Bells vem aí

Série ao Fundo analisa os picos do Rip Curl Pro Bells Beach e os favoritos ao título da segunda etapa do Tour.

0

Mais um episódio do Série ao Fundo no ar! Desta vez para projetar a segunda parada do CT.

Realizada desde 1962, a etapa de Bells Beach é a mais antiga do Circuito Mundial. Os tradicionais picos de Rincon e Bell’s Bowl produzem ondas cheias que, apesar de parecerem fáceis, exigem muita leitura e técnica por parte dos surfistas.

Uma boa pedida para as apostas é escolher atletas com bom “rail game”, ou seja, que conseguem cravar a borda e desenhar longos arcos nas paredes da onda. Já se o campeonato for levado para Winkipop, o cenário muda um pouco, porque a vala mais em pé permite manobras mais verticais e progressivas.

No ano passado, Italo Ferreira aposentou Mick Fanning em grande estilo e se tornou o terceiro brasileiro a tocar o famoso sino. Antes dele, Adriano de Souza e Silvana Lima já haviam conquistado a etapa. Lesionados, ambos não estarão presentes na atual edição do evento.