Jacaré dá as caras

Jacaré surpreende banhistas e pescadores na praia de Santa Cruz dos Navegantes, Guarujá (SP).

0
Réptil foi levado a um dos rios da região, onde foi solto.

Um jacaré apareceu na noite do último domingo (20) na praia de Santa Cruz dos Navegantes, Guarujá (SP), e surpreendeu banhistas e pescadores.

Apesar do susto, um grupo de pessoas conseguiu imobilizar o animal com uma rede de pesca e chamou a Polícia.

De acordo com a Polícia Ambiental, o réptil era um animal de grande porte, com 2,30 metros de comprimento. O bicho não estava machucado e foi levado a um dos rios da região, onde foi solto.

Especialista em zoologia da Universidade de São Paulo (USP), Miguel Trefaut Rodrigues afirma que jacarés não costumam atacar humanos, porém, eles podem se defender.

“Se você vai cutucar, ele pode morder e vai doer, e se alguém fosse mordido por um bicho desse ou tomasse uma rabada dele, ia passar mal. Mas os nossos jacarés, embora parente dos crocodilos, não são agressivos. São raríssimos os ataques de jacaré às pessoas. Você pode entrar na Amazônia e tomar banho no rio e o jacaré não te ataca”, explica Rodrigues em depoimento ao site UOL.

Segundo o especialista, a praia não é o habitat natural dos jacarés, por isso, provavelmente, o bicho deve ter passado por algum rio, entrado no mar e saído na praia. Os jacarés se alimentam de peixes, pequenos mamíferos e aves.

“O jacaré não se alimenta do ser humano de jeito nenhum. Excepcionalmente, acontece de um bicho pegar uma pessoa, mas casos de morte por jacarés aqui são raríssimos”. Por isso, o jacaré pode ser considerado um bicho relativamente calmo, ao contrário dos crocodilos africanos, que costumam atacar as pessoas.

O professor ressalta, ainda que, no início do século 19 e meados do século 20, era comum a aparição de jacarés, mas hoje, esses bichos têm ficado cada vez mais longe das pessoas.

Fonte UOL.