Esgoto ameaça litoral

Esgotos clandestinos ameaçam praias limpas do litoral norte de São Paulo.

2
Canto do Moreira, em Maresias, recebe esgoto proveniente de casas simples, de médio padrão e de condomínios de luxo. Foto: Anselmo Venansi.

Segundo reportagem publicada pelo jornal Folha de S.Paulo nesta quinta-feira (21), as praias do litoral norte paulista ainda sofrem com o despejo de esgoto clandestino.

No Canto do Moreira, em Maresias, o pico conhecido pelas ondas tubulares conta com diferentes pontos de descarga de esgoto irregular provenientes de casas simples, de médio padrão e de condomínios de luxo.

“Temos laudos que comprovam que os despejos ocorrem pelo menos desde 2008. Já fizemos diversas denúncias à prefeitura, mas nenhuma providência foi tomada”, diz Rony Figueiredo, presidente da Associação de Amigos do Canto do Moreira, à reportagem.

Ainda segundo a Folha, um estudo feito em julho por uma empresa contratada identificou dez pontos comprovados de descarga de esgoto e outros 15 suspeitos. Alguns dos canos de PVC são enterrados ou escondidos sob a vegetação para dificultar a fiscalização.

Apesar do despejo irregular e de pontos ruins ou péssimos, a maioria das praias possui condição própria para banho, com avaliações boas e regulares, de acordo com levantamento realizado pela Folha.

O levantamento apontou que dos 97 pontos de medição em todo o litoral paulista, há apenas um classificado como péssimo: o pico em frente ao número 1.724 da avenida Leovegildo Vieira, na praia de Itaguá (Ubatuba). Outras praias consideradas ruins para o banho foram Picinguaba (Ubatuba), Itaquanduba (Ilhabela), Prainha (São Sebastião) e Prainha de Caraguatatuba.

Clique aqui para conferir a qualidade de cada praia do País no levantamento feito pela Folha de S.Paulo.