Homenagem na Califórnia

Ex-presidente da Quiksilver, Bob McKnight presta homenagem ao amigo e parceiro da SIMA, Michael Tomson.

0
Reprodução / SIMA
Michael Tomson (1954-2020).

Bob McKnight, ex-presidente da Quiksilver e que fundou a (Surf Industry Manufacturers Association) ao lado de Michael Tomson, escreveu uma bela homenagem ao sul-africano, que faleceu aos 66 anos, na Califórnia (EUA).

Além de destemido surfista, Mike foi o criador das marcas Gotcha e MCD, e uma das figuras mais influentes da indústria do surfe. Ele morreu na última quinta-feira (8) depois de uma dura batalha contra o câncer de garganta.

Confira abaixo o texto de McKnight, que conheceu Michael no início dos anos 1970 no North Shore de Oahu, Havaí.

“Michael era um indivíduo incrível, brilhante, talentoso e único, que muitos de nós tivemos a sorte de conhecer bem.

A notícia de seu falecimento é muito triste em vários níveis. Ele certamente foi um dos visionários mais poderosos, inspiradores e importantes para a indústria do surfe. Todos nós aprendemos muito com seus insights, filosofia e direção das companhias.

Conheci Michael no início dos anos 1970 no North Shore. Estava tirando uma folga da faculdade e passei o inverno de 1973 na mesma casa de Jeff Hakman, Shaun Tomson e Phil Byrne em Pupukea. Caí de paraquedas no centro de um time notável de surfistas fissurados em Sunset e Off-The-Wall. A mistura de surfar, sair com amigos, aproveitar os frutos do North Shore, festejar, rir, compartilhar histórias e planejar futuras viagens de começou a nos dar a visão de ‘ei, talvez pudéssemos fazer disso um trabalho!’

Michael era um surfista muito poderoso e estiloso, que sempre teve construiu o seu próprio caminho com Pipe, Off-The-Wall e Sunset. Ele também foi sempre o cara mais bonito da sala, por isso era importante sempre sair com ele (risos)!

Nos tornamos amigos de longa data através do surfe e, mais tarde, nos tornamos concorrentes ferozes de nossas marcas: Quiksilver e Gotcha. Fundamos a SIMA juntos e nos tornamos os dois primeiros presidentes desta nova organização. Juntos, criamos e produzimos o ‘Waterman’s Ball’ e outros programas no início da SIMA, que ainda são ativos e relevantes.

Michael e eu nunca deixamos a competição da indústria atrapalhar nossa amizade, família, amor pelo oceano e pelo surfe. Tínhamos um objetivo comum de liderar a indústria do surfe desde os primeiros dias, sempre querendo torná-la legal e mantê-la hardcore.

Michael é um dos luminares mais profundos da cultura do surfe de todos os tempos. Sua visão de estilo, estampas, música, marketing, apresentação e teatro sempre foi algo fora da caixa, ultrajante, de vanguarda, ‘full tilt’ e sem remorso.

Ele dirigiu sua vida, suas marcas, seus amigos, seus negócios, seu surfe e suas viagens – a todo vapor. Destemido, cru, agressivo, com energia imparável. Rebelde e sempre se arriscando, Michael viveu uma vida plena.

Ele sempre será lembrado por sua implacabilidade, estilo progressivo de produtos, cores brilhantes, gráficos barulhentos e contundentes, anúncios provocativos e a atitude ‘pedal to the metal’ de suas marcas, Gotcha, Girl Star e posteriormente MCD. O logotipo do homem-peixe da Gotcha é lendário.

Certa vez, ele entrou em uma festa da Surf Expo no início dos anos 80 vestindo um macacão de uma peça e branco brilhante. Todos nós sussurramos pelas costas: ‘que maluco’, até que todas as modelos mais bonitas da Flórida estavam rapidamente se alinhando. Então, todos nós nos perguntamos onde poderíamos conseguir um!

Michael era um ser humano maravilhoso, inteligente, criativo, competitivo, generoso, articulado e com um coração enorme. Sua atitude era contagiosa. Todos nós sentiremos muito sua falta.”