Brasileiro Feminino

Circuito entra na reta final

Disputa para definir a nova campeã brasileira profissional terá mais duas etapas em Itamambuca, Ubatuba (SP).

0
Tainá Hinckel é um dos destaques do Brasileiro de Surf Feminino.

A disputa para definir a nova campeã brasileira de surfe profissional feminina terá 6.000 pontos em disputa em Ubatuba nos dois próximos meses. O Circuito Brasileiro de Surf Feminino confirmou as etapas na Praia de Itamambuca nos dias 13 a 15 de setembro e depois nos dias 18 a 20 de outubro. Cada uma valendo 3 mil pontos à vencedora, com R$ 4 mil de prêmio. No total, serão R$ 30 mil em disputa na categoria Pro-Adulta, além dos R$ 10 mil para a Pro-Júnior, também definindo a campeã nacional da temporada.

Os dois novos encontros exclusivos para o surfe feminino dão sequência ao campeonato criado pelo surfista Wiggolly Dantas, agora com o reforço do convênio firmado entre a União, por intermédio da Secretaria Especial do Esporte, do Ministério da Cidadania, e a Prefeitura Municipal de Ubatuba. Este ano, a família Dantas também realizou, com sucesso, uma etapa em maio, com recorde de inscritas. Foram mais de 150 competidoras, incluindo as categorias de base, da Sub 10 a Sub 16 e também a Longboard.

“Agora, temos esse importante apoio do convênio para promover duas etapas para fortalecer a categoria. Isso confirma que nosso trabalho está no caminho certo, está sendo reconhecido. Fizemos a etapa inicial este ano, com muito esforço, com a ajuda importante dos nossos parceiros e da Prefeitura. Foi um grande sucesso, graças a Deus”, afirma Wiggolly Dantas.

“Quando começamos, há cinco anos, nosso objetivo era de ajudar a categoria e ficamos felizes de conseguir três etapas agora. É um sonho sendo realizado, não só para mim, para a minha família, mas para todas as atletas do Brasil”, reforça Guigui, que trabalha em conjunto no evento com sua mãe, Eliane, sua irmã, a bicampeã brasileira Suelen Naraísa, e sua prima Natalie Paola, que também foi competidora.

Assim como no evento em maio, feito com auxílio dos patrocinadores e recursos próprios, o evento terá as categorias Pro-Adulta e Pro-Júnior, válidas pela Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp), também a Longboard e as amadoras no Sub 10, Sub 12, Sub 14 e Sub 16. As inscrições já estão abertas e devem ser feitas até o dia 11 de setembro por depósito bancário na conta corrente da Abrasp – Bradesco agência 3233 cc 85626-6 – CNPJ 31.886.401/0001-14. Os comprovantes deverão ser enviados via e-mail para abraspfeminino@gmail.com. Não serão aceitos depósitos em caixas eletrônicos para evitar fraudes.

Cartaz da segunda etapa do Circuito Brasileiro de Surf Feminino 2019.

Na Pro-Adulto a taxa é de R$ 180; na Pro-Júnior, R$ 120; na Longboard, R$ 150; e amadoras, R$ 90. As atletas que ainda não estão filiadas deverão pagar a filiação Abrasp – no valor de R$ 100 – medida obrigatória para quem receber premiação, sendo que o nome da competidora só será incluído no ranking após efetivação da taxa. Informações pelo WhatsApp (21) 99140-9715, com Pedro Falcão.

Idealizado pelo surfista Wiggolly Dantas, o Circuito Brasileiro de Surf Feminino em Ubatuba é resultado de convênio firmado entre a União, por intermédio da Secretaria Especial do Esporte, do Ministério da Cidadania, e a Prefeitura Municipal de Ubatuba. Patrocínios da Wizard by Pearson, Dantas, Radical Times e Ubasurf Motors, com apoios da Mormaii, Padaria Itamambuca, Quiosque Tia Albertina, Gigi Watery, Gangster e Pono Beachwear. Colaboração: Pousada Canto do Dado, Digital Brasil, Silva Indaiá Supermercado, EaD Unitau, Banana Wax, ONG Esmeralda, Fisioterapia Sérgio Neri, Gaijin Massoterapeuta, Firma, Sportomics e Lazybbag. Divulgação: Waves e FMA Notícias. Supervisão técnica da Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp), Federação Paulista de Surf e Associação Ubatuba de Surf (AUS).