Documentário reconhecido

Estrelado pelo waterman brasileiro Kalani Lattanzi, "Gift from Heaven" é o primeiro filme de surfe nomeado pela Academia Portuguesa de Cinema para os Prêmios Sophia.

0

Os “Prêmios Sophia” da Academia Portuguesa de Cinema são equivalente aos “Oscares” do cinema em Portugal. Lançados em 2013, eles homenageiam produções nacionais em 25 categorias. Estrelado pelo waterman brasileiro Kalani Lattanzi, o filme “Kalani – Gift from Heaven” foi nomeado na categoria “Melhor Curta Metragem de Documentário” juntamente com outras três produções. Os vencedores dos Prêmios Sophia serão apresentados no próximo dia 22 de março durante a cerimônia de gala, no Casino Estoril.

Em novembro passado, a produção do português Nuno Dias venceu o prêmio de “Melhor Curta Metragem” no Festival SAL (“Surf at Lisbon”), sendo desde então nomeada e convidada para vários prestigiados festivais de cinema internacionais, incluindo o “International Surf Film Festival d’Anglet” em França, o “Sörf Film Fest” na Áustria, o “Maui Film Festival” no Havaí, o International Ocean Film Tour e outros eventos que irão ocorrer ao longo de 2020.

Ao longo dos últimos três anos, Nuno Dias e a sua equipe acompanharam de perto aquele que é atualmente um dos fenômenos mais enigmáticos no mundo das ondas grandes, Kalani Lattanzi.

Com produção na Nazaré e passagem pelo Rio de Janeiro, este documentário retrata o percurso do “waterman” brasileiro Kalani Lattanzi, desde as suas origens e primeiros contatos com o mar no Brasil, até Nazaré, onde com o seu corpo e umas nadadeiras, sem prancha e sem apoio de jet-skis, enfrentou as maiores ondas do mundo na forma mais pura do desporto de ondas, o bodysurf.

“Kalani – Gift from Heaven” conta também com a participação e depoimentos de algumas das mais reconhecidas personalidades das ondas grandes a nível mundial, como Garrett McNamara, Andrew Cotton, Ross Clarke-Jones, Hugo Vau, Maya Gabeira, Carlos Burle, Nic Von Rupp, Lucas Chumbo, David Langer, Tom Lowe, Tim Bonython, Dudu Pedra e João Zik. Todos eles se cruzaram no percurso de Kalani e tiveram algo a acrescentar neste projeto de registro documental.

O filme contém imagens inéditas de Nazaré, incluindo imagens históricas das maiores ondas já enfrentadas de bodysurf. Uma produção enriquecida por uma grande diversidade de imagens: além de diversos ângulos terrestres da ação, conta também com imagens aéreas e aquáticas.

Com 25 anos, Nuno Dias já filmou alguns dos momentos mais icônicos de Nazaré registrados nos últimos anos, é vencedor de múltiplos prêmios no WSL Big Wave Awards, incluindo a captação de um recorde do Guinness. Além de ter vencido a última edição do SAL com “Kalani – Gift from Heaven”, a sua curta-metragem “Empties” em 2018 foi também vencedora no Festival SAL em Lisboa e mais tarde no Festival Lagoa Surf e Arte, em Florianópolis, no Brasil.