Séries rolam em Bristol

Primeira piscina com a tecnologia da Wavegarden Cove 2.0 aberta ao público, The Wave liga a máquina de ondas em Bristol, Inglaterra.

0

A The Wave, piscina de ondas artificiais da Wavegarden, já está funcionando e deve receber os primeiros surfistas em novembro em Bristol, Inglaterra.

O homem por trás do projeto é Nick Hounsfield, um milionário apaixonado pelo surfe e que também pretende levar a tecnologia para Londres.

Bristol é a sexta cidade mais populosa da Inglaterra e fica a cerca de uma hora de distância de carro da praia. A The Wave custou cerca de 26 milhões de libras (mais de 125 milhões de reais) e conta com uma área superior a 28 hectares.

A tecnologia Wavegarden Cove 2.0 – a mesma planejada para os condomínios brasileiros de Garopaba e Itupeva – promete uma onda a cada 4 segundos, com cerca de 450 esquerdas e 450 direitas por hora. Serão diferentes tipos de ondas, em tamanhos que podem variar de meio a 1,9 metro e configurações para tubos, aéreos ou para surfistas iniciantes.

Uma sessão por lá custará entre 40 e 45 libras (cerca de R$ 200) para um adulto e 30 e 35 libras para uma criança, dependendo da época do ano e do dia da semana. Já uma sessão de treinamento com 1,5 horas custará entre 55 e 60 libras para um adulto e 45 e 50 libras para uma criança.