Acidente em Paris

Tim McKenna sofre grave acidente no metrô de Paris e não se lembra do que aconteceu: "Sempre considerei mais arriscado andar pelas grandes cidades do que fotografar ondas gigantes. Suponho que este último episódio apenas reforce essa sensação".

0
Tim McKenna é um dos fotógrafos mais atirados em Teahupoo.

O australiano Tim McKenna, um dos fotógrafos mais reconhecidos e fissurados da Polinésia Francesa – especialmente pelas fotos espetaculares em Teahupoo – sofreu um terrível acidente em Paris no último mês de maio.

McKenna estava na cidade para pegar um avião de volta ao Taiti depois de participar de uma exposição fotográfica no Brest Surf Film, festival realizado na Bretanha. Doze horas depois, ele acordou em uma UTI de um hospital parisiense com várias concussões na cabeça, um nariz quebrado, fraturas na face e contusões por todo o corpo.

Tim não se lembra o que aconteceu, mas relatou o caso em sua página no Facebook: “Eu desmaiei ou fui empurrado para os trilhos do metrô e bati com o rosto no chão. Aparentemente consegui me arrastar para o lado, onde pessoas me ajudaram a recuperar. Antes de os serviços de emergência chegarem, eu dei a eles o meu telefone para que dissessem à minha esposa, embora eu não me lembre de nada, tive momentos conscientes”, afirma o fotógrafo.

Duas semanas após o incidente, ainda é desconhecido se ele foi atacado ou sofreu um acidente, já que McKenna não se lembra de nada do que aconteceu. As câmeras de segurança da estação não estavam funcionando e também não houve testemunhas.

“Sempre considerei mais arriscado andar pelas grandes cidades do que fotografar ondas gigantes. Suponho que este último episódio apenas reforce essa sensação”, comentou McKenna.

View this post on Instagram

It’s going to be a long road to recovery. Can’t help to think how lucky I have been.  I could have been hit by a train,  lost my right eye, broken a leg or  an arm or  have permanent brain damage .  Head trauma  is so much more  draining than I anticipated. At least I am at home in Tahiti , resting and taking things at an island pace for a week now. Stitches are out , and my face is nearly back to normal but  the  orbital fracture and hit to the forehead are going to take many weeks to heal. I can feel the wound still so present.  I need to make sure I don’t get any other blows in that particular spot for at least a year. I will never really know what happened in Paris. The zone  where I  fell ad no working cctv cameras and information from eye witnesses is to scarce.  I just have to live with the fact that I have a an hour or so of my life wiped out from my memory.  I must have stumbled or was pushed unintentionaly in the hussle and bussle. It’s a little unsettling to be in doubt about such an important moment but hopefully other positive memories will fill the void. Got to get my mind off that moment and focus on resilience  in the months to come.

A post shared by Tim McKenna Photography (@timmckenna) on

“Eu realmente nunca soube o que aconteceu em Paris. Na área onde eu caí há câmeras de segurança inoperantes e as informações de testemunhas são muito escassas. Só sei que tenho que viver com o fato de que tenho uma hora ou mais da minha vida apagada da minha memória. Devo ter tropeçado ou me empurraram involuntariamente. É um pouco inquietante ter dúvidas sobre isso, mas espero que outras memórias positivas preencham este vazio. Agora preciso parar de pensar naquele momento e se concentrar na minha recuperação nos próximos meses “, disse Tim no Instagram.

Depois de quase duas semanas no hospital, ele finalmente teve alta e retornou à sua casa no Taiti, onde uma longa recuperação o aguarda. Tim sofreu traumas na cabeça, nos ossos da face, além de feridas na testa.

Fonte Surf30