vez. Lucas está em grande fase, sendo vice-campeão sul-americano Pro Junior e vice-campeão também no ranking principal da WSL Latin America, da categoria profissional que computa os resultados das etapas do WSL Qualifying Series no continente.

Inka Team – As vitórias seguidas de Raul Ríos e Sol Aguirre nas duas últimas etapas do Circuito Sul-americano Pro Junior, reforçaram a ótima temporada do “Inka Team” esse ano. Raul Ríos conseguiu agora um título inédito do Peru na categoria Sub-18, que reúne o futuro do esporte. No domingo passado, Piccolo Clemente conquistou o tetracampeonato sul-americano no Oi Longboard Pro no Brasil.

Ele já tinha sido medalha de ouro na estreia do surfe no ciclo olímpico, junto com Daniella Rosas e Lucca Mesinas, que também venceram o Pan-americano de Lima. Agora, a mesma Daniella Rosas pode se tornar a mais jovem campeã sul-americana de surfe profissional da história da WSL Latin America, com apenas 17 anos.

Resultados do último dia

Campeão: Raul Rios (PER) por 12,25 pontos (6,25+6,00) – US$ 1.200 e 1.000 pontos

Vice-campeão: Fernando Junior (BRA) com 11,50 pontos (7,00+4,50) – US$ 600 e 750 pontos

Semifinais – 3º lugar com US$ 300 e 560 pontos:

1.a: Fernando Junior (BRA) 13.50 x 11.25 Ricardo Williams (PER)

2.a: Raul Rios (PER) 18.40 x 13.25 Lucas Vicente (BRA)

Quarta fase – 3º=5º lugar (US$ 200 e 420 pts) e 4º=7º lugar (US$ 100 e 395 pts)

1.a: 1-Fernando Junior (BRA)=13.60, 2-Ricardo Williams (PER)=13.25, 3-Daniel Adisaka (BRA)=11.60, 4-Eduardo Motta (BRA)=10.45

2.a: 1-Raul Rios (PER)=16.50, 2-Lucas Vicente (BRA)=10.65, 3-Cauã Costa (BRA)=8.55, 4-Mateus Sena (BRA)=5.75

Terceira fase – 3º=9º lugar (300 pts) e 4º=13º lugar (280 pts)

1.a: 1-Daniel Adisaka (BRA)=13.25, 2-Ricardo Williams (PER)=12.35, 3-Uriel Sposaro (BRA)=9.10, 4-Alejandro Bernales (PER)=8.25

2.a: 1-Fernando Junior (BRA)=14.00, 2-Eduardo Motta (BRA)=9.55, 3-Sergio Luan (BRA)=7.50, 4-Leo Casal (BRA)=4.30

3.a: 1-Raul Rios (PER)=13.25, 2-Mateus Sena (BRA)=13.00, 3-Leonardo Barcelos (BRA)=9.85, 4-Kauê Germano (BRA)=3.75

4.a: 1-Lucas Vicente (BRA)=14.20, 2-Cauã Costa (BRA)=9.25, 3-Thiago Eduardo (BRA)=7.90, 4-Vicente Diaz Barriga (CHL)=6.60

Decisão do título feminino

Campeã: Sol Aguirre (PER) por 13,00 pontos (7,75+5,25) – US$ 1.200 e 1.000 pontos

Vice-campeã: Daniella Rosas (PER) com 11,00 pontos (6,00+5,00) – US$ 600 e 750 pontos

Semifinais – 3ª lugar com US$ 300 e 560 pontos

1.a: Sol Aguirre (PER) 12.25 x 11.00 Maju Freitas (BRA)

2.a: Daniella Rosas (PER) 11.00 x 6.30 Julia Duarte (BRA)

Segunda fase – 3ª=5º lugar (US$ 200 e 420 pts) e 4ª=7º lugar (US$ 100 e 395 pts)

1.a: 1-Sol Aguirre (PER)=14.25, 2-Maju Freitas (BRA)=9.00, 3-Alessia Moro (PER)=7.75, 4-Lara Barrios (PER)=5.20

2.a: 1-Julia Duarte (BRA)=13.25, 2-Daniella Rosas (PER)=11.35, 3-Luana Chuman (PER)=8.60, 4-Catalina Zariquiey (PER)=7.05

Rankings sul-americanos da WSL Latin America

Top-10 do Pro Junior Masculino – 7 etapas com 2 descartes

01: Raul Rios (PER) – 3.590 pontos

02: Lucas Vicente (BRA) – 2.850

03: Fernando Junior (BRA) – 2.760

04: Eduardo Motta (BRA) – 2.745

05: Daniel Templar (BRA) – 2.660

06: Daniel Adisaka (BRA) – 2.500

07: Mateus Sena (BRA) – 2.415

08: Leo Casal (BRA) – 2.160

09: Heitor Mueller (BRA) – 2.103

10: Cauã Costa (BRA) – 1.820

Clique aqui para ver o ranking completo.

Top-10 do Pro Junior Feminino – 7 etapas com 2 descartes

Campeã: Tainá Hinckel (BRA) – 4.310 pontos

02: Sol Aguirre (PER) – 3.870

03: Julia Duarte (BRA) – 3.040

04: Daniella Rosas (PER) – 2.900

05: Maju Freitas (BRA) – 2.800

06: Isabela Saldanha (BRA) – 2.655

07: Coco Cianciarulo (ARG) – 2.310

08: Alessia Moro (PER) – 1.600

09: Lara Barrios (PER) – 1.510

10: Pamella Mel (BRA) – 1.490

Clique aqui para ver o ranking completo.

Campeões sul-americanos Pro Junior WSL South America

—desde a inclusão da categoria feminina – Sub-20 até 2015 e Sub-18 desde 2016

2019: Raul Ríos (PER) e Tainá Hinckel (BRA)

2018: Samuel Pupo (BRA) e Sol Aguirre (PER)

2017: Mateus Herdy (BRA) e Sol Aguirre (PER)

2016: Weslley Dantas (BRA) e Tainá Hinckel (BRA)

2015 – Deivid Silva (BRA) e Miluska Tello (PER)

2014 – Deivid Silva (BRA) e Miluska Tello (PER)

2013 – Luan Wood (BRA) e Melanie Giunta (PER)

2012 – Italo Ferreira (BRA) e Rosanny Alvarez (VEN)

2011 – Filipe Toledo (BRA) e Gabriela Leite (BRA)

2010 – Miguel Pupo (BRA) e Diana Cristina (BRA)

2009 – Alejo Muniz (BRA) e Diana Cristina (BRA)

2008 – Alex Ribeiro (BRA) e Diana Cristina (BRA)

2007 – Wiggolly Dantas (BRA) e Marina Werneck (BRA)

2006 – Heitor Pereira (BRA) e Anali Gomez (PER)

2005 – Thiago Camarão (BRA) e Taís de Almeida (BRA)