COI confirma o surfe

Comitê Olímpico Internacional oficializa o surfe como uma das modalidades dos Jogos de Paris 2024.

0
Gabriel Medina entocado em Teahupoo: onda taitiana será o palco do surfe nos Jogos de Paris 2024.

Com as ondas de Teahupoo, Taiti, como palco, o surfe foi oficializado na última segunda-feira (7) pelo COI (Comitê Olímpico Internacional) como uma das modalidades dos Jogos de Paris 2024.

“Estamos entusiasmados em fazer parte desta jornada olímpica até 2024 e acreditamos que isso nos dá um grande impulso para a inclusão permanente do surfe no Programa Olímpico”, comenta Fernando Aguerre, presidente da ISA (International Surfing Association), entidade que regula o surfe nas Olimpíadas.

O evento contará com a participação de 22 homens e 22 mulheres, promovendo a equidade de gênero, e será realizado nas temidas ondas de Teahupoo, que também fazem parte do calendário da elite do surfe mundial.

“Como atleta, não há conquista maior do que competir nos Jogos Olímpicos e entre os surfistas há uma grande empolgação com Paris 2024, principalmente com o Taiti como local”, comenta francesa Justine Dupont, da comissão de atletas da ISA.

“No surfe, Teahupoo é um lugar sagrado, rico em história e tradição e sem dúvida, uma das ondas mais emocionantes e consistentes do mundo para o nosso esporte”, declara Dupont.

Além do surfe, o COI oficializou a permanência do skate e da escalada em Paris 2024, além de incluir o breakdance pela primeira vez nas Olimpíadas.

O surfe fará a sua estreia no cronograma olímpico em 2021, com os Jogos de Tóquio, que acabaram adiados em 2020 devido à pandemia de Covid-19.