Juízes entram em cena

Quadro técnico da Fecasurf começa a julgar as ondas enviadas pelos atletas no Surf Talentos Virtual.

0
Árbitro da Fecasurf, Nelson Mike julga a etapa virtual direto de sua residência, em Garopaba (SC).

A disputa do Mini Kalzone e Silverbay apresenta Surf Talentos Oceano Virtual 2020 chegou ao seu momento decisivo. Com as imagens liberadas pela organização, foi a vez do quadro técnico da Federação Catarinense de Surf (Fecasurf) entrar em cena na competição, que teve janela de captação de imagens entre os dias 19 de junho e 19 de julho.

Pela primeira vez na história, um campeonato de surfe valendo pontos para um circuito foi disputado e julgado virtualmente. O formato da prova atraiu surfistas de todo o Brasil, além dos atletas catarinenses já ranqueados nos circuitos amadores da Fecasurf e Surf Talentos Oceano 2020.

O quadro técnico foi dividido em dois grupos compostos por cinco juízes: um “head judge” (juiz principal) e quatro árbitros. Cada grupo foi responsável pelo julgamento virtual de quatro das oito categorias disputadas na competição.

O sistema de avaliação virtual (notas e vídeos) foi desenvolvido especialmente para essa etapa, proporcionando aos juízes de diversas cidades do litoral catarinense,trabalhar diretamente de suas casas. Essa medida de isolamento respeita o protocolo oficial estabelecido pelas autoridades no combate à Covid-19.

Apesar de “muitos anos de palanque”, essa foi uma experiência atípica para os árbitros da Fecasurf. “Foi muito bom julgar um evento com esse formato diferenciado. Os vídeos enviados pelos atletas foram de alto nível, com ondas boas e performances excelentes” declara Carybean Heleodoro, ex-surfista profissional e atual diretor técnico da Fecasurf.

Heleodoro destacou ainda um dos pontos positivos de se trabalhar num evento com esse formato. “Podemos comparar melhor as ondas de cada atleta, as manobras, todos os detalhes que fazem a diferença na pontuação final. Foi uma experiência e tanto! Estamos felizes que tudo deu certo”, encerra Heleodoro, que julgou o campeonato de sua casa na Praia do Rosa, Imbituba.

Surf Talentos Virtual vale pontos para o Circuito Catarinense Amador.

Para Túlio Koerich, experiente árbitro da Fecasurf e da Abrasp (Associação Brasileira de Surf Profissional), que trabalha há mais de 20 anos no julgamento em campeonatos de surfe, essa foi uma experiência única. “O julgamento e a análise virtual feita nesse evento se transformou num grande aprendizado e aperfeiçoamento profissional para todos da equipe”, declarou Koerich, direto da praia do Matadeiro, em Florianópolis, sua base de trabalho nesta etapa.

O Mini Kalzone e Silverbay apresenta Surf Talentos Oceano Virtual 2020 entrou em sua última e decisiva semana. Nessa fase, as imagens das disputas virtuais terão a narração oficial de Klaus Kaiser e Elder Leão, os locutores oficiais do evento. As baterias serão veiculadas na internet, através das redes sociais da @swelleventos e @surftalentosoceano.

A organização divulgará o resultado final da etapa, com os campeões das oito categorias disputadas neste domingo (31).

Cronograma da etapa até o momento:

– Período reservado para a competição: 19 de junho a 19 de julho de 2020 – (Encerrado);
– Envio das imagens pelos atletas: de 20 a 23 de julho – (Encerrado);
– Julgamento virtual da etapa: 25 e 26 de julho (Encerrado);
– Edição e inserção de locução nas baterias: de 27 a 30 de julho – (Em aberto);
– Divulgação do resultado oficial da etapa, com os campeões das oito categorias disputadas: 31 de julho.

O Circuito Surf Talentos Oceano Virtual 2020 é apresentado por Mini Kalzone e Silverbay. Patrocínio: Oceano. Apoio: SRS Surfboards, Sibon Charters, Kbral Centro Automotivo, Lord Of The Sea, Dalila Textil, Keep the Ocean Blue e Eco Local Brasil. Produção e Realização: Swell Eventos. Homologação e Supervisão Técnica: Fecasurf. Divulgação: Waves e Nas Ondas com Banana.