Yago voa pra vitória

Yago Dora usa os aéreos e vence o Vans US Open of Surfing; no QS 10000 Feminino, a norte-americana Sage Erickson agora é bicampeã.

0
Yago Dora derrota australiano Liam O’Brien na final do Vans US Open 2019.

Deu Brasil no Vans US Open of Surfing. Yago Dora usou os aéreos e venceu neste domingo (4) a etapa masculina do QS 10.000, disputada em ondas de até 1 metro que rolavam em séries muito demoradas no pico de Huntington Beach, na Califórnia (EUA). Na final ele derrotou o australiano Liam O’Brien. No QS 10.000 Feminino deu Sage Erickson na batalha norte-americana da final. Com a vitória sobre Courtney Conlogue, Sage tornou-se bicampeã do evento.

Yago passou pelo francês Jorgann Couzinet nas quartas, numa bateria que foi fraquíssima de ondas nos dois terços iniciais dos 30 minutos de duelo, mas no final o bicho pegou. O francês com duas esquerdas, em que executou duas fortes manobras de backside, estava na frente com as notas 8.40 e 7.17, mas Yago voou alto num aéreo espetacular e fez 9.27. O brasileiro ficou com apenas três minutos para conquistar 6.30 pra pular para primeiro, mas foi com tudo, fez 7.20 com outra esquerda e deixou o francês precisando de 8.08. Ainda deu tempo de Jorgann surfar outra onda, mas só conseguiu 6.77 e foi eliminado, porém sai dos Estados Unidos na liderança do ranking do QS 2019.

Yago Dora voa em Huntington Beach.

A semi foi contra Alex Ribeiro, que nas quartas liderou o duelo contra Connor O’Leary até levar a virada nos segundos finais, porém ainda teve tempo de dar o troco e avançar. Yago começou forte a semifinal, fazendo boas manobras e largando bem, enquanto Alex errava na tentativa dos aéreos, mas a decisão também ficou para os últimos instantes. Naquele momento Alex precisava de quase uma nota máxima e voou alto. A nota 9.33 saiu e não deu a virada, levando Yago para a finalíssima e decretando a terceira posição para Alex, que agora ocupa a terceira posição no ranking QS.

O outro surfista da final foi o Liam O’Brien, que conseguiu uma virada nos últimos minutos das quartas contra o havaiano Barron Mamiya. Na semi o australiano ficou bem ativo, contra um Griffin Colapinto mais calmo, esperando pelas melhores séries, que ainda demoravam muito para aparecer. Porém o aussie deixou o norte-americano precisando de 8.00 e ele não conseguiu chegar nem perto da nota, terminando sua participação com um terceiro lugar.

Liam O’Brien, vice-campeão do Vans US Open.

Na finalíssima Liam começou melhor, mas o brasileiro fez duas notas e ficou na frente. E aí Yago deu outros voos e num deles arrancou 8.60, deixando o aussie na necessidade de 8.37. O tempo passou, as séries sumiram e Yago se tornou o quarto brasileiro a vencer o Vans US Open of Surfing, já que Filipe Toledo foi campeão nos anos de 2014 e 2016, Alejo Muniz em 2013 e Tita Tavares em 2000 (Tatiana venceu o evento quando ainda representava o Havaí e Neco Padaratz já venceu em Huntington Beach, mas o Gotcha Pro, em 1999, etapa válida pelo WCT). Com a vitória, Yago, que só competiu em três etapas do QS neste ano, sedo vice no 60000 de Noronha, já aparece na quarta posição no ranking.

“Estou amarradão! Eu tive um bom pressentimento em relação a esse evento e hoje, principalmente, eu tive todos os sinais e estava confiante. Consegui virar a bateria das quartas e isso me deixou super ligado. Estou no topo agora e amarradão”, disse Yago logo após a vitória.

Além de Yago e Alex, Adriano de Souza também competiu no último dia do evento e parou nas quartas de final, mesmo tendo feito a maior nota do confronto contra Griffin Colapinto.

Veja as fotos das finais.

QS 10000 Feminino – Quem levou a melhor nas disputas femininas do QS 10000 foi Sage Erickson, norte-americana que eliminou a brasileira Tatiana Weston-Webb nas semifinais.

Tatiana começou bem o dia, fazendo uma excelente bateria contra a australiana Bronte Macaulay, onde ela fez uma excelente escolha de ondas e surfou muito bem. Já na semifinal Sage começou arrasadora e deixou a brasileira precisando de duas notas pra reverter o placar. Tatiana até saiu dessa situação, mas ainda precisava de mais de nove pontos para virar o resultado. Com a terceira posição a brasileira, que competiu pela quarta vez no QS 2019, subiu para o quarto lugar.

Tatiana fica em terceiro lugar na competição feminina.

Assim como na semi, Sage iniciou a final acelerada, anotando 7.23, mas com a Courtney ficando na frente com duas notas na casa dos seis pontos (6.50 e 6.43). Porém Sage escovou uma esquerda com duas batidas e uma rasgada, conseguiu 8.17 pontos e deixou sua conterrânea na necessidade de 8.90. Courtney ainda tentou um aéreo no final, mas errou e Sage tornou-se bicampeã do Vans US Open of Surfing.

Sage Erickson agora é bicampeã do evento.

“Eu quero dedicar essa vitória a minha avó (faleceu há pouco tempo), que ficaria muito orgulhosa e eu a amo muito. Então eu dedico a você, minha vó, e a todas as pessoas que estão aqui na praia, as minhas amigas, e a minha mãe, esse é o primeiro ano que ela não está presente. Sobre os pontos no ranking e o dinheiro da premiação eu vou pensar amanhã, nesse momento só quero agradecer, obrigado Califórnia e obrigado a todos. Isso foi incrível e estou amarradona”, disse uma emocionada Sage que também venceu o Vans US Open of Surfing no ano de 2017, uma final contra a brasileira Tatiana Weston-Webb. Com o título Sage assumiu a vice-liderança do ranking.

Courtney, Sage, Yago e Liam, os finalistas do Vans US Open of Surfing 2019.

Próximas etapas – A próxima etapa mais importante do QS, tanto para os homens, quanto para as mulheres, acontece entre os dias 1 e 7 de setembro na Playa Pantin, em La Coruña, Espanha.

Final Masculina

Campeão Yago Dora (BRA) 16.03
Vice-campeão Liam O’Brien (AUS) 11.34

Semifinais Masculinas

1 Yago Dora (BRA) 14.77 x 14.16 Alex Ribeiro (BRA)
2 Liam O’Brien (AUS) 13.50 x 10.77 Griffin Colapinto (EUA)

Quartas de finais Masculinas

1 Alex Ribeiro (BRA) 13.76 x 13.20 Connor O’Leary (AUS)
2 Yago Dora (BRA) 16.47 x 15.57 Jorgann Couzinet (FRA)
3 Liam O’Brien (AUS) 14.67 x 13.27 Barron Mamiya (HAW)
4 Griffin Colapinto (EUA) 13.93 x 11.67 Adriano de Souza (BRA)

Final Feminina

Campeã Sage Erickson (EUA) 15.40
Vice-campeã Courtney Conlogue (EUA) 12.93

Semifinais Femininas

1 Courtney Conlogue (EUA) 12.86 x 11.36 Brisa Hennessy (CRC)
2 Sage Erickson (EUA) 16.33 x 12.83 Tatiana Weston-Webb (BRA)

Quartas de Finais Femininas

1 Courtney Conlogue (EUA) 14.43 x 14.10 Carolina Marks (EUA)
2 Brisa Hennessy (CRC) 12.86 x 8.93 Sally Fitzgibbons (AUS)
3 Tatiana Weston-Webb (BRA) 14.16 x 11.73 Bronte Macaulay (AUS)
4 Sage Erickson (EUA) 11.36 x 8.83 Malia Manuel (HAW)

Ranking do QS 2019 Masculino

1 Jorgann Couzinet (FRA) 17.310
2 Jadson André (BRA) 16.600
3 Alex Ribeiro (BRA) 15.930
4 Yago Dora (BRA) 14.860
5 Barron Mamiya (HAW) 14.500
6 Deivid Silva (BRA) 13.320
7 Matt Banting (AUS) 12.550
8 Connor O’Leary (AUS) 12.450
9 Jack Freestone (AUS) 12.400
10 Liam O’Brien (AUS) 12.300
16 Ian Gouveia (BRA) 10.060
19 Krystian Kymerson (BRA) 9.380
22 Miguel Pupo (BRA) 8.270
24 Luel Felipe (BRA) 7.750
27 Jessé Mendes (BRA) 7.700
30 Tomas Hermes (BRA) 7.550

Ranking do QS 2019 Feminino

1 Isabella Nichols (AUS) 16.060
2 Sage Erickson (EUA) 15.050
3 Tatiana Weston-Webb (BRA) 14.700
4 Bronte Macaulay (AUS) 14.210
5 Caroline Marks (EUA) 14.000
6 Malia Manuel (HAW) 12.100
7 Sally Fitzgibbons (AUS) 11.200
8 Zahli Kelly (AUS) 11.110
9 Mahina Maeda (JAP) 10.550
10 Alyssa Spencer (EUA) 10.420
74 Tainá Hinckel (BRA) 2.485
75 Anne Dos Santos (BRA) 2.465
99 Silvana Lima (BRA) 1.750