Brasileiros na roubada

Paulista Luiz Fernando Bolacha relata perrengue para tentar sair de El Salvador em meio à pandemia do novo coronavírus.

0
O perrengue de Bolacha (primeiro à esq.) já foi tema até de reportagem local em El Salvador.

O sonho de realizar uma surf trip se tornou uma luta para voltar pra casa para o paulista Luiz Fernando “Bolacha” e seus amigos, que tentam sair de El Salvador desde o dia 20 de março e não conseguem por conta da pandemia de Covid-19.

Local do Guarujá, Bolacha vem tentando contato com a embaixada brasileira em EL Salvador para conseguir retornar ao Brasil. Ele está na mesma situação de outros brasileiros no país, como o vicentino João Neves em Las Flores.

“O país está em estado de emergência e as fronteiras fechadas”, afirma Bolacha. “Estamos de favor aqui numa pousada, mas o dinheiro para alimentação já está acabando, não sei por quanto tempo aguentaremos ficar aqui”, complementa.

De acordo com o surfista, a Embaixada do Brasil ainda não deu uma posição oficial. Já a polícia salvadorenha esteve no hotel duas vezes, uma para checar o passaporte e outra para fazer testes de Covid-19. “Não podemos sair na rua após as 19 horas, ninguém pode sair sozinho, ir ao mercado somente para o básico”, diz.

“A maioria dos casos na região está perto da fronteira com Honduras, por isso tentar atravessar por lá também não seria uma boa saída. O único voo programado de uma companhia aérea é em maio e não sabemos o que vai acontecer”, finaliza Bolacha.