Recordações de Kandui

Marcelo Bueno relembra os altos e baixos de 2018 e os dias mágicos de hospedagem no Kandui Villas, Indonésia.

0

Entra ano e sai ano e no final sempre acabamos fazendo a contabilidade do que foi bom ou ruim. Em 2018, sei que vou levar boas recordações, em uma temporada que deu orgulho de torcer pelos brasileiros no circuito mundial, dentre tantas outras conquistas.

Também foi um início difícil para mim, que fiquei hospitalizado por dois meses, sendo dez dias de UTI. Mas isso me fez repensar muita coisa e me deu a certeza da importância do surfe em minha vida.

Mesmo sem estar na melhor forma física, no segundo semestre combinei uma viagem para as ilhas Mentawai, Indonésia, com o amigo Marcelo da Silva, o Bode, que mora no Havaí. Fomos novamente para o Kandui Villas.

Este confortável resort fica na região de Playground e, além de ter uma grande variedade de ondas, conta com com uma alimentação equilibrada. Condições ideais para quem estava se recuperando e voltando ao rip – como era meu caso.

A direita de Rifles, um pico na própria ilha e a poucos minutos de barco, foi a onda que quebrou com mais constância, entre 3 a 5 pés. Kandui Lefts, Hideaways e A-Frames também quebraram, sempre com o barco nos deixando atrás da arrebentação e a disposição com um cooler cheio de água gelada e sucos.

O ano de 2018 passou e entre boas e más recordações, vou ficar com uma das melhores: os dez dias mágicos que passei no Kandui Villas.