Em busca de apoio

Monik Santos e Carlos Bahia lançam campanhas de financiamento coletivo de olhos em eventos da WSL na Austrália.

0
Carlos Bahia busca apoio para disputar evento da WSL em Noosa, Austrália.

A dificuldade com a falta de patrocínio tem levado uma boa quantidade de atletas a buscar as campanhas de financiamento coletivo.

Clique aqui para ajudar Carlos Bahia

Clique aqui para ajudar Monik Santos

São os casos de Carlos Bahia, fera no longboard e no SUP Wave, e da também talentosa Monik Santos, dois dos principais atletas em suas respectivas categorias no cenário nacional.

Depois de brilhar nas etapas brasileiras do Qualifying Series em 2018, vencendo na Barra da Tijuca (RJ) e conquistando o vice-campeonato em São Francisco do Sul (SC), Monik pede o apoio da comunidade do surfe para participar de dois eventos expressivos na Austrália.

Monik Santos tenta representar o Brasil em duas etapas do QS com 6.000 pontos em jogo.

Serão duas etapas com 6.000 pontos em jogo – a primeira delas em Newcastle, de 11 a 17 de março, e a segunda em Manly Beach, entre 18 e 24 de março.

Lançada no último dia 7 de janeiro, a campanha tem o objetivo de arrecadar R$ 10 mil e vai até 10 de março.

Também de olho na Austrália, Carlos Bahia busca apoio para representar o Brasil no Noosa Longboard Open, etapa válida pelo Mundial de Longboard que acontece em Noosa, Austrália, de 7 a 10 de março.

O baiano criado em Maresias (SP) tem o objetivo de arrecadar R$ 20 mil e lançou sua campanha no último dia 16 de janeiro.