Corrêa dita o ritmo

Marcos Corrêa é o principal nome do segundo dia do CBSurf Pro Tour na Praia Grande, Ubatuba (SP).

0
Marcos Corrêa crava os novos recordes do CBSurf Pro Tour.

A quinta-feira (29) será de decisão da categoria masculina no CBSurf Pro Tour, na Praia Grande, em Ubatuba (SP), no evento que marca a retomada dos campeonatos oficiais no País.

Dos 112 surfistas que começaram a etapa, 36 ainda têm chances de garantir a vitória, que vale R$ 12 mil e os primeiros mil pontos no ranking que definirá o campeão brasileiro profissional da temporada. A competição está sendo transmitida ao vivo pela internet.

Nesta quarta-feira (28), o sol continuou forte, o mar baixou em relação ao primeiro dia, mas garantiu boas condições para os atletas competirem. Marcos Corrêa, de São Vicente, foi o principal nome, com a maior somatória até agora, 15.75, nas duas melhores ondas, com direito a melhor nota até agora, um 9.00, com um aéreo de backside.

“Estou muito feliz com a minha performance. Todos os atletas estavam há um bom tempo sem competir por causa da Covid-19, mas em meio à pandemia eu segui treinando forte, fazendo algumas consultas com o psicólogo do esporte, que ajudou muito e com essa toda estrutura senti que deu certo”, fala o atleta de 24 anos.

Eduardo Motta, de Guarujá, garantiu 14,75, e Weslley Dantas, competindo em casa e onde já foi campeão paulista, entrou na lista dos melhores, com 14.35. Os dois ainda no round 1. Quem já garantiu lugar nas oitavas, assim como Marcos Corrêa, é o atual campeão brasileiro, Artur Silva, do Ceará, que ano passado garantiu seu troféu justamente na Praia Grande, em Ubatuba.

As disputas recomeçam às 7h30 com as duas baterias restantes do round 2. Logo depois, é a vez das oitavas de final. A bateria decisiva está prevista para 13h30. Com patrocínios de Silverbay e de The Surf Club SCCP, o evento teve início na terça-feira, quando foram realizadas todas as baterias da feminina, com vitória de Bianca Summer Macedo. A competição está abrindo o Circuito Brasileiro e distribui R$ 80 mil em premiação, igualmente dividida entre as duas categorias. No total, 144 atletas, de 12 estados, se inscreveram.

Fora do mar, os surfistas devem seguir os protocolos de segurança divulgados antes do ato de inscrição, como a obrigatoriedade do uso de máscaras e o distanciamento social nas áreas próximas ao palanque, sob pena de desclassificação, em caso de não cumprimento das medidas definidas.