Thomas Hugh Morey

Adeus ao criador

Comunidade do surfe se despede de Thomas Hugh Morey, inventor do bodyboard.

0
Thomas Morey e a sua criação: o boogie board.

O legend Tom Morey nos deixou na última quinta-feira (14), aos 86 anos de idade. Engenheiro, músico e surfista, o norte-americano é considerado o inventor do bodyboard. Ele lutava contra problemas de saúde nos últimos anos.

Há 50 anos, Thomas Hugh Morey criava a primeira prancha de bodyboard. Um pouco diferente das que vemos hoje, com a dianteira quadrada e forrada com papel de jornal, mas era um início. Até o nome era outro, Tom a chamou de boogieboard.

A criação foi meio que por acidente, com as pranchas de surfe quebradas e altas ondas rolando em Oahu, no Havaí, Tom forjou a primeira prancha de bodyboard em um bloco antigo de polietileno de 2,75 metros que encontrou em sua garagem. Em poucas horas ele tinha uma prancha de 140×60 cm com a ajuda de uma faca elétrica.

A boogie não foi a primeira de suas invenções, Tom Morey já se destacava em mídias como a Surfer apresentando inovações futurísticas nas pranchas de surfe da época. Mas nenhuma chegou aos pés da popularidade do bodyboard.

As inclinações budistas do pai do esporte, o faziam enxergar as ondas como seres vivos que forneciam dados que nos possibilitariam prever o futuro. A Morey Boogie (marca) ganhou notoriedade no mercado por possibilitar um contato harmonioso entre o praticante e o oceano.

Do céu ao mar

Tom Morey nasceu em 15 de agosto de 1935, em Detroit. Depois de se formar em matemática na University of Southern California, trabalhou na fabricação e engenharia de aeronaves na Douglas Aircraft, conhecida pela inovação e efetividade no mercado.

Em 1969, enquanto pegava ondas no Doheny Beach Park, Tom viu um jovem surfista com uma prancha caseira de quatro pés feita de vários blocos de polietileno de dez centímetros de largura. “Havia algo parecido na época. Esse garoto tinha algo único. Aproximei-me dele e disse: ‘Essa é uma ideia legal, mas sua forma está toda errada'”, disse Thomas Morey certa vez.

“Numa prancha de surfe, você não sente cada nuance da onda. Com a minha criação, conseguia sentir tudo. Pensei: ‘Ela vira, é duradoura, pode ser feita de forma barata, é leve, é segura. Meu Deus, isto pode mesmo ser algo muito grande”, declarou Morey.

Obrigado, Tom

Tom Morey começou a ter problemas de saúde nos últimos anos, em paralelo com a sua situação financeira. Em 2018, foi organizada uma arrecadação de fundos para o ajudar a pagar uma cirurgia nos olhos e arranjar dinheiro para necessidades do dia a dia. O americano chegou aos 86 anos em agosto, no mesmo ano em que o bodyboard celebrava meio século de vida.

Só nos resta agradecer ao criador pela criatura que nos fez tão felizes nesses 50 anos de história do esporte. No dia do cinquentenário, o hexacampeão mundial Guilherme Tâmega (@guitamega) homenageou o inventor da modalidade. “Tom Morey você é foda”.

A história de Morey também foi celebrada por personagens do bodyboard nacional nas redes sociais. “O bodyboard nunca vai morrer! Poucas pessoas deixam algo eterno, algo que muda a vida das pessoas. Além do meu esporte foi minha tábua da salvação. Meu passaporte para o mundo. Obrigado, Tom”, afirmou o bodyboarder Duda Ferreira Jr.

View this post on Instagram

A post shared by elmo ramos (@rideitbbmag)