Brasileiro Feminino

Camila Cássia na dianteira

Camila Cássia defende a liderança do circuito brasileiro profissional entre os dias 13 e 15 de setembro em Itamambuca, Ubatuba (SP).

0
Camila Cássia defende a ponta do ranking brasileiro no quintal de casa.

A disputa pela liderança do ranking brasileiro de surfe feminino profissional tem sequência em Ubatuba (SP) nos próximos dias 13 e 15 deste mês. Com a vantagem de competir “em casa”, Camila Cássia defenderá a ponta da classificação, na Praia de Itamambuca. Ela soma 11.425 pontos, contra 9.200 da cearense radicada no Rio de Janeiro, Yanca Costa, vitoriosa nesse mesmo evento no mês de maio.

Logo depois, aparece a experiente Taís de Almeida, de Saquarema, com 9.053 pontos, seguida de outras duas atletas da Região dos Lagos, Kayane Reis, também de Saquarema, com 8.521, e Karol Ribeiro, de Cabo Frio, com 8.465. A pernambucana de Recife, Monik Santos, é a sexta colocada, com 8.120, com a carioca Júlia Duarte, mais atrás, com 6.098 pontos, e a alagoana de Marechal Deodoro, Vidda Cavalcante, com 5.605.

O Circuito Brasileiro de Surf Feminino, evento exclusivo para as meninas criado pelo surfista Wiggolly Dantas há cinco anos, distribuirá R$ 15 mil de premiação na categoria Pro-Adulto e 3.000 pontos no ranking da Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp). Este encontro é resultado do convênio firmado entre a União, por intermédio da Secretaria Especial do Esporte, do Ministério da Cidadania, e a Prefeitura Municipal de Ubatuba, e também conta com as categorias Pro-Júnior, valendo ranking nacional, Longboard, e as amadoras Sub 16, Sub 14, Sub 12 e Sub 10.

Cearense radicada no Rio, Yanca Costa aparece na segunda posição.

Além dessa etapa, o convênio prevê a disputa final, também na Praia de Itamambuca, nos dias 18 a 20 de outubro. “Esse evento tem grande importância para o surfe feminino. Há cinco anos definimos a campeã brasileira em Ubatuba. Já se tornou tradição. Serão três etapas em 2019 na Praia de Itamambuca, com 9.000 pontos em jogo na disputa pelo título. A iniciativa do Wiggolly e de sua família, com o apoio da Prefeitura e agora o convênio com a União, com certeza, colabora muito para o fortalecimento da categoria”, comenta o diretor da Abrasp, Pedro Falcão.

As inscrições podem ser feitas até o dia 11 de setembro por depósito bancário na conta corrente da Abrasp | Bradesco | Agência 3233 | cc 85626-6 | CNPJ 31.886.401/0001-14. Os comprovantes devem ser enviados via e-mail para abraspfeminino@gmail.com. Na Pro-Adulto a taxa é de R$ 180; na Pro-Júnior, R$ 120; na Longboard, R$ 150; e amadoras, R$ 90. Informações pelo WhatsApp (21) 99140-9715, com Pedro Falcão.

Idealizado pelo surfista Wiggolly Dantas, o Circuito Brasileiro de Surf Feminino em Ubatuba é resultado de convênio firmado entre a União, por intermédio da Secretaria Especial do Esporte, do Ministério da Cidadania, e a Prefeitura Municipal de Ubatuba. Patrocínio: Wizard by Pearson, Dantas, Radical Times e Ubasurf Motors, com apoios da Mormaii, Padaria Itamambuca, Quiosque Tia Albertina, Gigi Watery, Gangster e Pono Beachwear. Colaboração: Pousada Canto do Dado, Digital Brasil, Silva Indaiá Supermercado, EaD Unitau, Banana Wax, ONG Esmeralda, Fisioterapia Sérgio Neri, Gaijin Massoterapeuta, Firma, Sportomics e Lazybbag. Divulgação: Waves e FMA Notícias. Supervisão técnica: Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp), Federação Paulista de Surf e Associação Ubatuba de Surf (AUS).

Ranking brasileiro feminino profissional 2019 depois de seis etapas

1 Camila Cássia (SP) – 11.425 pontos
2 Yanca Costa (RJ) – 9.200
3 Taís de Almeida (RJ) – 9.053
4 Kayane Reis (RJ) – 8.521
5 Karol Ribeiro (RJ) – 8.465
6 Monik Santos (PE) – 8.120
7 Júlia Duarte (RJ) – 6.098
8 Vidda Cavalcante (AL) – 5.605
9 Luana Coutinho (SP) – 5.332
10 Juliana Meneghel (SP) – 4.750