Motor turbina remada

Quilha traseira com motor, que promete acelerar a remada, está prestes a ser comercializada nos EUA.

0

Um protótipo de quilha com motor elétrico, criado pela empresa Boost Surfing, está prestes ser comercializado em San Diego, Califórnia (EUA).

Segundo os criadores, “a primeira quilha elétrica do mundo” pesa cerca de 800 gramas e pode chegar a até 16 km/h, proporcionando uma vantagem extra na remada, especialmente hora de chegar ou voltar ao outside.

No entanto, o conceito não é relativamente novo. Em 2012, o havaiano Garrett McNamara causou polêmica ao surfar com a WaveJet, prancha que também possuía um motor elétrico com o objetivo de auxiliar na remada.

Em uma sessão nas ondas monstruosas de Cortes Bank, ele acabou dropando perigosamente na frente do californiano Greg Long, deixando o parceiro em apuros após os dois tomarem uma vaca no pico.

Depois disso, Garrett abandonou o projeto da WaveJet, principalmente ao receber diversas críticas sobre a segurança desde tipo de dispositivo sendo usado no line-up de ondas gigantes.

De acordo com os idealizadores da Boost Surfing, o produto custará US$ 149.