Luto no Rio de Janeiro

Um dos locais mais atuantes da Prainha, santuário do surfe carioca, José Alla falece aos 59 anos.

0
José Alla falece e deixa a comunidade do surfe carioca em choque.

O surfe carioca está de luto. Faleceu na última terça-feira (1º) José Alla, 59 anos, um dos locais mais atuantes da Prainha, o santuário do surfe no Rio de Janeiro.

“Zé” era um dos três irmãos da família Alla, e era muito surfe. Era normal pra ele dar duas, três caídas por dia. Entra uma queda e outra, administrava o quiosque Soul Prainha, um dos dois localizados na praia pequena em extensão, mas gigantesca de beleza.

Zé era envolvido com Deus, com a família, e mostrava o imenso afeto que tinha com os irmãos e filhos. Com os amigos era rigoroso algumas vezes, mas todos conheciam aquele ponto forte dele, suave, humano, carinhoso.

Era comum Zé Adar duas, até três caídas por dia na praia do seu coração.

Zé Alla foi o presidente da Associação de Surfistas e Amigos da Prainha (ASAP), e era muito envolvido com o local, sempre na busca pela preservação. Ajudou na coordenação de vários eventos no pico e venceu muitas etapas.

Zé era forte, cuidava do corpo, da saúde, e era muito ativo. Há dois anos passou mal durante uma etapa da ASAP. Foi um infarto, um susto gigantesco. Se recuperou e voltou pra água com um garoto, com seu imenso amor pelo esporte.

Na segunda-feira (30), como sempre fazia na praia do seu coração, correu pela areia. Sentiu-se mal, tonto, e foi dar um mergulho. Caiu. Os guarda-vidas o ajudaram, o reanimaram, levaram de ambulância para o hospital, mas ele não resistiu. A imensa e forte comunidade da Prainha, e de todo o Rio de Janeiro ficou em choque, entrou em luto.

Zé Alla venceu muitos eventos na Prainha.

A cremação acontece nesta quarta-feira (2), às 15 horas no Rio de Janeiro, mas, por conta dos cuidados com a Covid-19, só os familiares participarão. Porém centenas de amigos, juntos da galera do “Surfistas de Cristo”, estão se mobilizando para uma grande homenagem na Prainha, a casa do Zé Alla. A data ainda não está definida, mas provavelmente será no próximo sábado (5).

A Prainha nunca mais será a mesma. Descanse em paz, Zé Alla.