Valentin comanda o show

Saquaremense Valentin Neves vence categoria sub 18 do Arpex Groms na Praia do Diabo; evento marcou o retorno das competições ao Rio de Janeiro.

0

Mais de 100 atletas se inscreveram para disputar o Arpex Groms 2020, primeira competição de surfe oficial a acontecer na Cidade Maravilhosa desde o início da pandemia de Covid-19, tendo de seguir um protocolo de saúde aprovado pela Vigilância Sanitária da Prefeitura do Rio.

A competição, realizada pelo Arpoador Surf Club em parceria com a Federação de Surfe do Estado do Rio (FESERJ), foi válida como a etapa de abertura do Circuito Estadual da Nova Geração do Rio de Janeiro, o estadual amador fluminense para surfistas de até 18 anos de idade.

A principal novidade do Estadual do Rio deste ano é a divisão igualitária entre as categorias masculinas e femininas. Ao todo são quatro divisões por faixa etária, sub-12, sub-14, sub-16, e sub-18, todas com uma categoria masculina e outra feminina, num total de oito categorias.

Marcado para a Praia do Arpoador, o campeonato teve como palco alternativo a Praia do Diabo, que fica à esquerda da pedra do Arpoador e costuma funcionar melhor nessa época do ano. E foi exatamente isso o que aconteceu, o Diabo proporcionou condições consistentes durante os dois dias de competição, com séries em torno de 1 metro no primeiro dia, quando foram realizadas as categorias sub-16 e sub-18, e “meio-metrão” no segundo dia, quando a garotada da sub-12 e sub-14 comandou as ações.

A vizinha do Arpoador, a Praia do Diabo.

O grande destaque de sábado foi Valentin Neves, filho do bicampeão brasileiro Léo Neves, falecido há exatamente um ano. Apesar de ter pouca experiência o pico, Valentin entrou em sintonia com as ondas logo na primeira bateria somando mais de 17 pontos para derrotar outro grande favorito, o saquaremense Daniel Templar (que acabou desclassificado com interferência).

Nas semifinais, o surfista local da Barrinha fez outra média acima dos 17 pontos, com direito a um “Superman” que levantou o público na praia. Entre os locais, o comentário era de que Valentin tinha herdado o conhecimento do pico de seu pai, que cresceu surfando no Arpoador e no Diabo. Na final, Valentin somou 15 pontos para derrotar Caio Knappi (Niterói), Lucas Ribas (Cabo Frio) e Sunny Pires (Búzios).

Valentin Neves “Superman” no Diabo.

Além de fazer final na sub-18, o surfista local da Praia de Geribá, Sunny Pires, venceu na sub-16, deixando pra trás três surfistas que treinam na zona oeste do Rio, Cauet Frazão, Yan Sondhal, e Igor Shibata.

Nas categorias femininas, a campeã brasileira Maju Freitas confirmou seu favoritismo vencendo na sub-18, deixando a paraibana Nalanda Carvalho em segundo, Julia Duarte em terceiro, e Mariana Areno em quarto.

Na sub-16, outra surfista do Recreio, Letícia Calleia, venceu com autoridade, deixando suas companheiras de treino, Luana Paes e Sarah Ozório em segundo e terceiro, respectivamente, e outra paraibana, Evely Kaline, em quarto.

Leticia Calleia, a campeão da categoria feminino sub-16.

O segundo dia de competições teve início com um minuto de silencio em memória a Ismael Miranda, lenda do surf brasileiro e árbitro local, que faleceu recentemente vítima do Coronavírus.

Depois da homenagem, a novíssima geração do surf carioca entrou em cena, com a adição de alguns talentosos atletas de outros Estados. O grande destaque do dia foi o novo fenômeno do Rio Grande do Norte, Arthur Vilar, atleta de apenas oito anos que inclusive é apoiado pelo campeão mundial Ítalo Ferreira.

Arthur mostrou muita técnica e agilidade para atacar as ondas rápidas e cavadas da Praia do Diabo, empolgando o público presente. O menino prodígio venceu na sub-12 somando mais de 16 pontos na bateria final para deixar Nathan Hereda em segundo, Artur Ferreira em terceiro, João Victor Coutinho em quarto, Igor Oberlander em quinto e Noah Sathler, do Espírito Santo, em sexto.

Na sub-14, um duelo à parte entre dois representantes da novíssima geração de Saquarema, Rickson Falcão e Rafael Lutfy. Rickson, de backside, e Rafael, de frontside, atacaram com maestria as direitas da Praia do Diabo com pequena vantagem para Rickson (11,83 contra 11,24 pontos). Completaram a final o paranaense Ryan Coelho (3º), Pedro Lima (4º) e outro saquaremense, Antônio Carvalho (5º).

Rickson Falcão vence duelo disputado.

Na Feminino sub-12, enfrentando condições difíceis na final com vento maral, a grande campeã foi Lanay Thompson, seguida por Sofia Tinoco, Letícia Calleia, e Maria Eduarda.

Já na sub-14, a buziana Aysha Ratto largou na frente na luta pelo título de campeã estadual, deixando Sarah Ozório em segundo, Sofia Tinoco em terceiro, e Juliana Alvarez em quarto.

Para encerrar a festa, entraram na água as equipes da categoria Escolinha, onde as crianças das escolinhas de surfe locais também puderam participar do evento, de forma lúdica, sem pontuação e colocação. Todos saíram felizes com uma medalha no peito.

A próxima etapa do Estadual do Rio será em Cabo Frio, nos dias 12 e 13 de dezembro. A competição será realizada pelo Cabo Frio Surf Clube em parceria com a FESERJ.

Antes disso, os jovens atletas cariocas terão a oportunidade de disputar pela primeira vez na história os Jogos Estudantis, na Praia da Barra da Tijuca, nos dias 05 e 06 de dezembro.

Quem quiser ver mais fotos do Arpex Groms pode procurar no aplicativo Banlek, co-patrocinador do evento. Os álbuns estão liberados sem custo (basta colocar no carrinho que as fotos serão liberadas):

Sábado: https://banlek.com/album/2d67 (manhã)
Sábado: https://banlek.com/album/2d65 (tarde)
Domingo: https://banlek.com/album/2d72
Domingo: https://banlek.com/album/2d73 (dentro d’água)

Todas as notas das baterias e resultados completos, assim como os rankings, podem ser acessados na página da FESERJ no site da Live Heats, sistema de gestão de competições que foi utilizado neste evento.

Apresentado pela FESERJ e pela Banlek, o “Arpex Groms 2020” contou com o co-patrocínio da Piranha Surf, Silverbay e Udo Bastos, e o apoio da OFS – Only for Surfers, Superglass, Fu Wax, Boards Co, Dojo Cid Nascimento, e Prancha Amsler. A realização foi do Arpoador Surf Club – ASC.

Resultados do Arpex Groms 2020
Primeira etapa do Circuito Estadual Nova Geração do Rio de Janeiro 2020

Sub-18 Masculino
1 Valentin Neves (Saquarema)
2 Caio Knappi (Niterói)
3 Lucas Ribas (Cabo Frio)
4 Sunny Pires (Búzios)

Sub-18 Feminino
Maju Freitas (Rio)
Nalanda Carvalho (PB)
Julia Duarte (Rio)
Mariana Areno (Rio)

Sub-16 Masculino
1 Sunny Pires (Búzios)
2 Cauet Frazão (Rio)
3 Yan Sondhall (Rio)
4 Igor Shibata (Rio)

Sub-16 Feminino
Letícia Calleia (Rio)
Luana Paes (Rio)
Sarah Ozório (Rio)
Evely Kaline (PB)

Sub-14 Masculino
1 Rickson Falcão (Saquarema)
2 Rafael Lutfy (Saquarema)
3 Ryan Coelho (PR)
4 Pedro Lima (Cabo Frio)
5 Antônio Carvalho (Saquarema)

Sub-14 Feminino
1 Aysha Ratto (Búzios)
2 Sarah Ozório (Rio)
3 Sofia Tinoco (Rio)
4 Juliana Alvarez (Niterói)

Sub-12 Masculino
1 Arthur Vilar (RN)
2 Nathan Hereda (Rio)
3 Arthur Ferreira (Rio)
4 João Victor Coutinho (Rio)
5 Igor Oberlander (Niterói)
6 Noah Sathler (ES)

Sub-12 Feminino
1 Lanay Thompson (Rio)
2 Sofia Tinoco (Rio)
3 Letícia Calleia (Rio)
4 Maria Eduarda (Rio)

Evento: Arpex Groms 2020

Categorias: Sub-12 (m/f) | Sub-14 (m/f) | Sub-16 (m/f) | Sub-18 (m/f) | Escolinha (local)

Data: 21 e 22 de novembro

Local: Praia do Arpoador ou Diabo

Realização: Arpoador Surf Club – ASC

Patrocínio: FESERJ | Banlek

Co-patrocínio: Piranha Surf | Silverbay | Udo Bastos

Apoio: OFS – Only For Surfers | Superglass | Fu Wax | Boards Co | Dojo Cid Nascimento | Prancha Amsler

Apoio de mídia: Waves

Apoio institucional: Prefeitura do Rio

Agradecimentos: Claudio Franco (foto do pôster), Pedro Pessoa, José Carregal, Vera Fernandes (Subprefeitura Zona Sul), 3º SGMAR, 14ª Delegacia De Polícia Civil, 23º Batalhão De Polícia Militar, e Favela Surf Clube.