Snowboarder leva a melhor

Gabriel Medina e Maya Gabeira são superados por snowboarder norte-americana no Prêmio Laureus, considerado o Oscar do esporte mundial.

0
Gabriel Medina levou o bicampeonato mundial e o Pipe Masters em 2018.

Nesta segunda-feira (18/2), os brasileiros Gabriel Medina e Maya Gabeira disputaram o Prêmio Laureus, considerado o Oscar do esporte mundial, na categoria Melhor Esportista de Ação.

A cerimônia aconteceu no principado de Mônaco, na França, e os brazucas foram superados pela snowboarder norte-americana Chloe Kim, campeã olímpica em PyeongChag, no início de 2018.

Também estava no páreo a heptacampeã mundial Stephanie Gilmore e os atletas olímpicos do snowboard Anna Gasser e Shaun White.

Enquanto Medina conquistou o bicampeonato mundial em 2018, Maya Gabeira cravou o recorde mundial de maior onda da história já surfada por uma mulher.

O norte-americano Kelly Slater já levou o Laureus em quatro oportunidades: 2007, 2009, 2011 e 2012.

Bruno Aleixo
Maya Gabeira entrou para o Guinness Book com a maior onda da história já surfada por uma mulher.

No prêmio de Melhor Esportista do Ano, melhor para o tenista Novak Djokovic, que superou o piloto Lewis Hamilton, o jogador de basquete LeBron James, maratonista Eliud Kipchoge e os jogadores de futebol Kylian Mbappé e Luka Modric.

No feminino, a vencedora foi a ginasta norte-americana Simone Biles.

As outras categorias em jogo foram Melhor Performance (Naomi Osaka), Melhor Retorno (Tiger Woods), Melhor Equipe (Seleção Francesa de Futebol) e Deficiente Físico (Henrietta Farkasová).

Em votação popular, o momento esportivo do ano ficou com o alpinista Xia Boyu, que teve os pés amputados depois de tentar escalar o Everest pela primeira vez, em 1975, aos 43 anos, e 21 anos depois, perdeu as duas pernas – abaixo do joelho – depois que os médicos descobriram um linfoma, um tipo de câncer no sangue. Em 2018, aos 69 anos, Boyu superou todas as adversidades e finalmente chegou ao cume do Everest.