Mentawai fora de época

Guga Arruda ataca as pistas vazias de Mentawai em viagem fora da temporada de ondas ao arquipélago.

0

Minha última parada na Indonésia foi a bordo do Sibon Jaya, nas ilhas Mentawaii. Foi a primeira viagem “off season” do calendário, já que final de outubro e início de novembro não é mais considerado como temporada de ondas no arquipélago.

Muita gente pensa que as ondas só quebram entre maio e setembro ou que o vento é maral nesta época do ano na Indonésia. Mas maral aonde? Qual ilha? De que lado da Ilha? Na direita ou na esquerda?

Pensem bem, a Indonésia é formada por cerca de 17.500 ilhas, todas com todos os lados em 360 graus, fazendo frente para diferentes direções de vento e swell. O Oceano Índico não para, sempre vai ter onda em algum lugar, e por isso é importante estar bem orientado pra estar no lugar certo e na hora certa.

E assim foi comigo, na companhia técnica de especialistas em Mentawai como Rick Rodrigues e Everton Luis. Além de excelentes guias, eles registraram os melhores momentos em vídeo ou fotos.

Começamos a trip em um bem-vindo swell de sudoeste e vento sul moderado, mas que não deu trégua nesta temporada. Amanhecemos em Telescopes e ondas de mais de 2 metros quebravam perfeitas para a esquerda, verdadeiras pistas de surfe. Para fechar com chave de ouro, o primeiro dia acabou em grande estilo nas sonhadas direitas de HT’s, com ondas de até 2,5 metros e sem crowd. Depois de algumas bintangs a galera foi dormir, celebrando o dia de surfe.

Guga Arruda ataca as pistas de Mentawai.

Dia seguinte, 30 de outubro, meu aniversario de 46 anos e o desejo de entubar de backside numa boa da série. O mar amanheceu com cerca de 2 metros e maré cheia, não muito tubular, mas bem manobrável. Fiz tempo no barco para esperar a maré descer e as ondas ficarem mais tubulares. Quando alguns dos principais surfistas do pico já estavam saindo dá agua, acabei ficando sozinho no “office” (lá na ponta da bancada, tipo atrás do pico), enquanto a galera surfava mais próximo ao canal, algo que só acontece na “off season”.

E o momento esperado aconteceu: o sol saiu, a água pareceu mais clara e a série bombou com ondas muito maiores do que a média do dia. Fiz dois tubos alucinantes, saindo na frente dos meus amigos e fui muito feliz nessa festa mais do que especial de aniversário, sentindo muita gratidão e harmonia com o universo.

Daí pra frente descemos até Macaronis e no declínio do swell pegamos ondas na faixa de 1 metro todos os dias entre Maca’s e Thunders. Para finalizar ainda surfamos HT’s com 1,5 metro, nos despedindo das ilhas com a certeza de que as ondas quebram o ano todo.