Señoritas recebe etapa

Claro Open Pro - Copa Tubos QS 3000 estreia neste mês no Peru.

0
Adrian Villegas
Gabriel Villaran é um dos peruanos na briga pelo título

O Peru vai sediar neste mês o evento mais importante do World Surf League Qualifying Series dos últimos anos, o Claro Open Pro – Copa Tubos QS 3000 nos dias 27 a 31 de março nas ondas perfeitas de Señoritas, em Punta Hermosa. Mais de 120 surfistas de 21 países já fizeram suas inscrições para disputar os importantes 3.000 pontos da segunda etapa promovida pela WSL South America este ano. Atualmente, cerca de dez peruanos estão participando do circuito que classifica dez surfistas para a elite do World Surf League Championship Tour e o evento também marca pontos no ranking que define o campeão sul-americano da temporada.

O Claro Open Pro – Copa Tubos QS 3000 se destaca não só pelo prestígio e magnitude do evento, mas também por ser uma ótima ocasião para divulgar os valores nacionais e para os peruanos poderem disputar pontos importantes no Circuito Mundial em casa.

“Apoiamos iniciativas como esta, porque nós também compartilhamos a paixão pelo esporte e o Claro Open Pro – Copa Tubos QS 3000 será uma grande oportunidade para os peruanos mostrarem o seu talento em frente a surfistas de primeiro nível internacional”, disse José Miguel Espinosa, gerente de imagem da Claro.

“Estamos orgulhosos de poder promover um evento com status importante QS 3000 no Peru”, disse Enrique Baca, gerente geral da Tubos Surf School. “Desejamos muito sucesso aos nossos meninos, para que eles consigam triunfar em casa. Convidamos você e a todos para comparecer na Playa Señoritas nos dias 27 a 31 de março para incentivar a nossa equipe peruana no Claro Open Pro – Copa Tubos QS 3000”.

Em 2019, a série de eventos da WSL South America, que define o campeão sul-americano da temporada, começou com o retorno histórico do clássico Oi Hang Loose Pro Contest na ilha de Fernando de Noronha, no Brasil. Agora, a segunda competição marca a estreia do Claro Open Pro – Copa Tubos QS 3000 no Peru.

Os surfistas da América do Sul terão cerca de dez etapas (masculina, feminina e combinada com as duas categorias) para competir no continente esse ano, todas valendo pontos para o ranking mundial do WSL Quaifying Series e para o regional da WSL South America. Os eventos estão marcados para acontecer no Brasil, Peru, Chile e Argentina.

Entre os representantes do Peru, destaque para os irmãos Miguel e Tomas Tudela, Alonso Correa que foi vice-campeão sul-americano no ano passado, Lucca Mesinas, Jhonny Guerrero, Gabriel Villaran e Adrian Garcia, que estão entre os mais bem colocados no ranking mundial. Além deles, outros talentos peruanos poderão surpreender por conhecerem melhor as ondas de Señoritas do que os surfistas de outros países.

Vale ressaltar que Miguel Tudela, recentemente, se destacou nos tubos de Pipeline no Havaí, ao chegar nas semifinais do QS 3000 Volcom Pipe Pro em fevereiro. No momento, ele ocupa a 16.a posição no ranking do WSL Qualifying Series, bem próximo dos dez que se classificam para o CT. Miguel e outros peruanos estão agora na Austrália, competindo em duas provas seguidas do QS 6000, em Newcastle nesta semana e em Sydney na próxima.