Lobitos pede ajuda

Afetados pela pandemia de Covid-19, moradores de Lobitos fazem apelo à comunidade internacional do surfe.

0
Região de Lobitos é mundialmente famosa pelas esquerdas perfeitas.

O coronavírus começou a bater forte nos lugares mais remotos do Peru. É o caso de Lobitos, no norte do País, que tem relatado um grande aumento no número de casos entre seus moradores.

O último relatório da direção regional de saúde especifica que existem mais de 1.300 casos positivos na província de Talara, que possui cerca de 100 mil habitantes. Os distritos com o maior número de casos são Pariñas, El Alto, La Brea, Los Órganos, Máncora e Lobitos.

Por esse motivo, Lobitos solicitou ajuda internacional da comunidade de surfistas. Um vídeo criado pela associação Coast 2 Coast menciona a difícil situação vivida pelos moradores locais devido à falta de medicamentos e alimentos. Cerca de 40 casos foram registrados em uma população que não passa de 1.500 habitantes.

“As famílias tradicionais de pescadores artesanais não têm recursos nem para comprar a sua comida diariamente. Já as famílias que têm parentes com Covid-19 não têm medicamentos ou comida. A situação é bastante complicada”, relatou a Coast 2 Coast.

Para saber como ajudar, siga a página @coast2coast.movement no Instagram.

Fonte Dukesurf.com

View this post on Instagram

check this out!!!! el pueblo magico de Lobitos esta sufriendo mucho por el COVID, que recién ha comenzado a afectar esta pequeña y aislada parte del Perú. las familias tradicionales de pescadores artesanales no tienen los recursos ni para comprar su alimentos en el día a día. las 38+ familias que tienen a un familiar con COVID no tienen para las medicinas ni para los alimentos. La situación esta bastante complicada. nosotros queremos comprar los alimentos y medicinas para ayudar a las familias que más lo necesitan. Por favor piensa en hacer tu donación aquí! paypal.me/beyondthesurfaceintl #COVID #PERU #Lobitos #Fishingvillage #Surf #support #Donation #buyfood #buymedicine #share

A post shared by Coast 2 Coast (@coast2coast.movement) on