Sultão de Sultans

Josh Kerr derrota Alejo Muniz na grande final e fica com o título do Surfing Champions Trophy, em Sultans, Maldivas.

0
Josh Kerr ganha a chance de defender o título do evento no próximo ano.

Em ondas clássicas em Sultans, o australiano Josh Kerr faturou o Surfing Champions Trophy 2018, competição especial encerrada neste sábado (11) no luxuoso resort Four Seasons, ilhas Maldivas.

Clique aqui para ver as fotos

O dia decisivo também coroou o havaiano Fred Patacchia como campeão da categoria triquilha. O catarinense Alejo Muniz foi o segundo melhor na disputa, classificou-se para a grande final e terminou o evento na vice-liderança.

O terceiro dia contou com séries de 2 metros e foi de longe o que proporcionou as melhores ondas da competição. A bordo das triquilhas, os surfistas tiveram oportunidade de abusar dos aéreos, rasgadas e longos tubos.

Na bateria final, que decidiu o campeão do evento, Alejo Muniz e Josh Kerr travaram um duelo de alto nível, mas quem levou a melhor foi o australiano, ganhando a oportunidade de defender o título do evento no ano que vem

Vice-campeão, Alejo Muniz é só alegria nas Maldivas.

Josh começou a bateria com um ritmo forte e logo deixou Alejo em combinação de notas. O brasileiro esboçou reação, mas não pôde fazer nada quando Kerr anotou um 10 na última onda para carimbar o título.

“Foi um evento incrível. As ondas ficaram melhores a cada dia e hoje estão bombando, nunca pensei em pegar tantos tubos assim nas Maldivas”, comenta Kerr.

“Tive oportunidade de surfar contra todos os competidores nos últimos dias, o que foi muito legal. Todos estavam empolgados e acrescentaram algo diferente para o evento. Estou feliz por voltar no próximo ano, mas provavelmente não tanto quanto a minha família, eles adoram aqui”, brinca o campeão.

Focado em voltar à elite do surfe mundial, Alejo Muniz não tinha muita experiência em surfar com monoquilhas e biquilhas. Mas o brasileiro diz que depois dessa viagem vai usar esses equipamentos com mas frequência. “Foi um dos melhores dias da minha vida”, relata Alejo.

Fred Pattachia entuba de backside para vencer a categoria Triquilha.

“Embora tenha ficado em segundo, não poderia estar mais feliz por ter participado das finais com alguns dos meus ídolos. Vai ser difícil competir no QS depois dessa experiência. Josh sempre foi um dos meus surfistas favoritos, então foi legal fazer uma final contra ele. Nós estávamos apenas trocando tubos no outside, foi irreal. Eu estou realmente empolgado para voltar ao QS, mas como eu disse, será difícil depois disso”, diz Alejo.

Pouco antes de a grande final começar, a categoria triquilha foi vencida pelo ex-Top da elite mundial Fred Patacchia. Com um backside afiado, foi a primeira vitória do havaiano nesta edição do Surfing Champions.

“É muito engraçado porque, quando cheguei aqui, pensei que não levaria isso muito a sério, mas assim que você veste a lycra, o fogo está aceso”, diz Patacchia. “Somos todos tão competitivos, então depois de alguns resultados regulares fiquei tão feliz por ganhar uma das categorias. Esta tem sido uma experiência incrível no Four Seasons Kuda Huraa e um evento tão legal. É definitivamente o mais divertido que eu já participei”, completa.

O norte-americano C.J. Hobgood e o local Abdulla “Fuku” Areef foram os outros participantes da competição. Convidado para esta edição, o havaiano Bruce Irons não deu as caras no evento e não revelou o motivo.

Four Seasons Maldives Trophy 2018

Resultados Triquilha

1 Freddy Patacchia Jr. (HAV)
2 Alejo Muniz (BRA)
3 Abdulla Fuku Areef (MDV)
3 Josh Kerr (AUS)
5 C.J. Hobgood (EUA)

Ranking final

1 Josh Kerr (AUS) 2.800 pontos
2 Alejo Muniz (BRA) 2.700
3 Freddy Patacchia Jr. (HAV) 2.600
4 C.J. Hobgood (EUA) 2.400
4 Abdulla Fuku Areef (MDV) 2.400