Carroll protesta na Austrália

Campeões mundiais Tom Carroll e Barton Lynch protestam contra fazendas de cultivo de salmão em região paradisíaca da Austrália.

1
Fazendas de cultivo de salmão podem afetar a qualidade das ondas em Martha Lavinia Beach.

Bicampeão mundial, o australiano Tom Carroll entrou na onda ambiental para protestar contra a criação de fazendas de cultivo de salmão na paradisíaca Martha Lavinia Beach, em King Island, um dos mais belos points de surfe da Austrália.

A região é um dos locais cobiçados pela companhia Tassal para construir várias zonas de cultivo da espécie, o que, segundo surfistas e ambientalistas locais, poderia afetar a qualidade dos beach breaks, além de causar outros problemas.

“Estou aqui para falar da proposta de fazendas de salmão para Martha Lavinia, King Island. Qual é, Tasmânia e King Island? Essa região tem a natureza mais bonita do planeta, os beach breaks e praias mais bonitos que já vi. Vamos pensar nisso de novo. O que estamos fazendo com nosso ambiente e por quê?”, exclamou Carroll em vídeo publicado na página Martha Lavinia Beach no Facebook (abaixo).

Outro campeão mundial, o aussie Barton Lynch – atual comentarista da WSL – também chegou a manifestar opinião contra a possibilidade do cultivo de salmão na região que pertence ao estado da Tasmânia.

Algumas reclamações incluem a perda da qualidade das ondas devido à mudança das estruturas da praia; danos ao meio ambiente local com a criação de uma indústria; enfraquecimento do turismo; poluição do mar e mudança dos nutrientes marinhos devido à produção; introdução de doenças e parasitas marinhos com risco a espécies locais.

Clique aqui para assinar o abaixo-assinado criado pela Surfrider Foundation Australia.