Filhos se defendem

Tricampeão mundial Tom Curren e seu irmão Joe alegam boa relação com o pai, o lendário shaper Pat Curren, e afirmam que não foram consultados sobre vaquinha virtual para ajudá-lo.

0
Esposa de Tom Curren usa página oficial do atleta para defender boa relação com o pai.

Através de uma vaquinha virtual, o nova-iorquino Paul Schmidt revelou que o lendário shaper californiano Pat Curren, 88 anos, está morando em um trailer e vivendo em uma situação delicada com a esposa e a filha na praia de Swamis, San Diego, Califórnia (EUA).

Nas redes sociais, o tricampeão mundial Tom Curren e seu irmão Joe receberam algumas criticas por supostamente não ajudar o pai, mas eles se defenderam nesta terça-feira (11) e disseram que nem foram consultados a respeito da campanha de financiamento coletivo, que já arrecadou mais de US$ 50 mil para ajudar Pat.

“Aqui é Maky falando, esposa de Tom”, postou a companheira de longa data de Tom na página @tomcurrenofficial no Instagram. “Em primeiro lugar, gostaria que vocês curtissem esses vídeos de Tom, Joe e seu pai feitos no hospital, logo após uma longa doença de Pat no último ano passado. Nós, como uma família, voamos para Utah sem saber se Pat sobreviveria”, escreveu Maky.

View this post on Instagram

This is Maky speaking, Toms wife. First and fore most I would like you to enjoy these videos captured of Tom @tomcurrenofficial @curfuffle and Joe and their father taken at the hospital just after Pat’s lengthy illness last year. We as a family flew to Utah not knowing if Pat was going to survive. Because he was so far away we decided to bring him to California closer to us. At that point he was then admitted into the hospital in San Diego with huge family support including Pat’s brothers. . Mary chose to stay in San Diego because Malia, their eldest daughter, had a trailer that she was staying in so it worked out. So as we were driving to San Diego yesterday to celebrate Pat’s birthday we received a call from Joe @joecurren saying that a Go Fund Me campaign had been created by a person that we don’t know, asking for $100,000. We were in shock. Because we don’t know the person who created the campaign we are unable to provide any kind of accountability. Being that a significant amount of money is being raised needless to say we are deeply troubled. We have always supported Pat financially and emotionally and as recently as last week we invited him to live with us and our invitation was denied. In closing, I hope the people who made donations during these difficult times know that we are thankful, as stated above, we have no idea where the money will go.

A post shared by Tom Curren (@tomcurrenofficial) on

“Por estar tão longe, decidimos trazê-lo para a Califórnia, para mais perto de nós. Nesse momento, ele foi internado no hospital em San Diego com um grande apoio familiar, incluindo os irmãos de Pat. Mary (esposa de Pat) escolheu ficar em San Diego, já que Malia, sua filha mais velha, tinha um trailer onde ela estava, então deu certo. Então, quando estávamos dirigindo para San Diego ontem para comemorar o aniversário de Pat, recebemos uma ligação de Joe dizendo que uma campanha no GoFundMe foi criada por uma pessoa que não conhecemos, pedindo US$ 100 mil”, afirma.

“Ficamos em choque. Como não conhecemos a pessoa que criou a campanha, não podemos assumir qualquer tipo de responsabilidade, sendo que uma quantia significativa de dinheiro está sendo levantada. Nem é preciso dizer o quanto estamos profundamente preocupados. Sempre apoiamos Pat financeira e emocionalmente e, recentemente, na semana passada, o convidamos para morar conosco e nosso convite foi negado”, continua Maky. “Para encerrar, espero que as pessoas que fizeram doações durante esses tempos difíceis saibam que somos gratos, mas, como afirmado acima, não temos ideia para onde o dinheiro irá”, finaliza.

Irmão mais novo de Tom, Joe Curren seguiu a mesma linha nas redes sociais, mas admitiu que o pai realmente enfrente problemas financeiros.

View this post on Instagram

I’ve been getting a lot of questions and reading stories about a go fund me campaign recently set up for my dad asking for $100,000 to help him with financial issues. Yes, it’s true he’s struggling financially. The truth is, this has been going on for a long time. I speak for all of the Curren family when I say we love and care about my dad very much. My brother Tom and I, my sisters Anna and Malie, my dad’s brothers Mike and Terry and the entire family have all have been quietly trying to help him, doing the best we can, for years and years. It has been challenging and complicated, and we have always run into a major road block. We don’t know the person who started the go fund me. We first heard about the campaign Sunday morning on my dad’s birthday, after it was launched. We were surprised and disappointed that we were not notified about the campaign beforehand. We’ve always respected my dad’s wish to keep this kind of stuff private. Now it’s gone public. Its nice to see the positive statements being made about my dad. It’s sad to see the negative comments being said from people who don’t know the whole story. We hope my dad gets the money, he deserves it.

A post shared by Joe Curren (@joecurren) on

“Tenho recebido muitas perguntas e lido histórias sobre uma campanha criada recentemente para meu pai, pedindo US$ 100 mil para ajudá-lo com questões financeiras. Sim, é verdade que ele está passando dificuldades. A verdade é que isso já vem acontecendo há muito tempo. Falo por toda a família Curren quando digo que amamos e nos importamos muito com meu pai. Meu irmão Tom e eu, minhas irmãs Anna e Malie, os irmãos de meu pai, Mike e Terry, e toda a família temos tentado silenciosamente ajudá-lo, fazendo o melhor que podemos, por anos e anos. Mas tem sido desafiador e complicado, e sempre nos deparamos com um novo obstáculo”, afirma Joe.

“Não conhecemos a pessoa que começou este financiamento coletivo. Ouvimos falar pela primeira vez sobre a campanha no domingo de manhã, aniversário do meu pai, depois que ela foi lançada. Ficamos surpresos e desapontados por não termos sido avisados com antecedência. Sempre respeitamos o desejo do meu pai de manter esse tipo de coisa privada. Agora se tornou público”, prossegue.

“É bom ver as declarações positivas feitas sobre meu pai. Mas é triste ver os comentários negativos sendo ditos por pessoas que não conhecem a história toda. Esperamos que meu pai receba o dinheiro, ele merece”, finaliza Joe.