Briga acirrada

Se o CT acabasse hoje, Italo Ferreira, Filipe Toledo e Tati Weston-Webb seriam os representantes do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio. Confira como está a batalha pela classificação.

0
Italo Ferreira é o atual vice-líder do ranking mundial e melhor brasileiro na corrida pela classificação aos Jogos de Tóquio.

Se o Championship Tour acabasse hoje, Italo Ferreira, Filipe Toledo e Tatiana Weston-Webb seriam os representantes do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020. A temporada está só começando, ainda tem muita água para rolar, mas vamos manter os internautas atualizados sobre a corrida pela classificação à estreia do surfe nas Olimpíadas.

Cada país poderá levar dois representantes por gênero (masculino e feminino). O primeiro critério é que o atleta finalize a temporada como Top 10 do ranking masculino ou Top 8 do feminino.

Caso não tenha êxito e as vagas do seu país não tenham sido completadas pelo ranking do CT, o surfista pode ter outra chance no ISA World Surfing Games (2020 e 2019), Jogos Pan-Americanos de Lima 2019 e a Copa da Nação Anfitriã (exclusiva para o país-sede).

Ao todo serão 20 homens e 20 mulheres na competição.

Filipe Toledo também está na zona de classificação.

Pelo ranking atual, o bicampeão mundial Gabriel Medina estaria fora dos Jogos, já que Italo Ferreira e Filipe Toledo estão em sua frente. No Feminino, o Brasil teria apenas uma representante, já que Silvana Lima ainda se recupera de uma cirurgia no joelho e não pôde comparecer às primeiras etapas.

No momento, o time dos Estados Unidos teria John John Florence, Kolohe Andino, Caroline Marks e Malia Manuel.

A Austrália contaria com Ryan Callinan, Owen Wright, Stephanie Gilmore e Sally Fitzgibbons.

Outro atleta que começa bem a corrida é o sul-africano Jordy Smith.

A estreia do surfe nas Olimpíadas de Tóquio 2020 já tem data definida pelo COI (Comitê Olímpico Internacional). A competição terá janela de espera de uma semana, entre os dias 26 de julho e 2 de agosto.

O palco da disputa será a praia de Tsurigasaki, em Chiba, pico localizado a 60 quilômetros da capital japonesa. Os Jogos Olímpicos começam no dia 24 de julho e vão até 9 de agosto de 2020.

O regulamento completo está disponível aqui.

Tatiana Weston-Webb ocupa a última vaga no G-8 do ranking feminino.

Top 10 do Championship Tour masculino

1 John John Florence (HAV) 16.085
2 Italo Ferreira (BRA) 14.745
3 Jordy Smith (AFR) 12.170
4 Filipe Toledo (BRA) 11.120
5 Gabriel Medina (BRA) 9.490
6 Kolohe Andino (EUA) 9.130
7 Conner Coffin (EUA) 8.065
7 Seth Moniz (HAV) 8.065
9 Ryan Callinan (AUS) 7.415
10 Owen Wright (AUS) 6.640*

Próximos do ranking

10 Kanoa Igarashi (JPN) – 6.640
10 Willian Cardoso (BRA) – 6.640
13 Wade Carmichael (AUS) – 6.075
14 Kelly Slater (EUA) – 5.010
15 Jacob Willcox (AUS) – 4.745
16 Michel Bourez (TAH) – 4.650
16 Mikey Wright (AUS) – 4.650
16 Jeremy Flores (FRA) – 4.650
16 Yago Dora (BRA) – 4.650
16 Peterson Crisanto (BRA) – 4.650
16 Deivid Silva (BRA) – 4.650
16 Reef Heazlewood (AUS) – 4.650

*Kanoa Igarashi (JAP) e Willian Cardoso (BRA) possuem a mesma pontuação, mas estão fora do Top 10 pelo critério de desempate (ranking do ano passado).

Outros brasileiros

23 Michael Rodrigues (CE) – 2.660 pontos
30 Jessé Mendes (SP) – 1.595
30 Caio Ibelli (SP) – 1.595
30 Jadson André (RN) – 1.595
37 Mateus Herdy (SC) – 1.330 – competiu como wildcard na primeira etapa
38 Adriano de Souza (SP) – 530 – não disputou as primeiras etapas por estar lesionado

Top 8 do ranking feminino

1 Caroline Marks (EUA) 16.085
2 Malia Manuel (HAV) 13.885
3 Courtney Conlogue (EUA) 12.610
4 Carissa Moore (EUA) 12.545
5 Stephanie Gilmore (AUS) 9.490
6 Lakey Peterson (EUA) 8.695
6 Sally Fitzgibbons (AUS) 8.695
8 Tatiana Weston-Webb (BRA) 7.355*

* Johanne Defay (HAV), Coco Ho (HAV), Brisa Hennessy (CRI) e Sage Erickson (EUA) possuem a mesma pontuação, mas estão fora do Top 8 no critério de desempate (ranking do ano passado).